Análise comparativa das propriedades físicas e mecânicas da madeira de três coníferas de florestas plantadas.

Elio José Santini, Clóvis Roberto Haselein, Darci Alberto Gatto

Resumo


Madeiras provenientes de florestas plantadas de Araucaria angustifolia, Pinus elliottii e Pinus taeda submetidas a, pelo menos, um desbaste, foram testadas com o objetivo de comparar suas propriedades físicas e mecânicas. Cinco árvores de cada espécie, obtidas de talhões, previamente, selecionados, foram coletadas, transformadas em toretes e pranchões para posterior confecção, condicionamento e ensaio dos corpos de prova segundo as recomendações da norma ASTM. Embora a resistência média da Araucaria tenha sido ligeiramente superior às duas espécies de Pinus, diferenças significativas foram encontradas apenas nos testes de flexão estática (módulo de elasticidade e tensão no limite proporcional), compressão axial (tensão no limite proporcional, módulo de ruptura e de elasticidade) e dureza axial. Entre as espécies de Pinus, não foram dectadas diferenças nas propriedades, exceto em tração normal às fibras em que a resistência da madeira de P. taeda foi maior que as demais. Com relação à massa específica básica e coeficiente de contração, nenhuma diferença significante foi observada entre as espécies estudadas.


Palavras-chave


Propriedades; araucária; <i>Pinus elliottii; Pinus taeda.</i>

Texto completo:

PDF

Referências


ASTM. American Society for Testing and Materials. Standard methods of testing small clear specimens of timber, D 143-94. Philadelphia, 1995a.

ASTM. American Society for Testing and Materials. Test methods for specific gravity of wood and wood-base materials., D 2395-93. Philadelphia, 1995b.

ASTM. American Society for Testing and Materials. Test methods for direct moisture content measurement of wood and wood-base materials., D 4442-92. Philadelphia, 1995c.

ASTM. American Society for Testing and Materials. Practice for sampling forest trees for determination of clear wood properties., D 5535-94. Philadelphia, 1995d.

BIBLIS, E.J.; BRINKER, R.; CARINO, H.F. et al. Effect of stand age on flexural properties and grade compliance of lumber from loblolly pine plantation timber. For. Prod. J., Madison, v. 43, n.2, p. 23-28, feb. 1993.

DURLO, M.A. Determinação de variáveis para caracterização de Pinus elliottii com finalidade estrutural. In: CONGRESSO FLORESTAL ESTADUAL 6., 1988. Nova Prata, RS. Anais ... Nova Prata, 1988. p. 1097 - 1113.

IBAMA. Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis. Amostragem e propriedades físico-mecânicas de madeiras amazônicas. Brasília, 1993. 103p.

KELLISON, R.C. Characteristics affecting quality of timber from plantations, their determination and scope for modification. In: IUFRO WORLD CONGRESS 17., 1981, Kyoto. Proceedings ... Kyoto, 1981. p. 77-87.

LADRACH, W.E. Control of wood properties in plantations. In: IUFRO WORLD CONGRESS 18., 1986, Ljubljana. Proceedings ... Ljubljana, 1986. p. 369-379.

McALISTER, R.H.; CLARK III, A. Effect of geographic location and seed source on the bending properties of juvenile and mature loblolly pine. For. Prod. J., Madison, v. 41, n. 9, p. 39-42, Sept. 1991.

PEARSON, R.G.; GILMORE, R.C. Characterization of the strength of juvenile wood of loblolly pine (Pinus taeda). For. Prod. J., Madison, v. 21, n. 1, p. 23-30, May 1971.

PEARSON, R.G.; GILMORE, R.C. Effect of fast growth rate on the mechanical properties of loblolly pine. For. Prod. J., Madison, v. 30, n. 5, p. 47-54, May 1980.

STUMPP, E. Valores físicos-mecânicos de Pinus spp. em comparação com Araucaria angustifolia. In.: CONGRESSO FLORESTAL ESTADUAL 7., 1992, Nova Prata, RS. Anais ... Nova Prata, 1992. p. 1413-1420.

TOMASELLI, I. Comparação da qualidade da madeira de Araucaria angustifolia e Pinus spp. produzida em reflorestamentos. In.: ENCONTRO DA IUFRO SOBRE PROBLEMAS FLORESTAIS DO GÊNERO ARAUCARIA, 1979, Curitiba. Anais ... Curitiba, 1980. p. 286-291.

WOOD HANDBOOK: Wood as an engineering material. Washington, DC. US. Department of Agriculture, Forest Products Laboratory, 1987. (revisado). (Agriculture Handbook, 72).




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19805098397

Licença Creative Commons