Arte e Educação Especial: narrativas e criações artísticas

Flávia Gurniski Beltrami, Nerli Nonato Ribeiro Mori

Resumo


Este trabalho apresenta parte da pesquisa de Mestrado em Educação que discute a arte como forma de conhecimento e sensibilidade no processo de criação artística na Educação Especial em um contexto de inclusão. A pesquisa justifica-se pela necessidade de estudos que contribuam com a percepção de mundo, com a interação de uns com os outros de forma que o processo de criação artística seja concebido como fonte de humanização, considerando determinações sociais, históricas e culturais. Nossa investigação parte da seguinte indagação: como ocorre o desenvolvimento de narrativas e criações artísticas por meio da arte? Para respondermos a essa questão, tivemos, como objetivo geral, investigar o desenvolvimento de narrativas e criações artísticas por meio da arte mediante intervenção educacional que integra um grupo de alunos com necessidades especiais, da sala de recursos multifuncionais de uma escola municipal, no Município de Maringá-PR. A pesquisa está fundamentada na teoria Histórico Cultural, objetivando: evidenciar a arte como fonte de humanização; discutir de forma breve o ensino de Arte no Brasil e Educação Especial; destacar a arte popular e a importância das narrativas; promover encontros mobilizando o processo de criação artística e análise, exemplificando uma produção artística. A metodologia da pesquisa é qualitativa, envolvendo estudos bibliográficos e pesquisa participante. Em nossas considerações finais, com os resultados alcançados no trabalho realizado, defendemos a importância do ensino de Arte para o desenvolvimento cognitivo e sensível do aluno, pois este viabiliza a construção do pensamento e um espaço de discussão.


Palavras-chave


Educação especial; Arte; Processo criativo.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


ARGAN, Giulio Carlo. Arte Moderna. 2. ed. Tradução: Denise Bottmann e Federico Carotti. São Paulo: Companhia das Letras, 1992.

BENJAMIM, Walter. Magia e Técnica, Arte e Política: ensaios sobre literatura e história da cultura. 8. ed. Tradução: Sérgio Paulo Rouanet. São Paulo: Brasiliense, 2012. (Obras Escolhidas v.1).

BRASIL. Conferência Mundial sobre Necessidades Educativas Especiais: Acesso e Qualidade (1994: Salamanca). Declaração de Salamanca, e linha de ação sobre necessidades educativas especiais. 2. ed. Tradução: Edilson Alkmim da Cunha. Brasília, DF: CORDE, 1997. 54p.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. 1996.

BRASIL. LDB: Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Brasília, DF: Senado Federal, Coordenação de Edições Técnicas, 2017. 58p.

BRASIL. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais: arte. Secretaria de Educação Fundamental. Brasília, DF: MEC /SEF, 1998. 130p.

CANCLINI, Néstor García. A Socialização da Arte: teoria e prática na América Latina. 1. ed. São Paulo: Cultrix, 1980.

CAUQUELIN, Anne. Arte contemporânea. Tradução: Claudete Soares. Men Martins, Portugal: Europa-América, 2010. (Coleção Saber; 273).

FERRAZ, Maria Heloísa Corrêa de Toledo; FUSARI, Maria Felisminda de Rezende e. Metodologia do ensino de arte: fundamentos e proposições. 2. ed. São Paulo: Cortez, 2009.

FISCHER, Ernest. A Necessidade da Arte. 9. ed. Tradução: Leandro Konder. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1983.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

MINAYO, Maria Cecília de Souza. O Desafio da Pesquisa Social. In: DESLANDES, Suely Ferreira; GOMES, Romeu; MINAYO, Maria Cecília de Souza (Org.). Pesquisa Social: teoria, método e criatividade. 28. ed. Petrópolis, Rio de Janeiro: Vozes, 2009, p. 21.

PARANÁ. Secretaria de Estado da Educação. Departamento de Educação Básica. Diretrizes Curriculares de Arte para a Educação Básica. Curitiba: SEED/DEB, 2008. 100p.

PIRES, Rita de Cássia Baduy. Pequenas grandezas: miniaturas de Hélio Leites. 1. ed. Curitiba: Artes & Textos, 2008.

REILY, Lúcia. Armazém de imagens: ensaio sobre a produção artística da pessoa com deficiência. 1. ed. Campinas: Papirus: 2001.

REILY, Lucia. O Ensino de Artes Visuais na Escola no Contexto da Inclusão. Cadernos Cedes, Campinas, vol. 30, n. 80, p. 84-102, jan./abr., 2010. Disponível em: . Acesso em: 9 mar. 2018.

RODARI, Gianni. Gramática da fantasia. Tradução Antônio Negrini. 8. ed. São Paulo: Summus, 1982.

SCHLICHTA, Consuelo. Arte e educação: há um lugar para a arte no ensino médio. 1. ed. Curitiba: Aymará, 2009.

SHIMAZAKI, Elza Midori; MORI, Nerli Nonato Ribeiro. Fundamentos da Educação Especial. In: MORI, Nerli Nonato Ribeiro; JACOBSEN, Cristina Cerezuela. (Org.). Atendimento Educacional Especializado no contexto da Educação Básica. 1. ed. Maringá: EDUEM, 2012, p. 31-39.

VÁZQUEZ, Adolfo Sánchez. As ideias estéticas de Marx. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e terra, 1978.

VIGOTSKY, Lev Semyonovich. A formação social da mente: o desenvolvimento dos processos psicológicos superiores. 7. ed. Tradução José Cipolla Neto, Luís Silveira Menna Barreto, Solange Castro Afeche. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

VIGOTSKI, Lev Semyonovich. Imaginação e criação na infância: ensaio psicológico. 1. ed. Apresentação e comentários Ana Luiza Smolka. Tradução de Zoia Prestes. São Paulo: Ática, 2009. (Coleção Ensaios comentados).

VYGOTSKY, Lev Semyonovich. Pensamento e linguagem. 4. ed. Tradução Jefferson Luiz Camargo. São Paulo: Martins Fontes, 2008.

VYGOTSKY, Lev Semyonovich. Psicologia da Arte. 1. ed. Tradução Paulo Bezerra. São Paulo: Martins Fontes, 1999.




DOI: https://doi.org/10.5902/1984686X37784

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoespecial.ufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial

 

ISSN eletrônico: 1984-686X

DOIhttp://dx.doi.org/10.5902/1984686X

Qualis/Capes: Educação A2

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação Especial agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International (CC BY-NC 4.0)

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

__________________________________________________