EDUCAÇÃO AMBIENTAL, UMA QUESTÃO DE “SOBREVIVÊNCIA”: ESTUDO DE CASO PARA O MUNICIPIO DE BOM JESUS/RN

Carlos Enrique de Medeiros Jeronimo, Salatiel Alves Silva

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/223613085858

Nos últimos anos, o desenvolvimento tecnológico tem atingido níveis inigualáveis. Como em nenhum outro período da história da humanidade, foram feitas tantas descobertas, em todos os campos da ciência, gerando uma incomparável capacidade de produção. Mas também, é o período em que o ser humano mais produziu meios que podem levá-lo à sua própria destruição. Pois bem, é neste momento, de intensas e desenfreadas degradações, de contaminação do solo, água, ar e uso irracional de recursos naturais que surge uma nova preocupação com a nossa qualidade de vida, a mudança de comportamento das populações interioranas do Brasil no trato com a questão ambiental. Discute-se a ausência dessa população nas práticas de preservação do meio ambiente, o que anteriormente era feito regularmente, alterando as perspectivas de muitos estudiosos e causando estranheza no que se refere a este tipo de comportamento. Destarte, temse como objetivo procurar saber o porquê da intensificação dessas degradações nos últimos anos em sociedades interioranas do Brasil, utilizando-se como amostra o munícipio de Bom Jesus, no estado do Rio Grande do Norte. Seguiu-se um caminho metodológico de observação, visitas a locais degradados, entrevistas, coletas de informação e registro em caderno de anotações. Os resultados apontam para a necessidade do desenvolvimento de um projeto de Educação Ambiental, como fator reparador destas intensas degradações ambientais, em cidades interioranas do Brasil. Bem como, nos conscientizar-mos da gravidade dessa situação em que se encontra o nosso planeta, a fim de que possamos obter os meios necessários para superar essa crise existencial de forma mais sustentável possível, o que se caracteriza, por isso mesmo de ser uma questão de sobrevivência.

Palavras-chave


Ed. Ambiental

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/223613085858

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.