A REDUÇÃO DA MAIORIDADE PENAL E A VIOLAÇÃO AO PRINCÍPIO DA IGUALDADE: A CONDIÇÃO PECULIAR DE PESSOA EM DESENVOLVIMENTO COMO ELEMENTO CONSTITUTIVO DA IDENTIDADE DO ADOLESCENTE

Lucas Gonçalves da Silva, Marcelo Serrano Souza

Resumo


O artigo analisa a redução da maioridade penal prevista na PEC n. 171/93 como violação ao princípio da igualdade. Um dos objetivos é demonstrar que a supressão de direitos fundamentais por deliberação majoritária que afeta núcleo essencial da Constituição não é compatível com o constitucionalismo. A redução da maioridade penal ignora elemento constitutivo da identidade do adolescente, qual seja a condição peculiar de pessoa em fase de desenvolvimento. O artigo pretende demonstrar que a aprovação da PEC n. 171/93 simboliza um retrocesso a título de direitos fundamentais em um Estado Democrático de Direito. O presente trabalho adotou o método dedutivo e se utilizou da contribuição de doutrina e de jurisprudência pertinentes sobre o tema. Ao final, conclui-se que a aprovação da PEC n. 171/93 implica violação ao princípio da igualdade, pois a deliberação majoritária atinge direitos fundamentais ligados à identidade de uma minoria e, por consequência, a própria dignidade humana.


Palavras-chave


Condição Peculiar de Pessoa em Desenvolvimento; Direito Fundamental; Redução da Maioridade Penal; Violação ao Princípio da Igualdade.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Cândida et al . Adolescência e maioridade penal: reflexões a partir da psicologia e do direito. Psicol. Polít., São Paulo , v. 9, n. 17, p. 67-83, jun. 2009 . Disponível em

http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1519-549X2009000100005&lng=pt&nrm=iso . Acesso em: 18 ago. 2016.

ARAÚJO, Luiz Alberto David; NUNES JUNIOR, Vidal Serrano. Curso de Direito Constitucional. 14. ed. São Paulo: Saraiva, 2010.

BARATTA, Alessandro. Criminologia crítica e crítica do direito penal: introdução à sociologia do direito penal. Rio de Janeiro: Revan; ICC, 2002.

BARBOSA, Ana Christina Moreno Maia; COSTA, Ana Cristina Rodrigues da. Políticas de Atenção Integral – redes locais de atenção à criança e ao adolescente. In: AZEREDO, Beatriz; DUNCAN,

Pedro Gomes (Orgs.). A experiência da área de desenvolvimento social no período 1996- 2002. Rio de Janeiro: BNDES, 2002, p. 107-116.

BARROSO, Luís Roberto. Curso de Direito Constitucional Contemporâneo: os conceitos fundamentais e a construção do novo modelo. 5. ed. São Paulo: Saraiva, 2015.

BINENBOJM, Gustavo. A nova jurisdição constitucional brasileira: legitimidade democrática e instrumentos de realização. 2. ed. Rio de Janeiro: Forense, 2004, p. 246.

BRASIL. Câmara dos Deputados. Disponível em: < http://www2.camara.leg.br/camaranoticias/noticias/DIREITO-E-JUSTICA/494248-CAMARAAPROVA-EM-2-TURNO-REDUCAO-DA-MAIORIDADE-PENAL-EM-CRIMES-GRAVES.html >. Acesso em: 27 set. 2015.

______. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Brasília. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília: 5 out. 1988. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/Constituiçao.htm >. Acesso em: 25 set.2015.

______. Lei nº 8.069 de 13 de julho de 1990. Dispõe sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente e dá outras providências. Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília,

DF, 16 jul. 1990. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L6938.htm >. Acesso em: 25 set. 2015.

______. Ministério da Justiça. Portal Brasil. Disponível em: < http://www.brasil.gov.br/cidadania-e-justica/2015/06/menores-cometem-0-9-dos-crimes-nobrasil >. Acesso em: 28 set. 2015.

______. Ministério Público do Estado do Paraná. Idade Penal: tabela comparativa. Disponível em:< http://http://www.crianca.mppr.mp.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=323 >.

Acesso em: 18 ago. 2016.

______. Presidência da República. Secretaria Especial dos Direitos Humanos. Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente. Sistema Nacional De Atendimento Socioeducativo -

SINASE/Secretaria Especial dos Direitos Humanos. Brasília - DF: CONANDA, 2006, p. 52. Disponível em: < http://www.conselhodacriança.al.gov.br/sala-deimprensa/publicacoes/sinase.pdf >.

Acesso em: 25 set. 2015.

______. Supremo Tribunal Federal. Habeas Corpus n. 85.687/RS, Rel. Min. Carlos Velloso, Segunda Turma, julgado em 17.05.2005. In: Site do Supremo Tribunal Federal. Disponível em:

< http://redir.stf.jus.br/paginadorpub/paginador.jsp?docTP=AC&docID=354246 >. Acesso em: 28 set. 2015.

______. Supremo Tribunal Federal. Recurso Extraordinário 845.779 RG, Rel. Min. ROBERTO BARROSO, julgado em 13.11.2014, PROCESSO ELETRÔNICO DJe-045 DIVULG 09-03-2015 PUBLIC

-03-2015. In: Site do Supremo Tribunal Federal. Disponível em: < http://www.stf.jus.br/portal/jurisprudencia/listarJurisprudencia.asp?s1=%28direito+fundamen

tal+identidade%29&base=baseRepercussao&url=http://tinyurl.com/ovwgc5h >. Acesso em 28 set. 2015.

______. UNICEF. UNICEF é contra a redução da maioridade penal. Disponível em: http://http://www.unicef.org/brazil/pt/media_29163.htm. Acesso em: 18 ago. 2016.

FERRAJOLI, Luigi. Derechos y garantias: la ley del más débil. Madrid: Editorial Trotta, 2001.

______. Direito e Razão: teoria do garantismo penal. São Paulo: Editora Revista dos Tribunais, 2002.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: nascimento da prisão. 39 ed. Rio de Janeiro: Editora Vozes, 2011.

LOPES JR, Aury. Direito Processual Penal. 9. ed. rev. e atual. São Paulo: Saraiva, 2012.

MARTINAZZO, Celso José. Identidade Humana. Revista Contexto & Educação. Ano 25, n. 84, jul/dez 2010.

MELLO, Celso Antônio Bandeira de. O conteúdo jurídico do princípio da igualdade. 3. ed. 20. tir. São Paulo: Malheiros, 2011.

MENDES, Gilmar Ferreira. COELHO, Inocêncio Mártires. BRANCO, Paulo Gustavo Gonet. Curso de direito constitucional. 3. ed. rev. atual. São Paulo: Saraiva, 2008, p. 218.

MIR PUIG, Santiago. Introduccion a las Bases del Derecho Penal. Buenos Aires: BdeF, 2003.

MUÑOZ CONDE, Francisco. Direito penal e controle social. Rio de Janeiro: Forense, 2005.

RAMIDOFF, Mário Luiz. Lições de Direito da Criança e do Adolescente: ato infracional e medidas socioeducativas. Curitiba: Juruá, 2011.

ROXIN, Claus. Estudos de Direito Penal. 2. ed. Tradução de Luís Greco. Rio de Janeiro: Renovar, 2008.

SARLET. Ingo Wolfgang. A Eficácia dos Direitos Fundamentais: uma teoria geral dos direitos fundamentais na perspectiva constitucional. 12. ed. rev. atual. e ampl. Porto Alegre: Livraria do

Advogado, 2015.

SILVA, José Afonso da. Curso de direito constitucional positivo. 34. ed. São Paulo: Malheiros, 2011.

______. Poder Constituinte e Poder Popular. 1. ed. 3. tir. São Paulo: Malheiros, 2007.

SPOSATO, Karyna Batista. Direito Penal de Adolescentes: elementos para uma teoria garantista. São Paulo: Saraiva, 2013.

ZAFFARONI, Eugenio Raúl. O inimigo no direito penal. Tradução de Sérgio Lamarão. 3. ed. Rio de Janeiro: Revan, 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1981369419763

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2016 Revista Eletrônica do Curso de Direito da UFSM

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

REVISTA ELETRÔNICA DO CURSO DE DIREITO DA UFSM - Qualis A1

RECDUFSM  /  ISSN 1981-3694   /  Digital Object Identifier (DOI): 10.5902/19813694  http://periodicos.ufsm.br/revistadireito

Revista Qualis A1 área de Direito /  Classificações de Periódicos Quadriênio 2013-2016 (CAPES)