A influência das ações de inclusão nos processos de resiliência de alunos da Educação Especial

Thais Watakabe Yanaga, Renata Maria Coimbra

Resumo


Este estudo teve como objetivo analisar como as ações de inclusão se articulam com processos de resiliência em adolescentes e jovens da Educação Especial, a partir da perspectiva dos alunos. O referencial teórico adotado se refere à abordagem socioecológica, cujos pressupostos dos estudos da resiliência se pautam, principalmente, numa abordagem cultural. Com relação à temática da inclusão, é entendida neste trabalho como um processo que valoriza as diferenças. A pesquisa de abordagem qualitativa foi realizada por meio de estudo de caso, que consistiu em pesquisa de campo, mais precisamente num estudo de caso múltiplo, que se realizou em seis campi do IFPR. Buscou-se analisar a percepção dos alunos considerados em processo de resiliência sobre as ações de inclusão desenvolvidas no IFPR, como contribuindo para o processo de inclusão e para o bom crescimento dos alunos. Participaram deste estudo 12 alunos considerados em processo de resiliência. A partir das ações de inclusão citadas pelos alunos, por meio das entrevistas e das fotos, estas foram analisadas à luz das sete tensões da abordagem socioecológica, verificando por meio de suas resoluções ou não, o favorecimento de processos de resiliência. Os resultados apontaram que poucas ações de inclusão eram desenvolvidas institucionalmente, pois a maioria das ações era realizada por iniciativa própria dos professores e da equipe pedagógica. Porém, por meio dessas ações, a maioria dos alunos da Educação Especial se sentiam incluídos, indicando que tais ações estavam favorecendo processos de resiliência, atuando como ações protetivas.

 


Palavras-chave


Processo de Resiliência; Inclusão Escolar; Educação Especial; Juventude.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


ALLSOPP, David.; MINSKOFF, Esther.; BOLT, Les. Individualized course-specific strategy instruction for college students with learning disabilities and ADHD: Lessons learned from a model demonstration process. Learning Disabilities Research and Practice, v.20, p.103-118, 2005.

BRASIL. Lei nº 9394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/legislacao. Acesso em 06 Abr. 2015.

_______. Decreto nº 5296, de 2 dezembro de 2004. Regulamenta as Leis nº 10.048, de 8 de novembro de 2000, que dá prioridade de atendimento às pessoas que especifica, e 10.098, de 19 de dezembro de 2000, que estabelece normas gerais e critérios básicos para a promoção da acessibilidade das pessoas portadoras de deficiência ou com mobilidade reduzida, e dá outras providências. Disponível on-line: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/decreto%205296-2004.pdf. Acesso em: 17 fev. 2017.

________. Política Nacional de Educação Especial na Perspectiva da Educação Inclusiva. Brasília: MEC, 2008.

______. Resolução CNE/CEB nº 4, de 2 de outubro de 2009. Institui Diretrizes Operacionais para o Atendimento Educacional Especializado na Educação Básica, modalidade Educação Especial. Brasília: MEC/CNE/CEB, 2009. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/dmdocuments/rceb004_09.pdf. Acesso em 27 Fev. 2017.

_______. Decreto nº 7.611, de 17 de novembro de 2011. Dispõe sobre a educação especial, o atendimento educacional especializado e dá outras providências. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2011-2014/2011/Decreto/D7611.htm#art11. Acesso em 25 Nov. 2015.

CAMARGO, Luciene dos Santos. Concepções de adolescentes sobre a escola: do risco à proteção. 2009. 161f. Dissertação (Mestrado em Educação). Universidade Estadual Paulista. Faculdade de Ciência e Tecnologia, Presidente Prudente.

CATUSSO, Renata Lobo. A Resiliência e a Imagem Corporal de Adolescentes e Adultos com Mielomeningocele. 2007. 83f. Dissertação (Mestrado em Educação Física)-Faculdade de Educação Física. Universidade Estadual de Campinas, Campinas.

CARDOSO, Fernando Luiz.; SACOMORI, Cinara. Resilience of athletes with physical disabilities: a cross-sectional study. Revista de Psicología del Deporte. v.23, n. 1, p.15-22, 2014.

DIDKOWSKY, Nora.; UNGAR, Michael.; LIEBENBERG, Linda. The negotiating resilience project – research report. Relatório de Pesquisa não publicado. Dalhousie University, Halifax, CA, 2010.

FEE, Robert J.; HINTON, Veronica J. Resilience in Children Diagnosed with a Chronic Neuromuscular Disorder. J Dev Behav Pediatr. n.32, v.9, p.644–650, 2011.

FILHO, Adilson Vaz Cabral; FERREIRA, Gildete. Movimentos sociais e o protagonismo das pessoas com deficiência. SER Social. Brasília, v.15, n.32, p.93-116, jan./jun. 2013.

FIRTH, Nola.; FRYDENBERG, Erica; STEEG, Charlotte; BOND, Lyndal. Coping successfully with dyslexia: an initial study of an inclusive school-based resilience programme. Dyslexia. v.19, p.113-130, 2013.

GALVÃO FILHO, Teófilo. A. Tecnologia assistiva para uma escola inclusiva: apropriação, demanda e perspectivas. 2009. 346p. Tese (Doutorado em educação). Universidade Federal da Bahia - Faculdade de Educação, Bahia.

GARCIA, Silvana Canalhe. A resiliência no indivíduo especial: uma visão logoterapêutica. Revista Educação Especial. n.31, Santa Maria. p. 25-36, 2008.

GONZÁLEZ, Jorge Luis Cammarano; MOURA, Marcilene Rosa Leandro. Protagonismo juvenil e grêmio estudantil: a produção do indivíduo resiliente. EccoS, São Paulo, v.II, n.2, p.375-392, jul./dez., 2009.

HARTLEY, Michael. T. Investigating the relationaship of resilience to academic persistence in college students with mental health issues. Rehabilitatiion counseling bulletin. v.56, n.4, p.240-250, 2013.

JONES, Vita L. Resiliency instructional tactics: African American students with learning disabitities. Intervention in school and clinic. v.46, n.4, p.235-239, 2011.

LIBÓRIO, Renata Maria Coimbra. Escola: risco, proteção e processos de resiliência durante a adolescência, 2009. Disponível on-line http://www.anped.org.br/reunioes/32ra/arquivos/trabalhos/GT20-5283--Int.pdf. Acesso em 09 de janeiro 2013.

______. Negociando resiliência: processos protetivos de adolescentes em contextos potenciais de risco – FAFESP – Relatório científico final. Presidente Prudente, 2011.

LIBÓRIO, Renata Maria Coimbra; UNGAR, Michael. Resilience as protagonism: interpersonal relationships, cultural practices, and personal agency among working adolescents in Brazil. Journal of Youth Studies, 2013. Disponível em Acesso em 11 de Maio de 2017.

LIBÓRIO, Renata Maria Coimbra.; CASTRO, Bernardo Monteiro; FERRO, Elaine Gomes; SOUZA, Marilza Terezinha Soares. Resiliência e processos protetivos de adolescentes com deficiência física e surdez incluídos em escolas regulares. Revista Brasileira de Educação Especial. Marília. v.21, n.2, p.185-198, 2015.

MANTOAN, Maria. Teresa Eglér; ROPOLI, Edilene Aparecida; SANTOS, Maria Terezinha da Consolação Teixeira dos; MACHADO, Rosângela. A educação especial na perspectiva da inclusão escolar: a escola comum inclusiva. A educação especial na perspectiva da Inclusão escolar. Ministério da Educação/ Secretaria da Educação Especial. 2011.

MIGERODE, Femke; MAES, Bea; BUYSSE, Ann; BRONDEEL, Ruben. Quality of life in adolescents with a disability and their parents: the mediating role of social support and resiliência. J. Dev. Phys Disabil. Bélgica. n.24. p. 487-503, 2012.

OLIVEIRA, Marinalva Silva; RODRIGUES, Lidiane Furtado Ferreira. A inclusão no Ensino Superior: uma experiência em debate! PRACS: Revista de Humanidades do Curso de Ciências Sociais da UNIFAP. Macapá, n.4, p.17-28, dez. 2011.

OMOTE, Sadao. Atitudes em relação à inclusão no Ensino Superior. Journal of Research in Special Education Needs. v. 16, n. 51, p.211-215, 2016

ORR, Ann C.; GOODMAN, Nicole. People like me don´t go to college: the legacy of learning disability. Journal of ethnographic & qualitative research. v.4, p.213-225, 2010.

PESSOA, Alex Santos Gomes. O papel da escola na vida de adolescentes vítimas de violência sexual: risco e proteção. 2011. 122f. Dissertação (Mestrado em Educação). Faculdade de Ciência e Tecnologia, Presidente Prudente.

RESENDE, Marineia Crosara de; GOUVEIA, Valdiney Veloso. Qualidade de vida em adultos com deficiência física. Psicologia: Reflexao & Critica. v.24. n.1, p.99-106. Jan.-Mar. 2011

SANTOS, Yvonete Bazbuz da Silva. As políticas públicas de educação para a pessoa com deficiência: a proposta desenvolvida nos Institutos Federais de Educação, Ciência e Tecnologia. 2011. 109f. Dissertação (Mestrado em educação). Universidade Federal do Ceará, Faculdade de Educação, Fortaleza.

SARTORETTO, Maria Lúcia. Os Fundamentos da Educação Inclusiva. 2011. Disponível em: http://assistiva.com.br/Educa%C3%A7%C3%A3o_Inclusiva.pdf. Acesso em: 14 Mar. 2015.

SCHMIDT, Ann Alriksson.; WALLANDER, Jan; BIASINI, Fred. Quality of life and resilience in adolescents with a mobility disability. Journal of pediatric psychology. v. 32. n.3, p.370-379, 2007.

SIMÕES, Celeste.; MATOS, Margarida Gaspar de; FERREIRA, Mafalda; TOMÉ, Gina. Risco e resiliência em adolescentes com necessidades educativas especiais: desenvolvimento de um programa de promoção da resiliência na adolescência. Psicologia, Saúde & Doenças. v.11, n.1, p.101-119, 2010.

SOUSA, Carolina Silva. Competência educativa: o papel da educação para a resiliência. Revista Educação Especial. Santa Maria. n. 31, p.09-24, 2008.

UNGAR, Michael. Contextual and cultural aspects of resilience in child welfare settings. In: BROWN, I.; CHAZE, F.; FUCHS, D.; LAFRANCE, J.; MCKAY, S.; PROKP, S. T. (Eds.), Putting a human face on child welfare: Voices from the Prairies. Regina, Canada: Prairie Child Welfare Consortium, p.1-23, 2007.

UNGAR, Michael; BROWN, Marion; LIEBENBERG, Linda; OTHMAN, Rasha; KWONG, Wai-man; ARMSTRONG, Mary; GILGUN, Jane. (2007). Unique pathways to resilience across cultures. Adolescence, v.42, n.16, p.287-310, 2007.

UNGAR, Michael.; LIEBENBERG, Linda.; THERON, Linda;. Distinguishing differences in pathways to resilience among Canadian youth. Canadian Journal of Community Mental Health, v. 27, n.1, p.1-13, 2008.

UNGAR, Michael.; THERON, Linda.; DIDKOWSKY, Nora. Adolescent´s precocious and developmentally appropriate contributions to their families well-being and resilience in five countries. Family Relations, v.60, p.231-246, 2011.

YUNES, Maria Angela Mattar; SZYMANSKI, Heloisa. Resiliência: noção, conceitos afins e considerações críticas. In: TAVARES, J. (Org.). Resiliência e Educação. São Paulo: Cortez Editora, 2001, p. 13-42.




DOI: https://doi.org/10.5902/1984686X33589

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoespecial.ufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial

 

ISSN eletrônico: 1984-686X

DOIhttp://dx.doi.org/10.5902/1984686X

Qualis/Capes: Educação A2

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação Especial agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International (CC BY-NC 4.0)

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

__________________________________________________