O uso da CIF no contexto escolar inclusivo: um mapeamento bibliográfico

Autores

DOI:

https://doi.org/10.5902/1984686X42725

Palavras-chave:

CIF, Classificação Internacional de Funcionalidade, Inclusão Escolar.

Resumo

A Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde (CIF) é uma classificação desenvolvida pela Organização Mundial de Saúde (OMS). A partir de uma revisão da Classificação Internacional de Deficiências, Incapacidades e Desvantagens (CIDID), fez-se uma mudança de contexto, do enfoque negativo da deficiência e incapacidade para uma perspectiva positiva com ênfase nas atividades e na participação do indivíduo com alterações de função e/ou da estrutura do corpo (FARIAS; BUCHALLA, 2005). Esta classificação apresenta diferentes objetivos, sendo que, primordialmente pode oferecer um olhar sobre a funcionalidade e incapacidade global do indivíduo, assim como padronizar informações a serem utilizadas por diferentes profissionais, tais como: fisioterapeutas, fonoaudiólogos, professores, entre outros. Nesta padronização de informações, pode-se incluir o ambiente escolar. Este estudo teve como objetivo mapear publicações sobre o uso da CIF em ambiente escolar inclusivo. O método adotado foi uma revisão da literatura de caráter retrospectivo, em três indexadores de produção científica: Scielo, Lilacs e Pubmed. Resultou dessa busca 91 artigos, e, após a leitura dos resumos, 16 artigos preenchiam os critérios e foram lidos na íntegra. Verificou-se que há escassez de publicações sobre o tema e constatou-se a necessidade de novos estudos que contemplem esta temática. Uma vez que a CIF não classifica as pessoas, mas descreve a sua funcionalidade e incapacidade, é necessário que os profissionais inseridos no contexto escolar a dominem a fim de promover programas e políticas que respondam eficientemente às demandas de aprendizagem e desenvolvimento do indivíduo com deficiência, ampliando sua participação em atividades escolares e sociais.

Biografia do Autor

Mariângela Castilho Uchoa de Oliveira, Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, SP

Mestra pela Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, SP, Brasil.

Camila Miccas, Centro Universitário Sumaré, São Paulo, SP

Professora doutora do Centro Universitário Sumaré e da rede estadual de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Catherine Oliveira de Araújo, Centro Universitário Adventista de São Paulo, São Paulo, SP

Professora doutora do Centro Universitário Adventista de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil.

Maria Eloisa Famá D'Antino, Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, SP

Professora doutora da Universidade Presbiteriana Mackenzie, São Paulo, SP, Brasil.

Referências

ADOLFSSON, Margareta; SIMMEBORN, Ann Fleischer. Applying the ICF to identify requirements for students with Asperger syndrome in higher education. Developmental Neurorehabilitation, v. 18, p. 190-202, Agosto 2013.

ANDRADE, Mirela Moreno de Almeida; ARAÚJO, Rita de Cássia Tibério. Características de Alunos com Deficiência Física na Percepção de Seus Professores: um estudo sob os Parâmetros Conceituais da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde. Revista Brasileira de Educação Especial, v. 24, n. 1, p. 3-16, 2018.

ARAÚJO, Eduardo Santana; BUCHALLA, Cassia Maria. The use of the International Classification of Functioning, Disability and Health in health surveys: a reflexion on its limits and possibilities. Rev Bras Epidemiol, p. 720-724, JUL-SEP, 2015.

BAGNATO, Maria José. La inclusión educativa en la enseñanza superior: retos y demandas. Educar em Revista, n. especial 3, p. 15-26, 2017.

BERNAL-CASTRO, Carol Andrea; MORENO-ANGARITA, Marisol. Aplicación de sistemas de clasificación en contextos educativos: facilitando los procesos de inclusión de personas en situación de discapacidad intelectual. Revista De La Universidad De Medicina, v. 61, n.2, p. 123-135, 2012.

BRASIL. Ministério da Educação. Nota Técnica Nº 24/ 2013/ MEC/ SECADI/ DPEE. Orientação aos Sistemas de Ensino para a implementação da Lei nº 12.764/2012. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/index.php?option=com_docman&view=download&alias=13287-nt24-sistem-lei12764-2012&category_slug=junho-2013-pdf&Itemid=30192. Acesso em: 20 de junho de 2018.

BRASILEIRO, Ismênia de Carvalho; MOREIRA, Thereza Maria Magalhães; JORGE, Maria Salete Bessa. Interveniência dos fatores ambientais na vida de crianças com paralisia cerebral. Acta Fisiátrica, v. 16, n. 3, p. 132-137, 2009.

CASTRO, Susana; PINTO, Ana Isabel. Identification of core functioning features for assessment and intervention in Autism Spectrum Disorders. Disability & Rehabilitation, v. 2, n. 35, p. 2012.

CASTRO, Suzana; GRANDE, Catarina. Linking the early development instrument with the ICF-CY. International Journal of Developmental Desabilites, v. 64, n. 1. p. 3-15, 2018.

DI NUBILA, Heloisa Brunow Ventura. Uma introdução à CIF - Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, v. 35, n. 121, p. 122-123, junho. 2010.

DI NUBILA, Heloisa Brunow Ventura; BUCHALLA, Cássia Maria. O papel das Classificações da OMS – CID e CIF nas definições de deficiência e incapacidade. Revista Brasileira de Epidemiologia, v. 11, n.2, p. 324-35. 2008.

ESQUIVEL, Eliana Isabel Parra; FELIZZOLA, Olga Luz Peñas. El niño con discapacidad: elementos orientadores para su inclusión social. Revista Científica Salud Uninorte, v. 31, n. 2, p. 329-346, 2015.

FARIAS, Norma; BUCHALLA, Cassia Maria. A Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde - Rev Bras Epidemiol 2005; 8(2): 187-93.

HOLLENWEGER, Judith. Development of an ICF-based eligibility procedure for education in Switzerland. BMC Public Health 11, S7 (2011) doi: 10.1186/1471-2458-11-S4-S7.

HOLLENWEGER, Judith. Developing applications of the ICF in education systems: addressing issues of knowledge creation, management and transfer. Journal Disability and Rehabilitation, v.35, n. 13, p. 1.087-91, 2013.

HOLLENWEGER, Judith; MORETTI, Marta. Using the International Classification of Functioning, Disability and Health Children and Youth version in education systems: a new approach to eligibility. American journal of physical medicine & rehabilitation/ Association of Academic Physiatrists, v. 13, n1, p.97-102, 2012.

MAIA, Mónica Silveira; LOPES-DOS-SANTOS, Pedro. Práticas em Educação Especial à Luz do Modelo Biopsicossocial: O Uso da CIF-CJ como Referencial na Elaboração dos Programas Educativos Individuais. Actas do VII Simpósio Nacional de Investigação em Psicologia Universidade do Minho, Portugal, 2010.

MAXWELL, Gregor; ALVES Ines; GRANLUND, Mats. Participation and environmental aspects in education and the ICF and the ICF-CY: findings from a systematic literature review. Journal Developmental Neurorehabilitation, v. 15, n. 1, p. 63-78, 2012.

MAXWELL, Gregor; KOUTSOGEORGOU, Eleni. Using social capital to construct a conceptual International Classification of Functioning, Disability, and Health Children and Youth version-based framework for stronger inclusive education policies in Europe. American journal of physical medicine & rehabilitation/ Association of Academic Physiatrists, v. 91, n.13, p. 118-123, 2012.

MICCAS, Camila; D’ANTINO, Maria Eloisa Famá. Avaliação de funcionalidade em atividades e participação de alunos com deficiência mental: estudo piloto para elaboração de protocolo escolar. Temas sobre Desenvolvimento, v. 18, n. 102, p. 82-95, 2011.

MORETTI, Marta; ALVES, Ines; MAXWELL, Gregor. A systematic literature review of the situation of the International Classification of Functioning, Disability and Health and the International Classification of Functioning, Disability, and Health-Children and Youth version in education: a useful tool or a flight of fancy? American journal of physical medicine & rehabilitation/Association of Academic Physiatrists, v. 91, n.13, p. 113-117, 2012.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE (OMS). Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde. São Paulo, Edusp, 2008.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE (OMS). Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde: versão para Crianças e Jovens. São Paulo: Edusp, 2011.

PORTUGAL. DL nº 3/2008, 7 de janeiro de 2008. Direção geral da Educação de Portugal.

RIBERTO, Marcelo. Core sets da Classificação Internacional de Funcionalidade, Incapacidade e Saúde. Revista Brasileira de Enfermagem, v. 64, n. 5, p. 938-946, 2011.

ROSÁRIO, Helena; LEAL, Isabel. PINTO, Ana Isabel. SIMEONSSON, Rune. Utilidade da Classificação Internacional da Funcionalidade, Incapacidade e Saúde: versão para crianças e jovens (CIF-CJ) no contexto da intervenção precoce e da educação especial. Psicologia, v. 23, n. 2, p. 129-139, 2009.

RUARO, João Afonso; RUARO, Marinêz; SOUZA, Damião; FRÉZ, Andersom; GUERRA, Ricardo. Panorama e perfil da utilização da CIF no Brasil – uma década de história. Revista Brasileira de Fisioterapia, v. 16, n.6, p. 454-462, 2012.

RUBIO, Maria Helena. El Desempeño Sensorial de Un Grupo de Pre-Escolares y Escolares Con Dificultades En Las Actividades Cotidianas. Revista De La Universidad De Medicina, v. 58, n. 4, p. 283-292, 2010.

SANCHES-FERREIRA, Manuela; SIMEONSSON, Rune; SILVEIRA-MAIA, Mónica; ALVES, Sílvia; TAVARES, Ana; PINHEIRO, Sara. Portugal’s special education law: implementing the International Classification of Functioning, disability and Health in policy and practice. Journal Disability and Rehabilitation, v. 35, n. 10, p. 868-873, 2012.

SEKKEL, Marie Claire. A construção de um ambiente inclusivo na educação infantil: relato e reflexão sobre uma experiência. Tese de Doutorado em Psicologia, Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo - 2003.

SIQUEIRA, Inajara Mills; SANTANA, Carla da Silva. Propostas de Acessibilidade para a Inclusão de Pessoas com Deficiências no Ensino Superior. Revista Brasileira de Educação Especial, v.16, n.1, p.127-136, 2010.

STUCKI, Gerold, et al. O desenvolvimento da “Pesquisa em Funcionalidade Humana e Reabilitação” a partir de uma perspectiva abrangente - ACTA FISIATR 2008; 15(1): 63 – 69.

VELTRONE, Aline Aparecida; MENDES, Enicéia. Gonçalves. Descrição das propostas do Ministério da Educação na avaliação da deficiência intelectual. Paidéia, v. 21, n. 50, p. 413-421, 2011.

Downloads

Publicado

2021-03-23

Como Citar

Oliveira, M. C. U. de, Miccas, C., Araújo, C. O. de, & D’Antino, M. E. F. (2021). O uso da CIF no contexto escolar inclusivo: um mapeamento bibliográfico. Revista Educação Especial, 34, e15/1–20. https://doi.org/10.5902/1984686X42725

Edição

Seção

Revisão de literatura/Estudo teórico