EFEITO DA QUALIDADE DA MADEIRA NO DESEMPENHO DA POLPAÇÃO KRAFT

Danila Morais de Carvalho, Marcelo Rodrigues da Silva, Jorge Luiz Colodette

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/1980509815724

O objetivo do estudo foi avaliar o efeito da qualidade de madeiras de eucalipto no desempenho da polpação kraft sob duas diferentes condições de polpação e em dois níveis de deslignificação, baseando-se no rendimento, alvura, viscosidade e índice k/kappa corrigido das polpas produzidas. As madeiras de eucalipto (A, B e C), foram analisadas quanto às suas propriedades físico-químicas (densidades básica e aparente, teor de ligninas insolúvel e solúvel, teor de extrativos, cinzas e cinzas insolúveis em ácido clorídrico) e utilizadas para a produção de polpa celulósica por meio do cozimento kraft modificado, utilizando duas condições de polpação, sendo elas: Condição I (PI) - álcali efetivo de 16,5%, sulfidez de 30% e temperatura de cozimento de 155ºC; e Condição II (PII) - álcali efetivo de 17,5%, sulfidez de 32% e temperatura de cozimento de 147ºC. Ambos os cozimentos foram realizados buscando-se no número kappa de 15,5 ± 0,5 e de 18,0 ± 0,5. Foram avaliados os seguintes parâmetros de polpação e propriedades das polpas produzidas: fator H, rendimento depurado, viscosidade, alvura, conteúdo de ácidos hexenurônicos e o índice k/kappa corrigido. A madeira A, que apresentou menores teores de extrativos e lignina em sua constituição, bem como menores densidades básica e aparente quando comparada com as madeiras B e C, apresentou os melhores resultados para os parâmetros de cozimento avaliados, com destaque para a polpa produzida pela condição de cozimento PII com o número kappa de (18,0 ± 0,5), que apresentou maior rendimento, alvura e viscosidade dentre todas as polpas produzidas. Polpas produzidas com maior número kappa apresentam menores índices k/kappa corrigidos.


Palavras-chave


<i>Eucalyptus</i>; qualidade da madeira; grau de deslignificação; condições de polpação <i>kraft</i>

Texto completo:

PDF

Referências


AL-DAJANI, W. W. On the bleachability of alkaline pulps.The influence of residual lignin structure. 78 f. Doctoral Dissertation – Royal Institute of Technology (KTH) Departament of Pulp and Paper Chemistry and Technology, Stockholm, 2001.

COSTA, M. M.; COLODETTE, J. L. Efeito da composição química da polpa kraft – O2 na sua branqueabilidade. In: CONGRESSO ANUAL DE CELULOSE E PAPEL, 34., 2001, São Paulo. Anais... São Paulo: ABTCP, 2001. Não paginado.

DANIEL, A. I. D.; et al. Hexenuronic acid contents of Eucalyptus globuluskraft pulps: variation with pulping condition and effect on ECF bleachability. Tappi Journal, v. 2, n. 5, p. 3-8, 2003.

GOMIDE, J. L. et al. Fatores que afetam a branqueabilidade de polpas Kraft de Eucalyptus 2: Influência de parâmetros da polpação. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE CELULOSE E PAPEL, 2000, São Paulo. Anais... São Paulo: ABTCP-TAPPI, 2000. Não paginado.

GOLDSCHIMID, O. Ultravioleta Spectra. In: SARKANEM, K.; LUDWING, C. H. Lignins: ocurrence, formation, structure and reactions. New York: John Wiley& Sons, 1971. p. 241-298.

GOMIDE, J. L.; DEMUNER, B. J. Determinação do teor de lignina na madeira: método Klason modificado. O Papel, São Paulo, v. 47, n. 8, p. 36- 38, 1986.

GUSTAVSSON, C. et al, W.W.The influence of cooking conditions on the bleachability and chemical structure of kraft pulps.Nordic Pulp and Paper Research Journal, v. 15, n.2, p. 160-167, 2000.

JIANG, Z. et al. Hexenuronic acid groups in pulping and bleaching chemistry. Tappi Journal, v. 83, n. 1, p. 167 – 175, 2000.

LATORRACA, J. V. F.; ALBUQUERQUE, C. E. C. Efeito do rápido crescimento sobre as propriedades da madeira. Floresta e Ambiente, v. 7, n. 1, p. 279-291, 2000.

SCAN-test Standard Scandinavian Pulp, Paper and Board Testing Committee, Stockholm, 1994.

SIXTA, H.; RUTKOWSKA, E. W. Estudo cinético abrangente da polpa kraft de Eucalyptusglobulus. O Papel, São Paulo, v. 48, n. 2, p. 68-81, 2007.

TAPPI -Technical Association of the Pulp and Paper Industry. Standard methods of technical association of the pulp and paper industry. Atlanta, 2002.

VENTORIM, G. et al. A influência dos ácidos hexenurônicos no rendimento e na branqueabilidade da polpa kraft. Química Nova, v. 32, n. 2, p. 373-377, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1980509815724

Licença Creative Commons