“EU ESCREVO ASSIM PORQUE FALO ASSIM”: REFLEXOS DA VARIAÇÃO FONÉTICA NA ESCRITA DE ALUNOS DO 4º ANO DO ENSINO FUNDAMENTAL I

Michelli Cristina Galli, Luiz Felipe Felisardo Cardoso

Resumo


Nas séries iniciais da trajetória escolar é comum que as crianças reproduzam na escrita aspectos da oralidade, constituindo um dos maiores desafios do trabalho docente. Nesse sentido, apresentamos no presente artigo os fenômenos da variação fonética mais recorrentes em textos produzidos por 29 alunos do 4º ano do Ensino Fundamental I de uma escola municipal da cidade de Assis Chateaubriand/PR. Após análise, identificamos que as ocorrências mais produtivas estão relacionadas às normas da modalidade escrita e aos desvios recorrentes no dialeto das crianças.  Tivemos como objetivo a) identificar os principais reflexos da fala na escrita; b) categorizar, segundo critérios estabelecidos por Bortoni-Ricardo (2005), Cagliari (2007), Lemle (2006), Mattos e Silva (2003), os desvios da escrita e c) propor, aos professores, intervenções que subsidiem a prática de escrita de texto em sala de aula.


Palavras-chave


Escrita; Variação Fonética; Ensino Fundamental I.

Texto completo:

PDF

Referências


ASSOCIAÇÃO DOS MUNICÍPIOS DO OESTE DO PARANÁ – AMOP. Currículo básico para a escola pública municipal: educação infantil e ensino fundamental anos iniciais. Cascavel: ASSOESTE, 2014.

BORTONI-RICARDO, Stella Maris. Nós cheguemu na escola e agora?: sociolingüística e educação. São Paulo: Parábola, 2005.

BORTONI-RICARDO, Stella Maris. Educação em língua materna: a sociolinguística na sala de aula. 4. ed. São Paulo: Parábola Editorial, 2006.

BORTONI-RICARDO, Stella Maris. O impacto da Sociolinguística na educação. In Manual de Sociolinguística. São Paulo: Contexto, 2014. p. 157-167.

COUTO, Joelma. Aulas que estão no gibi. Disponível em: http://amigasdaedu.blogspot.com.br/2009_06_01_archive.html. Acesso em 12 de set. de 2017.

CAGLIARI, Luiz Carlos. Alfabetização e Linguística. São Paulo: Scipione, 2007.

CALVET, Louis-Jean. Sociolingüística: uma introdução crítica. São Paulo: Parábola, 2002.

FARACO, Carlos Alberto. Escrita e Alfabetização. 3. ed. São Paulo: Contexto. 1997.

FARACO, Carlos Alberto. Alfabetização e linguística. 10. ed. São Paulo: Scipione, 2002.

FERREIRO, Emilia. Reflexões sobre a alfabetização. 24. ed. São Paulo: Cortez Editora,

KRIEGER, Maria da Graça. Dicionário de língua: um instrumento didático pouco explorado. In: TOLDO, C. S. (org.). Questões de lingüística. Passo Fundo: Universidade de Passo Fundo, 2003, p. 70-87

LEMLE, Miriam. Guia teórico do alfabetizador. 16. ed. São Paulo: Ática, 2006.

LIMA, Bonfim Queiroz; CARVALHO, Irismá Oliveira; LIMA, Luciana de Queiroz. Fala, escrita e variedade dialetal no ensino da língua materna. Caderno de Letras, Pelotas, n. 24, p. 153 – 168, Jan-Jun 2015.

MATTOS e SILVA, Rosa Virgínia. Contradições no ensino de português: a língua que se fala X a língua que ensina. 6.ed. São Paulo: Contexto, 2003.

MATTOSO CÂMARA JR., Joaquim. Dicionário de Linguística e Gramática: referente à Língua Portuguesa. 17. ed. Petrópolis: Vozes, 1996.

MONARETTO, Valéria N. de Oliveira. O Apagamento da Vibrante Posvocálica nas Capitais

do Sul do Brasil: Revista Letras de Hoje, Porto Alegre, v.35, n.1, p.275-284, mar. 2000.

OTHERO, Gabriel de Ávila. Processos fonológicos na aquisição da linguagem pela criança. Revel, v. 3, n. 5, 2005.

VOTRE, Sebastião Josué. Relevância da variável escolaridade. In: BRAGA, Maria Luiza, MOLLICA, Maria Cecilia. Introdução à Sociolinguística: o tratamento da variação. 4. ed. São Paulo: Contexto, 2013. p. 51-57.




DOI: https://doi.org/10.5902/2176148538404

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Letras

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

 

                      

 

                

 

                

 

    

  

   

 

  

 

 

                                     QUALIS/CAPES: Letras B2

                              ISSN Versão Impressa: 1519-3985

                              ISSN Versão Digital: 2176-1485



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.