A visão dos alunos da educação profissional de nível médio sobre as políticas de permanência estudantil no IFPA

Maria Cristina Afonso Ferreira, Maria de Fátima Matos de Souza

Resumo


O texto integra uma pesquisa de mestrado que busca analisar a implementação das políticas de permanência no interior de um dos campi do Instituto Federal de Educação do Pará (IFPA), demarcadas no estudo como as ações do Programa Nacional de Assistência Estudantil. A abordagem é qualitativa, desenvolvida a partir da estratégia do estudo de caso, e utiliza-se dos instrumentos de coleta de dados: pesquisa documental e entrevistas semiestruturadas com seis alunos dos cursos de educação profissional de nível médio integrado e subsequente; situa-se as visões destes alunos sobre as políticas de permanência e, no que diz respeito às unidades de análise temática, sobre a escolha das ações e a permanência no curso. Os dados revelam que no campus do IFPA há a promoção do Fórum Interno Estudantil para a escolhas das ações integrando os alunos dos cursos de nível médio, mas que precisa aprimorar os mecanismos de participação em atenção às necessidades dos alunos. Identificou-se que os alunos atribuem à política de assistência estudantil estrita influência com a permanência no curso. Conclui-se que no campus as políticas de permanência se restringirem ao pagamento de auxílios financeiros, restringe-se a esta frente pelas limitações orçamentárias

Palavras-chave


Políticas de Permanência Estudantil; Educação Profissional de Nível Médio; Instituto Federal de Educação do Pará.

Texto completo:

PDF

Referências


REFERENCIAS

ANDRÉ, Marli. Pesquisa em educação: buscando rigor e qualidade. Cadernos de Pesquisa, n.113, p. 51-64, jul. 2001. Disponível em: . Acesso em: julho de 2017.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal, Centro Gráfico, 1988.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. 1996.

BRASIL. Decreto n.º 5.154, de 23 de julho de 2004. Regulamenta o § 2º do art. 36 e os arts. 39 a 41 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional, e dá outras providências. 2004.

BRASIL. Lei nº 11.892, de 29 de dezembro de 2008. Lei de Criação da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica e dos Institutos Federais de Educação, Ciências e Tecnologia. 2008. Disponível em: . Acesso em: 11 abr. 2017.

BRASIL. Decreto nº 7.234, de 19 de julho de 2010. Dispõe sobre o Programa Nacional de Assistência Estudantil – PNAES. Diário Oficial da União, Brasília, Seção 1, n. 137, p. 5, 20 jul. 2010.

CUNHA, Luiz Antônio. O ensino profissional na erradicação do industrialismo. São Paulo: Editora UNESP, Brasília, DF: Flacso, 2000.

DORE, Rosemary et al. Evasão nos cursos técnicos de nível médio da rede federal de educação profissional de Minas Gerais. In: DORE, Rosemary et al. (Org.). Evasão na educação: estudos, políticas e propostas de enfrentamento. Brasília: IFB/CEPROTEC/RIMEPES, 2014. Disponível em: . Acesso em: abr. 2017.

FONAPRACE. Perfil Socioeconômico e Cultural dos Estudantes de Graduação das Universidades Federais Brasileiras. Fórum Nacional de Assuntos Comunitários e Estudantis (FONAPRACE). Brasília, 2011.

FRIGOTTO, Guadêncio. Reforma de ensino médio do (des) governo de turno: decreta-se uma escola para os ricos e outra para os pobres. 2016. Entrevista. Disponível em: . Acesso em: novembro de 2017.

FRIGOTTO, Gaudêncio. A gênese do Decreto n. 5.154/2004: um debate no contexto controvertido da democracia restrita. In: FRIGOTTO, Guadêncio; CIAVATT, Maria; RAMOS, Marize. (orgs.). Ensino Médio Integrado: concepções e contradições. 3ª ed. São Paulo: Cortez, 2012.

INSTITUTO FEDERAL DO PARÁ – IFPA. Resolução 134/2012. Regulamenta a Política de Assistência ao Estudante do IFPA. Consul. 2012. Disponível em: . Acesso em: Maio de 2017.

INSTITUTO FEDERAL DO PARÁ – IFPA. Resolução 147/2016. Regulamenta a Política de Assistência Estudantil no IFPA. CONSUP. 2016. Disponível em: . Acesso em: maio de 2017.

INSTITUTO FEDERAL DO PARÁ –IFPA. Relatório de Gestão do Exercício de 2016. 2017. Disponível em: http://prodin.ifpa.edu.br/gestao/relatorio. Acesso em: junho de 2018.

INSTITUTO FEDERAL DE MINAS GERAIS – IFMG. I Seminário de Gestores da Assistência Estudantil da Rede Federal, 2013.

KUENZER, Acácia Zeneida. Trabalho e escola: a flexibilização do ensino médio no contexto do regime de acumulação flexível. Educ. Soc., Campinas, v. 38, nº. 139, p.331-354, abr.-jun., 2017. Disponível em: . Acesso em: novembro de 2017.

MANFREDI, Maria Silva. Educação Profissional no Brasil: atores e cenário ao longo da história. Jundiaí. Paco Editorial. 2017.

NASCIMENTO, Clara Martins do. A assistência estudantil consentida na contrarreforma universitária dos anos 2000. Universidade e Sociedade. Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior. Ano XXIII, nº 53. 2014.

REDE FEDERAL DE EDUCAÇÃO PROFISSIONAL, CIENTÍFICA E TECNOLÓGICA. Expansão da Rede Federal. 2016. Disponível: . Acesso em: novembro de 2017.

SHIROMA, Eneida Oto; MORAES, Maria Célia Marcondes De; EVANGELISTA, Olinda. Política Educacional. 4ª ed. Rio de Janeiro: Lamparina, 2011. Disponível: . Acesso: novembro de 2017

TRIBUNAL DE CONTAS DA UNIÃO – TCU. Secretaria de Fiscalização e Avaliação de Programa de Governo. Relatório de auditoria da Rede Federal de Educação Profissional Científica e Tecnológica. Brasília, 2012. Disponível em: . Acesso em: 25 abr. 2017.

VIANA, Daniella Araujo Facchini. O programa de assistência estudantil e a cidadania: perspectivas dos alunos do ensino técnico integrado ao médio. Dissertações. 200 pág. Centro Universitário das Faculdades Associadas de Ensino, São João da Boa Vista, 2016. Disponível em: . Acesso em: 10 de maio de 2018.




DOI: https://doi.org/10.5902/1984644434876

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc - Prédio 16
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao


ISSN Eletrônico: 1984-6444

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19846444

Qualis/Capes: Educação A1

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação (UFSM) agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________

    

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar