MULTIPLICIDADE E PLURISSIGNIFICAÇÃO: O VERMELHO MULTICOR DE HELENA PARENTE CUNHA

Andrea do Roccio Souto

Resumo


Nesse estudo, a partir da proposta de leitura analítica e interpretativa de Sérgio Farina, analisa-se As doze cores do vermelho, de Helena Parente Cunha. Publicada originalmente em 1989, a obra busca desconstruir o discurso homogêneo da cultura patriarcalista hegemônica, discutir questões relacionadas à mulher em nossa sociedade, repensar o caráter da produção literária feminina e construir discursos em que a mulher seja vista como sujeito.


Palavras-chave


Crítica literária feminista; As doze cores do vermelho; Helena Parente Cunha

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, Maria José Somerlate. Espaçamento como registro cultural na obra de Helena Parente Cunha. In: SHARPE, Peggy (Org.). Entre resistir e identificar-se: para uma teoria da prática da narrativa brasileira de autoria feminina. Florianópolis: Editora Mulheres; Goiânia: Editora da UFG, 1997. p. 139-152.

CUNHA, Helena Parente. A mulher partida: a busca do verdadeiro rosto na miragem dos espelhos. In: SHARPE, Peggy (Org.). Entre resistir e identificar-se: para uma teoria da prática da narrativa brasileira de autoria feminina. Florianópolis: Editora Mulheres; Goiânia: Editora da UFG, 1997. p. 107-137.

CUNHA, Helena Parente. As doze cores do vermelho. 2.ed. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1998.

FARINA, Sérgio. Estatuto poético: uma proposta metodológica de leitura analítica e interpretativa. São Leopoldo: Unisinos, 1996.

PESSOA, Fernando. Obra poética. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1999b. [17.reimpr. da 3.ed.]

SCHMIDT, Rita Terezinha. Para que crítica feminista? (Anotações para uma resposta possível). In: VI SEMINÁRIO NACIONAL SOBRE MULHER E LITERATURA, 1995, Rio de Janeiro. Anais… Rio de Janeiro: UFRJ, NIELM, 1996. p. 138-149.

SOUZA, Lynn Mario Menezes de. Identidade e subversão: o discurso crítico-literário pós-colonial de Homi Bhabha. In: IV CONGRESSO DA ABRALIC – LITERATURA E DIFERENÇA, 1994, São Paulo. Anais… São Paulo: Bartira, 1995. p. 561-565.




DOI: https://doi.org/10.5902/2176148537311

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Letras

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

 

                      

 

                

 

                

 

    

  

   

 

  

 

 

                                     QUALIS/CAPES: Letras A2

                              ISSN Versão Impressa: 1519-3985

                              ISSN Versão Digital: 2176-1485



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.