Extensão Rural https://periodicos.ufsm.br/extensaorural <p style="text-align: justify;">O periódico <strong>Extensão Rural</strong> (ISSN:2318-1796) é uma publicação científica desde 1993, de periodicidade trimestral, do Departamento de Educação Agrícola e Extensão Rural (DEAER) do Centro de Ciências Rurais (CCR) da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM), destinada à publicação de trabalhos inéditos, na forma de artigos científicos e revisões bibliográficas em português, inglês ou espanhol, relacionados às áreas de: Desenvolvimento Rural; Economia e Administração Rural; Sociologia e Antropologia Rural; Extensão e Comunicação Rural; Sustentabilidade no Espaço Rural. A revista, que no Qualis/CAPES (2013-2016) possui classificação B2, tem como público-alvo pesquisadores, acadêmicos e agentes de extensão rural e procura realizar a difusão dos seus trabalhos à sociedade.</p> Universidade Federal de Santa Maria (UFSM) pt-BR Extensão Rural 1415-7802 <span>Todo o conteúdo do periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons do tipo atribuição BY-NC-SA 4.0 Internacional.</span> A Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER) da EMATER e do Projeto Dom Helder Câmara (PDHC) no Território da Cidadania Sertão do Apodi, Rio Grande do Norte https://periodicos.ufsm.br/extensaorural/article/view/69139 <p>O objetivo é analisar aspectos característicos de estruturas distintas de Assistência Técnica e Extensão Rural (ATER), representadas pelo Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural (EMATER-RN), e pelo Projeto Dom Helder Câmara (PDHC) em assentamentos de reforma agrária do Território da Cidadania Sertão do Apodi, no Rio Grande do Norte, Brasil. Foi utilizada a técnica de grupos focais, como ferramenta de investigação qualitativa com pleno comprometimento com a perspectiva metacientífica compreensivista. Trata-se de uma pesquisa qualitativa com entrevistas guiadas por um roteiro semiestruturado com lideranças territoriais, organizações executoras e beneficiários diretos de ações de ATER realizadas pela EMATER e pelo PDHC. Os resultados da pesquisa, após a análise das estruturas distintas de ATER, revelam a necessidade no sentido de melhorar os serviços de ATER, considerando projetos experimentais como o PDHC, condizentes com os saberes locais dos agricultores familiares.</p> Rosane Fernandes de Sousa Gurgel Emanoel Márcio Nunes Vívian Menezes da Silva Copyright (c) 2022 Extensão Rural 2022-07-14 2022-07-14 29 1 e3 e3 10.5902/2318179669139 O perfil do consumidor de um mercado de varejo da Agricultura Familiar https://periodicos.ufsm.br/extensaorural/article/view/69381 <p>Este artigo busca identificar o perfil socioeconômico e os comportamentos de consumidores de um mercado de varejo da agricultura familiar. Esta pesquisa foi realizada em Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brasil, e é classificada como exploratória/descritiva, compreendendo análise de dados secundários, aplicação de questionários e pesquisa bibliográfica. Os questionários foram direcionados para 68 consumidores do varejo de uma Cooperativa de Agricultores Familiares no ano de 2021. Foram identificados três perfis de públicos distintos, cada qual com suas características, os quais foram intitulados como jovens, adultos e idosos. O maior grau de satisfação foi no item “atendimento” e a menor média foi do quesito “preço”. A partir do teste de correlação de variáveis através do coeficiente de correlação de Spearman, constatou-se que as relações mais fortes se estabeleceram entre “preço” e “qualidade” (ρ=0,418**), entre o “consumo de lanches e <em>fast food” </em>e a relevância atribuída à “produtos da agricultura familiar” (ρ=-0,455**) e entre a “idade” e “há quanto tempo frequentam o mercado de varejo” (ρ=,658**).</p> Bruna Lunkes Janaína Balk Brandão Andrea Cristina Dorr Copyright (c) 2022 Extensão Rural 2022-05-22 2022-05-22 29 1 e2 e2 10.5902/2318179669381 A trajetória do Pronaf: análise das operações de crédito nos municípios brasileiros entre 2013 e 2020 https://periodicos.ufsm.br/extensaorural/article/view/68371 <p>O objetivo deste trabalho consistiu em analisar a distribuição das operações do PRONAF nos municípios brasileiros entre os anos de 2013 e 2020. Os indicadores quantitativos utilizados tiveram como fontes o IBGE e o Banco Central do Brasil e dizem respeito ao montante do crédito disponibilizado pelo programa por município, sendo que tais informações foram deflacionadas pelo INPC para o ano de 2020. Quanto aos valores financeiros, os resultados apontam que os dez maiores municípios contratantes se localizam na região Sul e no estado de Rondônia. Já os dez municípios com maior número operações contratuais se situam, em sua maioria, nos estados da região Nordeste e no estado de Minas Gerais. Quanto ao perfil da produção agropecuária, notou-se que os municípios maiores contratantes detêm importante presença da atividade pecuária avícola e a produção agrícola de milho e soja. Já nos dez municípios com maior número de contratos a produção agropecuária apresenta-se com maior grau de diversificação. Conclui-se que o perfil de acesso ao PRONAF conduziu para uma trajetória de fortalecimento do segmento da agricultura familiar naqueles municípios que majoritariamente dedicam-se à produção de commodities agropecuárias.</p> Juliano Luiz Fossá Alessandra Matte Lauro Francisco Mattei Copyright (c) 2022 Extensão Rural 2022-05-18 2022-05-18 29 1 e1 e1 10.5902/2318179668371