AVALIAÇÃO DAS PROPRIEDADES FÍSICO-MECÂNICAS DE PAINÉIS DE CASCA DE ARROZ E ADESIVO TANINO-FORMALDEÍDO

Joel Telles de Souza, Walmir Marques de Menezes, Clovis Roberto Haselein, Talita Baldin, Rafael da Rosa Azambuja, Weslley Wilker Corrêa Morais

Resumo


A presente investigação tem como objetivo avaliar o uso da casca de arroz para a fabricação de chapas aglomeradas, coladas com tanino-formaldeído. Para tanto, foram utilizadas cascas de arroz na forma natural ou processadas em moinho de martelo, compactadas a diferentes massas específicas (0,65, 0,95 e 1,15 g/cm³) e aplicando-se teores de adesivos de 7, 10 e 13% (com base no peso seco das partículas), totalizando 54 chapas. A prensagem foi realizada em prensa hidráulica a 30 kgf/cm², por 8 minutos, a uma temperatura de 180°C. Os ensaios físicos realizados foram teor de umidade, massa específica, absorção d’água e inchamento em espessura; e mecânicos, tais como flexão estática, arrancamento de parafuso e ligação interna. De modo geral, a utilização da casca de arroz proporcionou uma redução na resistência física e mecânica das chapas, em relação às produzidas com partículas de madeira encontradas na literatura. Todos os tratamentos ficaram abaixo dos valores mínimos requeridos pelas normas de comercialização para os ensaios físicos e mecânicos, somente os de 13% de adesivo apresentaram requisitos satisfatórios quanto à estabilidade dimensional. Os resultados indicam que o material não pode ser utilizado em condições que exijam grandes esforços estruturais.

Palavras-chave


beneficiamento do arroz; resíduos; propriedades físico-mecânicas; estabilidade dimensional.

Texto completo:

PDF

Referências


ALBUQUERQUE, C. E. C.; IWAKIRI, S. Efeito da adição de água na evolução da temperatura no miolo de aglomerados durante o ciclo de prensagem. Floresta, Curitiba, v. 35, n.1, p. 57-67, 2005.

AMERICAN NATIONAL STANDARDS INSTITUTE. ANSI-A-208.1-87. Mat-formed wood particleboard. New York, 1987.

AMERICAN SOCIETY FOR TESTING AND MATERIALS. ASTM D 1037. Standard test methods for evaluating properties of Wood based fiber and particle panel materials. Philadelphia: ASTM, 1998.

ARAÚJO, I. I. et al. Aproveitamento do resíduo do processamento do café na composição de painéis MDP. In: WORKSHOP DO PGR EM GESTÃO DE RESÍDUOS DA UNESP/ANNUAL MEETING, 3., 2014. Proceedings… Archives of health investigation, v. 3, n. spec 2, p. 30-33, 2014.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR-14810-1: Chapas de madeira aglomerada. 2. ed. Rio de Janeiro, 2006. 51 p.

BRITO, E. O.; PEIXOTO, G. L. Avaliação da granulometria de partículas de Pinus taeda combinadas com adesivos comerciais para a fabricação de aglomerados. Floresta e Ambiente, Seropédica, v. 7, n. 1, p. 60-67, 2000.

CALEGARI, L. et al. Adição de aparas de papel reciclável na fabricação de chapas de madeira aglomerada. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 14, n. 1, p. 193-204, 2004.

CARNEIRO, A. C. O. et al. Propriedades de chapas de aglomerado fabricadas com adesivo tânico de angico-vermelho (Anadenanthera peregrina) e uréia-formaldeído. Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 33, n. 3, p. 521-531, 2009.

COLLI, A. et al. Propriedades de chapas fabricadas com partículas de madeira de Paricá (Schyzolobium amazonicum Huber ex. Ducke) e fibras de Coco (Cocos nucifera L.). Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 34, n. 2, p. 333-338, 2010.

CRAVO, J. C. M. et al. Painel aglomerado de resíduos agroindustriais. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 25, n. 3, p. 721-730, 2015.

DACOSTA, L. P. E. et al. Propriedades físicas de chapas de partículas aglomeradas fabricadas com resíduos do processamento mecânico da madeira de Pinus elliotii Engelm. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 15, n. 4, p. 421-429, 2005.

GERMAN STANDARDS COMMITTEE. Deutschen Normanausschuss. DIN 68761 (1)-1961 (3). Specifications for particleboards. Holtz, 1961.

HANCOCK, W. V.; CHANDRAMOULI, P. Comparatives proprieties of Rice husk board, particleboard, and wafer board. Journal of the Indian Academy of Wood Science, Indian, v. 5, n. 1, p. 18-27, 1974.

HASELEIN, C. R.; VITAL, B. R.; DELLALUCIA, R. M. Fabricação de chapas de aglomerado com madeiras de eucalipto (Eucalyptus grandis (W. Hill ex-Maiden) e de embaúba (Cecropia sp). Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 13, n. 2, p. 134-145, 1989.

HILLIG, E.; HASELEIN, C. R.; SANTINI, E. J. Propriedades mecânicas de chapas aglomeradas estruturais fabricadas com madeiras de pinus, eucalipto e acácia-negra. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 12, n. 1, p. 59-70, 2002.

HIZIROGLU, S.; JARUSOMBUTI, S.; FUEANGVIVAT, V. Properties of bamboo-rice straw-eucalyptus composite panels. Forest Products Journal, Madison, v. 55, n. 12, p. 221-225, 2005.

HSE, C. Y.; CHOONG, E. T. Modified formaldehyde based resin adhesives for rice hull wood particleboard. Southern Research Station, Asheville, n. 7, p. 81-86, 2002.

INSTITUTO RIO GRANDENSE DO ARROZ. Informativo IRGA. 2015. Disponível em: . Acesso em: 6 dez. 2015.

IWAKIRI, S. et al. Mistura de espécies na produção de chapas de partículas estruturais “waferboard”. Revista do Setor de Ciências Agrárias, Curitiba, v. 14, n. 1-2, p. 107-114, 1995.

IWAKIRI, S. et al. Produção de chapas de partículas de madeira aglomerada de Pinus elliottii (Engelm) e Eucalyptus dunnii (Maid). Revista do Setor de Ciências Agrárias, Curitiba, v. 15, n. 1, p. 33-41, 1996.

IWAKIRI, S. et al. Resíduos de serrarias na produção de painéis de madeira aglomerada de eucalipto. Revista Scientia Agraria, Piracicaba, v. 1, n. 1-2, p. 23-28, 2000.

IWAKIRI, S. et al. Produção de painéis de madeira aglomerada de Grevillea robusta A. Cunn. ex R. Br. Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 28, n. 6, p. 883-887, 2004.

KEINERT JUNIOR, S.; MATOS, J. L. M. Utilização de Pinus pinaster para a fabricação de chapas de partículas. Floresta, Curitiba, v. 17, n. 1/2., p. 113-120, 1987.

LEE, Y. K. et al. Mechanical properties of rice husk flour-wood particleboard by urea-formaldehyde resin. Journal of the Korean Wood Science and Technology, Republic of Korea, v. 31, n. 3, p. 42-49, 2003.

MACIEL, A. S. et al. Painéis de partículas aglomeradas de Pinus elliottii Engelm., poliestireno (PS) e polietileno tereftatalato (PET). Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 28, n. 2, p. 257-266, 2004.

MELO, R. R. et al. Propriedades físico-mecânicas de painéis aglomerados produzidos com diferentes proporções de madeira e casca de arroz. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 19, n. 4, p. 449-460, 2009.

MORAIS, W. W. C. Propriedades físico-mecânicas de chapas aglomeradas produzidas com bambu, pinus e eucalipto. 2011. 132 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2011.

MOSLEMI, A. A. Particleboard. Carbondale: Illinois University Press, 1974. v. 2.

MENDES, R. F. et al. Painéis aglomerados com bagaço de cana em associação com madeira de eucalipto. Scientia Forestalis, Piracicaba, v. 38, n. 86, p. 285-295, 2010.

NDAZI, B. et al. Production of rice husks composites with Acacia mimosa tannin-based resin. Journal of Materials Science. London, v. 41, p. 6978-6983, 2006.

PEDRAZZI, C. et al. Qualidade de chapas de partículas de madeira aglomerada fabricada com resíduos de uma indústria de celulose. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 16, p. 201-212, 2005.

PIZZI, A.; SCHARFETTER, H.; KES, E. W. Adhesives and techniques open new possibilities for the wood processing industry. 1. Experience with tannin based adhesives. National Timber Research Institute, South African, v. 39, n. 3, p. 85-89, 1981.

PANYAKAEW, S.; FOTIOS, S. New thermal insulation boards made from coconut husk and bagasse. Energy and Buildings, Lausanne, Switzerland, v. 43, n. 7, p. 1732-1739, 2011.

PAULESKI, D. T. et al. Características de compósitos laminados manufaturados com polietileno de alta densidade (PEAD) e diferentes proporções de casca de arroz e partículas de madeira. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 17, n. 2, p. 157-170, 2007.

SAMPATHRAJAN, A.; VIJAYARAGHAVAN, N. C.; SWAMINATHAN, K. R. Mechanical and thermal properties of particle boards made from farm residues. Bioresource Technology, Netherlands, v. 40, p. 249-251, 1992.

SOCIEDADE SUL BRASILEIRA DE ARROZ IRRIGADO. Arroz irrigado: recomendações técnicas da pesquisa para o Sul do Brasil. [s. l.]: Pallotti, 2014. 192 p.

VARANDA, L. D. et al. Oat Hulls as addition to high density panels production. Materials Research, São Carlos, v. 16, p. 1355-1361, 2013.




DOI: https://doi.org/10.5902/1980509828674

Licença Creative Commons