Queijo artesanal serrano nos Campos de Cima da Serra (RS): análise da dimensão institucional de um sistema agroalimentar localizado

Lilian Varini Ceolin, Leonardo Alvim Beroldt da Silva, Larissa Bueno Ambrosini

Resumo


O Queijo Artesanal Serrano (QAS) é produzido há mais de 200 anos nos Campos de Cima da Serra, no sul do Brasil, de modo tradicional, por produtores familiares, a partir de leite cru. O QAS é um produto de relevância histórica, social e econômica para a região. Sua produção, entretanto, enfrenta dificuldades com relação aos marcos legais. O objetivo desse estudo é analisar o ambiente institucional de produção do QAS sob a perspectiva dos Sistemas Agroalimentares Localizados (SIAL). Através de aplicação de roteiros semiestruturados, foram avaliadas as relações interinstitucionais e alterações ocorridas nos últimos 10 anos. Existe uma multiplicidade de atores envolvidos, sendo que a apresentação da mobilização coletiva em torno do produto leva a definição de um SIAL na forma passiva.


Palavras-chave


Instituições, produtos artesanais, produtos tradicionais.

Texto completo:

PDF

Referências


AMBROSINI, L. B. Sistema agroalimentar do queijo serrano: estratégia de reprodução social dos pecuaristas familiares dos Campos de Cima da Serra- RS. 2007. 194f. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Rural) - Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural, Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

AMBROSINI, L. B.; FILIPPI, E. E. Sistema Agroalimentar do Queijo Serrano: Estratégia de Reprodução Social dos Pecuaristas Familiares no Sul do Brasil. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE LA RED SIAL, 4., 2008, Mar del Plata, Argentina. Anais... Mar del Plata, Argentina: Rede SIAL, 2008. p. 1-24.

AQUINO, J. R.; SCHNEIDER, S. O Pronaf e o desenvolvimento rural brasileiro: avanços, contradições e desafios para o futuro. In: GRIZA, C.; SCHNEIDER, S. (Org.). Políticas públicas de desenvolvimento rural no Brasil. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2015.

BOM JESUS. Lei nº 1777, de 11 de outubro de 1995. Dispõe sobre a Inspeção Sanitária e Industrial dos Produtos de Origem Animal e dá Outras Providências.

BRASIL. Decreto nº 1946, de 28 de junho de 1996. Cria o Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar - Pronaf, e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 01 jul. 1996.

BRASIL. INSTITUTO NACIONAL DA PROPRIEDADE INDUSTRIAL. Indicações Geográficas. Seção IV. Revista da Propriedade Industrial, n. 2565, 03 mar. 2020.

BOUCHER, F. Sistemas Agroalimentarios Localizados (SIAL), una nueva visión de gestión territorial en América Lat: experiencias en territorios de Argentina, Costa Rica, Ecuador y México. Mexico: Iica, 2013.

CONCEIÇÃO, O. A. C. O conceito de instituição nas modernas abordagens institucionalistas. Revista de Economia Contemporânea, v. 2, n. 6, p.119-146, jul. 2002.

CAMBARÁ DO SUL. Lei nº 2053, de 09 de junho de 2004. Dispõe sobre a Inspeção Sanitária e Industrial de Produtos de Origem Animal e dá Outras Providências.

CÓRDOVA, U. A. et al. Queijo Artesanal Serrano: séculos de travessia de mares, serras e vales - a história nos campos da Serra Catarinense. Florianópolis: Epagri, 2010.

CRUZ, F. T.; SANTOS, J. S. Alimentos tradicionais, modos de vida e desenvolvimento rural: um estudo a partir do Queijo Serrano dos Campos de Cima da Serra, Rio Grande do Sul. In: WAQUILL, P.D. et al. Pecuária Familiar no Rio Grande do Sul: história, diversidade social e dinâmicas de desenvolvimento. Porto Alegre: UFRGS, 2016.

FRANÇA, O.E. O caso Queijo do Serro como Sistema Agroalimentar Local – SIAL: complementaridade entre produção agroalimentar e turismo. 2012. 178 f. Dissertação (Mestrado em Agronegócios) - Programa de Pós-graduação em Agronegócios, Universidade de Brasília.

FÜHR, A. L. et al. A agroindústria familiar e as regulamentações sanitárias: análise da aplicabilidade da resolução 49/2013 em um município do sudoeste do Paraná. Extensão Rural, Santa Maria, v.26, n.4, p.69-89, out./dez. 2019. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/extensaorural/article/view/34490. Acesso em: 10 dez. 2018.

JAQUIRANA. Lei nº 1192, de 21 de junho de 2016. Dispõe sobre a Inspeção Industrial e Sanitária dos Produtos de Origem Animal.

KRONE, E.E.; MENASCHE, R. Identidade e Cultura nos Campos de Cima da Serra (RS): práticas, saberes e modos de vida de pecuaristas familiares produtores do Queijo Serrano. Ateliê Geográfico, v. 4, n. 10, abr. 2010.

LASCOUMES, P.; GALÈS, P. L. Sociologia de la accion publica. 2. ed. Mexico, D.f: El Colegio de Mexico, 2014.

MUCHNIK, J. Sistemas agroalimentarios localizados: evolución del concepto y diversidad de situaciones. In: CONGRESO INTERNACIONAL DE LA RED SIAL- “ALIMENTACIÓN Y TERRITORIOS”, 3., 2006, Baeza (jaén), España. Anais... Baeza (jaén), España: Alter, 2006. p. 1 - 21.

MUCHNIK, J. et al. Les Systèmes agroalimentaires localisés (SYAL). Économies et Sociétés - Série Systèmes Agroalimentaires, n. 29, p.1465-1484, set. 2007.

NORTH, D. C. Institutions, Institutional Change and Economic Performance. Cambridge: Cambridge University Press, 1990.

STRECK, E. V. et al. Solos do Rio Grande do Sul. 3. ed. Porto Alegre: Emater/RS- Ascar, 2018.

REQUIER-DESJARDINS, D. L'évolution du débat sur les SYAL : le regard d'un économiste. Revue D'Économie Régionale & Urbaine, n. 4, p.651-668, out. 2010.

RIES, J. E. et al. Projeto de qualificação e certificação do queijo serrano produzido nos Campos de Cima da Serra do Rio Grande do Sul - relato parcial da experiência. Agroecologia e Desenvolvimento Rural Sustentável, v. 5, n. 1, p. 10-19, jan./abr. 2012

RIES, J. E. et al. Aprocampos: uma experiência de sucesso na qualificação e valorização do queijo artesanal serrano. In: FEDERACITE, Federacite, p. 50-61, 2013.

RIO GRANDE DO SUL. Lei nº 11.179, de 25 de junho de 1998. Dispõe sobre a consulta direta à população quanto à destinação de parcela do Orçamento do Estado do Rio Grande do Sul voltada a investimentos de interesse regional. Diário Oficial do Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 26 jun. 1998.

RIO GRANDE DO SUL. Lei nº 13.515, de 13 de setembro de 2010. Institui o Programa Estadual de Desenvolvimento da Pecuária de Corte Familiar e dá outras providências. Diário Oficial do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 14 set. 2010.

RIO GRANDE DO SUL. Portaria nº 214, de 14 de dezembro de 2010. Aprova o Regulamento Técnico para fixação de Identidade e Qualidade do Queijo Serrano ou Queijo Artesanal Serrano e dá outras providências. Porto Alegre, RS, 14 dez. 2010.

RIO GRANDE DO SUL. Decreto nº 48.316, de 31 de agosto de 2011. Regulamenta o Programa Estadual de Desenvolvimento da Pecuária de Corte Familiar - PECFAM, instituído pela Lei nº 13.515, de 13 de setembro de 2010, e dá outras providências. Diário Oficial do Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 1º set. 2011.

RIO GRANDE DO SUL. Lei nº 13.921, de 17 de janeiro de 2012. Institui a Política Estadual de Agroindústria Familiar no Estado do Rio Grande do Sul. Diário Oficial do Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 18 jan. 2012a.

RIO GRANDE DO SUL. Decreto nº 49.341, de 05 de julho de 2012. Cria o Programa de Agroindústria Familiar do Estado do Rio Grande do Sul, institui o Selo de Marca de Certificação “Sabor Gaúcho” e dá outras providências. Diário Oficial do Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 06 jul. 2012b.

RIO GRANDE DO SUL. Portaria nº 44 de 21 de março de 2014. Estabelece Norma Técnica relativa à instalação e equipamentos para micro queijarias no Estado do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, RS, 24 mar. 2014a.

RIO GRANDE DO SUL. Portaria nº 55 de 28 de março de 2014. Retifica a Portaria Seappa Nº 44 de 2014, que estabelece Norma Técnica relativa a instalação e equipamentos. Porto Alegre, RS, 31 mar. 2014b.

RIO GRANDE DO SUL. Instrução Normativa nº 07, de 9 de dezembro de 2014. Aprova o Regulamento Técnico de Identidade e Qualidade do Queijo Serrano. Diário Oficial do Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 10 dez. 2014c.

RIO GRANDE DO SUL. Lei nº 14.973, de 29 de dezembro de 2016. Dispõe sobre a produção e a comercialização do queijo artesanal serrano no Estado do Rio Grande do Sul. Diário Oficial do Estado do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, RS, 30 dez. 2016.

RIO GRANDE DO SUL. Resolução nº 17, de 22 de dezembro de 2017. Aprova as disposições aplicáveis aos contratos de financiamentos pelo Feaper (manual Feaper 2018). Porto Alegre, RS, 27 dez. 2017.

RIO GRANDE DO SUL. Decreto nº 54.199, de 24 de agosto de 2018. Regulamenta a lei n° 14.973/2016, que dispõe sobre a produção e a comercialização do Queijo Artesanal Serrano no Estado do Rio Grande do Sul. Porto Alegre, RS, 27 ago. 2018.

RUCKERT, A. A. Políticas territoriais, ciência & tecnologia e a ação de atores locais e regionais. O Pólo de Modernização Tecnológica da Serra – Rio Grande do Sul –Brasil. Sociologias, v. 6, n. 11, p. 148-183, jan/jun. 2004.

SÃO FRANCISCO DE PAULA. Lei nº 2.437, de 25 de abril de 2007. Institui o Serviço de Inspeção Municipal dos Produtos de Origem Animal e Vegetal no Município de São Francisco de Paula. São Francisco de Paula, RS.

SÃO JOSÉ DOS AUSENTES. Lei nº 733, de 30 de agosto de 2007. Dispõe sobre a Inspeção e Fiscalização dos Produtos de Origem Animal no Município, cria o Serviço de Inspeção Municipal - S.I.M. - e dá outras providencias.

SPECHT, S. O território do morango no Vale do Caí- RS: análise pela perspectiva dos sistemas agroalimentares localizados. 2009. 317f. Tese (Doutorado em Desenvolvimento Rural) - Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural, Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

STRECK, E.V. et al. Solos do Rio Grande do Sul. 3. ed. Porto Alegre: Emater/RS- Ascar, 2018.

VELHO, J. B. et al. Queijo artesanal serrano: “uma receita passada de geração para geração”. Porto Alegre: EMATER/RS- Ascar, 2011.

VIEIRA, V. F.; DORTZBACH, D. Caracterização ambiental e delimitação geográfica dos Campos de Cima da Serra. Florianópolis: Epagri, 2017.

WAGNER, S.A. et al. Queijo artesanal serrano: identidade cultural nos Campos de Cima da Serra. Porto Alegre: Alma da Palavra, 2018.




DOI: https://doi.org/10.5902/2318179640117

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


 

Licença Creative Commons
Extensão Rural está licenciada com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

...................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................

*** DESDE 2014 O PERIÓDICO É PUBLICADO TRIMESTRALMENTE***

.....................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................

Geral: 10.5902/23181796 (os especificos estão nos RESUMOS - clique sobre o titulo do trabalho, no sumário) 


Periódico Extensão Rural

ISSN impresso: 1415-7802

ISSN on-line: 2318-1796

.........................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................

INDEXADORES -  INDEXERS

INTERNACIONAL: 1- AGRIS 2- Latindex-Directorio 3- Diretório Luso-Brasileiro 4- REDIB 5- Journals for Free 6- EZB Nutzeranfragen 7- OAJI 8 - ROAD - 9- MIAR 

NACIONAL: 10- AGROBASE 11- Portal livRe! 12- Sumários.org 13- Diadorim 14- Portal SEER 15- Portal de Periódicos CAPES 16- Rede Cariniana 17- Google Scholar 18- Sabiia

 ...................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................

CONTATO:
E-mail: atendimento.extensao.rural@gmail.com- Campus Universitário - Departamento de Educação Agrícola e Extensão Rural/Centro de Ciências Rurais/Universidade Federal de Santa Maria - Prédio 44 (CCR II) - 1º Piso - CEP: 97105-900 - Santa Maria - RS - BRASIL. 

 

"Os trabalho publicados na revista Extensão Rural são de responsabilidade dos seus autores e não representam necessariamente a opinião dos editores. Reprodução dos trabalhos é permitida, desde que a fonte seja citada."

.........................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................................

Visite nosso perfil no Facebook

Visite nossa página no Facebook


Baseado no trabalho disponível em https://periodicos.ufsm.br/extensaorural.