Temáticas como estratégias discursivas de legitimação social em programas televisivos brasileiros

Anna Christina Bentes

Resumo


Nosso trabalho tem como principal objetivo mostrar, a partir de análises previamente realizadas, o papel das configurações temáticas de dois programas televisivos brasileiros, de forma a compreender os efeitos de legitimação social que esse recurso discursivo produz quando colocado em uso. Ao observarmos as temáticas mais gerais de dois programas, concluímos que estas constituem-se em estratégias discursivas que auxiliam na promoção e legitimação das posições de determinados atores sociais no campo midiático brasileiro.


Palavras-chave


Legitimação social; Gêneros televisivos brasileiros; Tópico discursivo; Tema; Ator social

Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e filosofia da linguagem. São Paulo: Hucitec, 1986.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. São Paulo: Martins Fontes, 1992.

BENTES, Anna Christina. “É nóis na fita”: a formação de registros e a elaboração de estilos no campo da cultura popular paulista. Relatório final do Projeto de Pesquisa financiado pela FAPESP. Proc. No. 2009/083639-8, 2013a.

BENTES, Anna Christina. Estabilização e inovação dos gêneros midiáticos: tópico discursivo e categorização social. Projeto de Pesquisa de Bolsa produtividade. CNPq. 2013b.

BENTES, Anna Christina; REZENDE, Renato Cabral. O texto como objeto de análise. In: Gonçalves, A. V.; Góis, M. L. de S. (Orgs.) O fazer científico. v. 2. Campinas: Mercado de Letras, 2014, p.137-176.

BENTES, Anna Christina; MARIANO, Rafaela Defendi; ACCETTURI, Ana Cecília. Temas e estratégias de referenciação em Conexão. ReVEL, v. 13, n. 25, p. 316-354, agosto de 2015.

_____. “Eu quero muito trabalhar um tema: estratégias argumentativas no programa televisivo Conexões Urbanas. 2016. (no prelo)

BOURDIEU, Pierre. A economia das trocas simbólicas. Sérgio Micelli (Orgs.) São Paulo: Perspectiva, 2004.

BOURDIEU, Pierre. O poder simbólico. Lisboa: Edições 70, 2011.

BOURDIEU, Pierre. Sobre a televisão. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997.

BOURDIEU, Pierre. Questões de sociologia. Rio de Janeiro: Marco Zero, 1983.

FALCONE, Karina. (Des)legitimação: ações discursivo-cognitivas para o processo de categorização social. Tese (Doutorado em Letras). Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2008.

GARAY, Ana; ÍÑIGUEZ, Lupicinio; MARTINEZ, Luz Ma. La perspectiva discursiva en psicologia social. Subjetividad y processos cognitivos, UCES, p. 105-130, 2005.

GRANATO, Lívia Bertolazzi. Gêneros discursivos em foco: dos programas televisivos Manos e Minas e Altas Horas. Dissertação (Mestrado em Linguística). Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2011.

HANKS, William F. Pierre Bourdieu e as práticas de linguagem. Língua como prática social: das relações entre língua, cultura e sociedade a partir de Bourdieu e Bakhtin. In: BENTES, A. C.; REZENDE, R. C.; MACHADO, M. A. (Orgs.). São Paulo: Cortez Editora, 2008, p. 33-63.

JUBRAN, Clélia Cândida de Abreu Spinardi et al. Organização tópica da conversação. In: ILARI, R. (Org.). Gramática do português falado. v. II. Campinas: Editora da UNICAMP, 2002, p. 341-377.

_____. Tópico discursivo. In: JUBRAN, C. C. A. S.; KOCH, I. G. V. (Orgs.). Gramática do Português Culto Falado no Brasil: Construção do texto falado. 1 ed. Campinas: Editora da UNICAMP, 2006a, v. I, p. 89-132.

_____. Revisitando a noção de tópico discursivo. Caderno de Estudos Linguísticos v. 48, Campinas, p. 33-41, 2006b.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2176148529572

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2017 Letras



 

                      

 

                

 

                

 

    

  

   

 

  

 

 

                                     QUALIS/CAPES: Letras A2

                              ISSN Versão Impressa: 1519-3985

                              ISSN Versão Digital: 2176-1485



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.