O gênero de texto como objeto de ensino na produção escrita

Cleide Inês Wittke, Milena Moretto

Resumo


Este artigo objetiva apresentar os benefícios no desenvolvimento das capacidades de linguagem do aluno, principalmente no domínio da escrita, quando o professor adota o gênero de texto como objeto de estudo. Com uma perspectiva interacionista sociodiscursiva da linguagem, construímos e aplicamos uma oficina voltada ao ensino da escrita, com base no modelo didático de gênero criado por Schneuwly e Dolz (2010), cuja proposta foi realizada com um oitavo ano de uma escola municipal. Ainda que a sequência didática tenha funcionado em caráter experimental, foi possível observar avanços nas capacidades de ação, discursivas e linguístico-discursivas nas crônicas produzidas pelos alunos.


Palavras-chave


Escrita; Gênero de texto; Sequência didática

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU-TARDELLI, Lília. Elaboração de sequências didáticas: ensino e aprendizagem de gêneros em língua inglesa. In: DAMIANOVIC, M. C. Material didático: elaboração e avaliação. Taubaté: Cabral Editora e Livraria Universitária, 2007, p. 73-85.

BAKTHIN, Mikhail. Estética da Criação Verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

BAKTHIN, Mikhail. (VOLOCHINOV). Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: HUCITEC, 1981.

BRONCKART, Jean-Paul. Atividade de linguagem, textos e discursos. Por um interacionismo sociodiscursivo. 2ª ed. São Paulo: EDUC-PUCSP, [1999] 2012.

BRONCKART, Jean-Paul. Reflexões para um redesdobramento da didática das línguas. In: LOUSADA, Eliane Gouvêa; BUENO, Luiza; GUIMARÃES, Ana Maria de Mattos. As unidades semióticas em ação: estudos linguísticos e didáticos na perspectiva do interacionismo sociodiscursivo. Campinas SP: Mercado de Letras, 2017, p. 91-110.

CRUZ, Antonio Donizeti; COSTA-HÜBES, Terezinha da Conceição. Gênero discursivo crônica: aspectos temático, estilístico e composicional nas práticas escolares. Travessias, v.10, n.03, p. 25-40, 2016.

DOLZ, Joaquim, SCHNEUWLY, Bernard. Gêneros e progressão oral e escrita – Elementos para reflexões sobre uma experiência suíça (francófona). In: DOLZ, Joaquim, SCHNEUWLY, Bernard. Gêneros orais na escola. São Paulo: Mercado de Letras, [2004] 2010, p. 35-60.

DOLZ, Joaquim; GAGNON, Roxane; DECÂNDIO, Fabrício. Produção escrita e dificuldades de aprendizagem. São Paulo: Mercado de Letras, 2010.

GANCHO, Cândida Vilares. Como analisar narrativas. 9ª ed. São Paulo: Ática, 2006.

GUIMARÃES, Ana Maria de Mattos; CARNIN, Anderson; KERSCH, Dorotea Frank. Caminhos da construção: reflexões sobre projetos didáticos de gênero. Campinas SP: Mercado de Letras, 2015.

LETRIA, José Jorge. Pequeno breviário jornalístico. Lisboa: Notícias Editorial, 2000.

KOCH, Ingedore Villaça; ELIAS, Vanda Maria. Ler e escrever: estratégias de produção textual. São Paulo: Contexto, 2010.

KOCH, Ingedore Villaça; ELIAS, Vanda Maria. Escrever e argumentar. São Paulo: Contexto, 2016.

MACHADO, Anna Rachel; CRISTÓVÃO, Vera Lúcia Lopes. A construção de modelos didáticos de gêneros: aportes e questionamentos para o ensino de gêneros. Linguagem em (Dis)Curso – LemD, Tubarão, v.6, n.3, p. 547-573. Set./dez. 2006.

MARCUSCHI, Luiz Antônio. Gêneros textuais: definição e funcionalidade. In: DIONÍSIO, Angela Paiva; MACHADO, Anna. Rachel; BEZERRA, M. A. Gêneros textuais & ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, [2002] 2010.

MORETTO, Milena; WITTKE, Cleide Inês. Capacidades de linguagem desenvolvidas em estudantes do ensino médio a partir de uma dinâmica de produção de textos focada no ENEM. Diálogo das Letras, Pau dos Ferros, v. 7, n. 2, p. 155 – 172, maio/ago. 2018.

NEVES, José. Uma escrita do tempo: memória, ordem e progresso nas crônicas cariocas. In: CANDIDO, A. et al. A crônica. São Paulo, Campinas: Editora Unicamp, 1992, p. 75-92.

ROJO, Roxane; CORDEIRO, Glaís Sales. Apresentação – Gêneros orais e escritos como objeto de ensino: modo de pensar, modo de fazer. In: SCHNEUWLY, Bernard; DOLZ, Joaquim. Gêneros orais e escritos na escola. São Paulo: Mercado de Letras [2004] 2010, p. 7-16.

SCHNEUWLY, Bernard; DOLZ, Joaquim. Gêneros orais e escritos na escola. São Paulo: Mercado de Letras, [2004] 2010.

SCHNEUWLY, Bernard; NOVERRAZ, Michèle; DOLZ, Joaquim. Seqüências didáticas para o oral e a escrita: apresentação de um procedimento. In: SCHNEUWLY, Bernard; DOLZ, Joaquim. Gêneros orais e escritos na escola. São Paulo: Mercado de Letras [2004] 2010, p. 81-108.

WITTKE, Cleide Inês. Ensino da escrita por meio do gênero crônica. Rev. FSA, Teresina, v. 13, n. 4, art. 10, p. 187-205, jul./ago. 2016. http://dx.doi.org/10.12819/2016.13.4.10

WITTKE, Cleide Inês. Análise da voz do outro sob uma perspectiva discursiva. Travessias, Cascavel, v. 11, n.2, p. 27 – 45, maio/ago., 2017. http://www.unioeste.br/travessias.




DOI: https://doi.org/10.5902/2176148534807

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Letras

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

 

                      

 

                

 

                

 

    

  

   

 

  

 

 

                                     QUALIS/CAPES: Letras B2

                              ISSN Versão Impressa: 1519-3985

                              ISSN Versão Digital: 2176-1485



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.