A (DES)NECESSIDADE DE REGULAMENTAÇÃO DA DISPENSA COLETIVA NO BRASIL: UMA ANÁLISE SOB A ÓTICA DO VALOR SOCIAL DO TRABALHO E DA DIGNIDADE DA PESSOA HUMANA

Nelma Karla Waideman Fukuoka, Victor Hugo Almeida

Resumo


No cenário brasileiro atual, não é raro se noticiar a ocorrência de dispensas coletivas envolvendo um grande número de trabalhadores. As justificativas têm se baseado em fatores vinculados à situação econômica do país. Nesse contexto, o presente trabalho tem por objetivo examinar a dispensa coletiva arbitrária, sob o viés dos ditames da preservação de empregos insculpido na Constituição Federal de 1988 e dos princípios do valor social do trabalho e da dignidade humana. Como método de procedimento, adotou-se o levantamento de dados por meio da técnica de pesquisa bibliográfica. E, como método de abordagem, adotou-se o método dedutivo. Destaca-se, na atualidade, a imperativa necessidade de modernizar e atualizar o Direito do Trabalho face à realidade econômica, no sentido de enfrentar os grandes desafios próprios desse ramo do direito, dentre os quais a crise do emprego se afigura o mais complexo.


Palavras-chave


dignidade da pessoa humana; Direito do Trabalho; dispensa coletiva; valor social do trabalho.

Texto completo:

PDF

Referências


ANTUNES, Ricardo Luis Coltro. O continente do labor. São Paulo: Boitempo, 2011.

BRANCO, Ana Paula Tauceda. A colisão dos princípios constitucionais no direito do trabalho. São Paulo: LTr, 2007.

BRASIL. Constituição Federal. Brasília: Senado Federal, 1988. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicaocompilado.htm >. Acesso em: 16 ago. 2016.

BRASIL. Projeto de Lei nº 6.356, de 7 dez. 2005. Regulamenta a demissão coletiva e determina outras providências. Câmara dos Deputados, Brasília, 7 dez. 2005. Documento disponível em < http://www.camara.gov.br/sileg/integras/362814.pdf >. Acesso em: 16 ago. 2016.

COSTA, Orlando Teixeira da. Direito coletivo do trabalho e crise econômica. São Paulo: LTr, 1991.

DELGADO, Maurício Godinho. Curso de direito do trabalho. 10. ed. São Paulo: LTr, 2011.

DELGADO, Maurício Godinho. Curso de direito do trabalho. 11 ed. São Paulo: LTr, 2012.

DOMINGUES, Pablo Sá. Crise econômica, dispensa coletiva & preservação de empregos. 2010. 86 f. Monografia (Graduação em Direito) – Escola de Direito FGV, FGV, Rio de Janeiro, 2010. Disponível em: < http://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/bitstream/handle/10438/10317/Pablo%20S%C3%A1%20Domingues.pdf?sequence=1 >. Acesso em: 16 ago. 2016.

FELTRE, Andrezza Nazareth. Negociação coletiva como pressuposto para a dispensa em massa. 2012. 101 f. Dissertação (Mestrado) – FUMEC, Programa de Pós-Graduação em Direito, Belo Horizonte. Disponível em: < http://www.fumec.br/anexos/cursos/mestrado/dissertacoes/completa/andrezza_nazareth_feltre.pdf >. Acesso em: 16 ago. 2016.

FERREIRA FILHO, Manoel Gonçalves. Curso de direito constitucional. 36. ed. rev. e atual. São Paulo: Saraiva, 2010.

FONSECA, Maria Hemilia. Direito ao trabalho: um direito fundamental no ordenamento jurídico brasileiro. São Paulo: LTr, 2009.

GODOY, Arnaldo Moraes. Globalização e Direito: a mundialização do capital e seus efeitos no modelo normativo brasileiro. Argumentum Revista de Direito, Marília, v. 3, 2003. Disponível em: . Acesso em: 16 ago. 2016.

GOMES, Orlando. Dispensa coletiva na reestruturação da empresa – Aspectos jurídicos do desemprego tecnológico. Disponível em: < http://blogdopancotti.blogspot.com.br/2012/08/dispensa-coletiva-na-reestruturacao-da.html >. Acesso em: 16 ago. 2016.

GONÇAVES, Antônio Fabrício de Matos; KNEIPP, Bruno Burgarelli Albergaria. Reestruturação produtiva, globalização e neoliberalismo: reflexos o modelo brasileiro e suas consequências na legislação trabalhista. Revista do Advogado, São Paulo, n. 121, a. XXXIII, nov. 2013.

GRAU, Eros Roberto. A ordem econômica na Constituição de 1988. 13. ed. São Paulo: Malheiros Editores, 2008.

JUCÁ, Francisco Pedro. Renovação do Direito do Trabalho: abordagem alternativa à flexibilização. São Paulo: LTr, 2000.

GONÇALVES JÚNIOR, Mário. Demissão coletiva. Academia Brasileira de Direito, 3 jan. 2007. Disponível em: < http://www.abdir.com.br/doutrina/ver.asp?art_id=869&categoria=Lei%20Pel%C3%83%C2%A9 >. Acesso em: 16 ago. 2016.

KON, Anita. Pleno emprego no Brasil: interpretando os conceitos e indicadores. Revista Economia e Tecnologia (RET), v. 8, n. 2, p. 5-22, abr./jun. 2012. Disponível em: . Acesso em: 16 ago. 2016.

MANNRICH, Nelson. Programa de Proteção ao Emprego (PPE): timidez e burocracia. Jota, São Paulo, 6 ago. 2015. Disponível em: < http://jota.uol.com.br/programa-de-protecao-ao-emprego-ppe-timidez-e-burocracia >. Acesso em: 18 jul. 2016.

MARTINS, Sérgio Pinto. A continuidade do contrato de trabalho. São Paulo: Atlas, 2000.

MARTINS, Sérgio Pinto. Direito do Trabalho. 28. ed. São Paulo: Atlas, 2012.

MATTOSO, Jorge. Emprego e concorrência desregulada: incertezas e desafios. In: OLIVEIRA, C. E.; MATTOSO, J. E. L. (Orgs.). Crise e trabalho no Brasil: Modernidade ou volta ao passado? São Paulo: Scritta, 1996.

MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO EM MINAS GERAIS. Terceirização versus proteção constitucional. Disponível em: < http://www.prt3.mpt.mp.br/informe-se/noticias-do-mpt-mg/254-terceirizacao-versus-protecao-constitucional >. Acesso em: 16 ago. 2016.

MORAES, Alexandre de. Direito constitucional. 25. ed. São Paulo: Atlas, 2010.

ONU. Declaração Universal dos Direitos Humanos. 1948. Disponível em: < http://unesdoc.unesco.org/images/0013/001394/139423por.pdf >. Acesso em: 16 ago. 2016.

PANCOTTI, José Antônio. Aspectos jurídicos da dispensa coletiva no Brasil. Revista do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, Campinas, n. 35, p. 39-67, 2009.

PAULA, Carlos Alberto Reis de. Dispensa coletiva e negociação. Rev. TST, Brasília, v. 77, n. 2, abr./jun. 2011. Disponível em: < http://aplicacao.tst.jus.br/dspace/bitstream/handle/1939/25343/016_paula.pdf?sequence=4 > Acesso em: 16 ago. 2016.

PÔRTO, Marcos da Silva. A terminação do contrato de emprego. In: GIORDANI, Francisco Alberto da Motta Peixoto; MARTINS, Melchíades Rodrigues; VIDOTTI, Tarcio José. (Coords.). Fundamentos dos direito do trabalho: Estudos em homenagem ao Ministro Milton de Moura França.São Paulo: LTr, 2000.

RIFKIN, Jeremy. O fim dos empregos: o declínio inevitável dos níveis dos empregos e a redução da força global de trabalho. São Paulo: Makron Books, 1995.

ROCHA, Cláudio Jannotti da. Reflexões sobre a dispensa coletiva brasileira. Rev. Trib. Reg. Trab. 3ª Reg., Belo Horizonte, v. 51, n. 81, p. 219-228, jan./jun. 2010.

RUBIO, David Sánchez. Crítica a una cultura estática y anestesiada de derechos humanos. Por una recuperación de las dimensiones constituyentes de la lucha por los derechos. Derechos y libertades, Madri, n. 33, época II, p. 99-134, jun. 2015.

SANTOS, Enoque Ribeiro dos. Fundamentos do Direito Coletivo do Trabalho nos Estados Unidos da América, na União Europeia, no Mercosul e a Experiência Brasileira. Rio de Janeiro:Lumen Juris, 2006.

SILVA, Antônio Álvares da. Questões polêmicas de direto do trabalho: a Convenção 158 da OIT e a garantia no emprego; Juizado Especial de causas trabalhistas. São Paulo: LTr, 1996. v. 8.

SILVA, José Afonso da. Curso de direito constitucional positivo. 35. ed. São Paulo: Malheiros, 2011.

SINGER, Paul. Desenvolvimento e crise. São Paulo: DIFEL, 1968.

SOUTO MAIOR, Jorge Luiz. O direito do trabalho como instrumento de justiça social. São Paulo: LTr, 2000.

SOUTO MAIOR, Jorge Luiz. PDV: o “neoliberalismo” extemporâneo de Zago e a responsabilidade do Conselho. Disponível em: < http://cartamaior.com.br/?/Editoria/Educacao/PDV-o-neoliberalismo-extemporaneo-de-Zago-e-a-responsabilidade-do-Conselho/13/31732&page=1 >. Acesso em: 16 ago. 2016.

TAVARES, André Ramos. Direito Constitucional Econômico. 2. ed. São Paulo: Editora Método. 2006.

TEODORO, Maria Cecília Máximo; SILVA, Aarão Miranda da. A imprescindibilidade da negociação coletiva nas demissões em massa e a limitação de conteúdo constitucionalmente imposta. Âmbito Jurídico, Rio Grande, XII, n. 64, maio 2009. Disponível em: < http://www.ambito-juridico.com.br/site/index.php?n_link=revista_artigos_leitura&artigo_id=6082 >. Acesso em: 16 ago. 2016.

VIALÔGO, Tales Manoel Lima; NEGREIROS, Guilherme Enei Vidal de. A demissão coletiva no direito brasileiro. Revista JurisFIB, Bauru, v. III, a. III, dez. 2012. Disponível em: < http://www.revistajurisfib.com.br/artigos/1359118566.pdf >. Acesso em: 16 ago. 2016.




DOI: https://doi.org/10.5902/1981369423705

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2017 Revista Eletrônica do Curso de Direito da UFSM

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

REVISTA ELETRÔNICA DO CURSO DE DIREITO DA UFSM - Qualis A1

RECDUFSM  /  ISSN 1981-3694   /  Digital Object Identifier (DOI): 10.5902/19813694  http://periodicos.ufsm.br/revistadireito

Revista Qualis A1 área de Direito /  Classificações de Periódicos Quadriênio 2013-2016 (CAPES)