O Ensino de Filosofia nos meandros do Ensino Médio Estadual

Fernanda de Oliveira Veiverberg

Resumo


A reflexão acerca do ensino de filosofia envolve diferentes questões. No âmbito da educação pública é necessário compreender os meandros que envolvem as práticas escolares, pautadas nos princípios da gestão democrática, e de como as orientações governamentais são compreendidas e executadas dentro da realidade de cada escola. Assim, ensinar filosofia para jovens de Ensino Médio não é algo que deriva, somente, dos anseios dos professores responsáveis pela disciplina, exige uma compreensão crítica da formação que se almeja, do campo de possibilidades que cada instituição de ensino oferece e a prática do diálogo constante, pois se tratando do ambiente escolar pouco se cria e se desenvolve isoladamente ou individualmente. Para isso, os pressupostos da formação humana integral e de práticas pedagógicas interdisciplinares parecem corresponder com a função da filosofia no Ensino Médio em um contexto de reestruturação de currículo, mas também de paradigmas.

Palavras-chave


Filosofia; Ensino Médio; Gestão Democrática; Formação Integral

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Lei de diretrizes e bases da educação nacional nº 9394/96. Brasília, 1996.

______. Decreto de lei n. 11.684 de 2 de 2008. Disponível em:

http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2007-2010/2008/Lei/L11684.htm. Acesso em: 24 nov. 2010.

______. BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Média e Tecnológica. Parâmetros Curriculares Nacionais (Ensino Médio). Brasília: MEC, 2000.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÂO, Câmara de Educação Básica. Parecer n.º 15/98 – Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio. Brasília: 1998.

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÂO, Câmara de Educação Básica. Resolução n.º 03/98 – Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio. Brasília: 1998.

FOUCAULT, Michel. A Ordem do Discurso. São Paulo: Edições Loyola, 1996.

GALLO, Silvio; KOHAN, Walter. A Filosofia no ensino médio. Petrópolis: Vozes, 2000, v.6.

GALLO, Sílvio. Foucault: (Re) pensar a Educação. In: VEIGA-NETO. Alfredo. Foucault e a Educação. 3ª Edição. Belo Horizonte. Autêntica Editora, 2011.

KOHAN, Walter Omar. Filosofia: o paradoxo de aprender e ensinar. Tradução Ingrid Müller Xavier. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009.

LÜCK. Heloísa. Liderança em Gestão Escolar. Série Cadernos de Gestão Vol. IV. 8ª Edição. Petrópolis: Vozes, 2012.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Orientações Curriculares para o Ensino Médio. Brasília: Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica, 2006.

____________. Parecer CNE/CEB n°7/2010. Diretrizes Curriculares Nacionais Gerais para a Educação Básica. Brasília: Ministério da Educação Secretaria de Educação Básica, 2010.

RIO GRANDE DO SUL, Conselho Estadual de Educação. Parecer n.°323/99 – Diretrizes Curriculares do Ensino Fundamental e do Ensino Médio Para o Sistema Estadual de Ensino. Porto Alegre: 1999.

SANTOS, Boaventura de Souza, AVRITZER, Leonardo. Democratizar a Democracia. In: SANTOS, Boaventura de Souza (org.). Reinventar a Emancipação Social: Para Novos

Manifestos. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002.

SECRETARIA DA EDUCAÇÃO DO RIO GRANDE DO SUL. Proposta Pedagógica para o Ensino Médio Politécnico e Educação Profissional Integrada Ao Ensino Médio. 2011-2014.

TOMAZETTI, Elisete. GALLINA, Simone. Territórios da prática filosófica. Santa Maria: Editora UFSM, 2009

TOMAZETTI, Elisete. Os sentidos do Ensino Médio: Olhares juvenis sobre a escola contemporânea. São Leopoldo: Oikos, 2012.

VEIGA, Ilma Passos A. Projeto Político-Pedagógico da Escola: Uma Construção Possível. SP, Campinas: Papirus, 2001.




DOI: https://doi.org/10.5902/2448065720902

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



A Revista Digital de Ensino de Filosofia - REFilo agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

_____________________________________________________________