Influência da contaminação do solo por cobre no crescimento e qualidade de mudas de açoita-cavalo (Luehea divaricata Mart. & Zucc.) e aroeira-vermelha (Schinus therebinthifolius Raddi)

Rodrigo Ferreira da Silva, Fábio Luiz Fleig Saidelles, Alessandro Salles da Silva, Juan Silveira Bolzan

Resumo


A contaminação do solo por cobre tem se tornado comum em áreas de mineração e de viticultura no Rio Grande do Sul. O trabalho objetivou avaliar o efeito de doses de cobre sobre o crescimento e qualidade de mudas de açoita-cavalo e aroeira-vermelha. O delineamento foi inteiramente casualizado num fatorial (2 x 5), sendo as duas espécies florestais e cinco doses de cobre: 0, 64, 128, 192 e 256 mg kg-1 de solo, com cinco repetições. Avaliaram-se altura da planta, diâmetro do colo, peso da matéria seca radicular e da parte aérea, comprimento e área superficial específica radicular, e os índices de qualidade de mudas: relação entre altura da parte aérea e diâmetro do coleto; altura da parte aérea e peso da matéria seca da parte aérea e o Índice de Qualidade de Dickson. Os resultados revelaram que as doses testadas de cobre não alteraram a qualidade de mudas de aroeira-vermelha, enquanto que o açoita-cavalo apresentou melhor qualidade com aplicação de 64 mg kg-1 de Cu. O cobre afeta primeiramente o sistema radicular das mudas de açoita-cavalo e aroeira-vermelha. A aroeira-vermelha é mais tolerante a elevadas doses de cobre do que o açoita-cavalo.

Palavras-chave


espécies florestais; metal pesado; tolerância

Texto completo:

PDF

Referências


ACCIOLY, A. M. A.; SIQUEIRA, J. O. Contaminação química e biorremediação do solo. In: NOVAES, R. F.; ALVAREZ, V. H. V.; SCHAEFER, C. E. G. R. Tópicos em Ciência do Solo. Viçosa: SBCS, 2000. p. 299-352.

ADALSTEINSSON, S. et al. Monoting copper-induced in fine root geometry of birch (Betula pendula) using nutrient film technique, Physiology Plant, v. 99, p. 379-384, July, 1997.

BACKES, P.; IRGANG, B. Árvores do Sul: Guia de Identificação e Interesse Ecológico, 2. ed. Porto Alegre: Pallotti – Instituto Souza Cruz, 2002. 326 p.

BRISSETE, J. C; BARNETT, T. D. Container Seedlings. In: DURYEA, M. L.; DOUGHERTY, P. M. (ed.) Forest regeneration manual. Dordrecht: Kluwer Academic Publishers, 1991. p.117-141.

CARNEIRO, J. G. A. Produção e controle de qualidade de mudas florestais. Curitiba: UFPR/FUPEF, 1995, 451 p.

CHAIGNON, V.; HINSINGER, P. A. Biotest for evaluating for bioavailability to plants in a contaminated soil. Journal of environment quality. v. 32, p. 834 -833, Mar. 2003.

DECHEN, A. R.; NACHTIGALL, G R. Micronutrientes. In: FERNANDES, M. S. (ed.) Nutrição mineral de plantas. Viçosa: Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2006. 432 p.

DICKSON, A. et al. Quality appraisal of white spruce and white pine seedling stock in nurseries. Forest Chronicle, v. 36, p. 10-13, Dec. 1960.

FERNANDES, J. C.; HENRIQUES, F. S. Biochemical, physiology and structural effects of excess copper in plants. The Botanical Review, Bronx, v. 57, n. 3, p. 246 - 273, July/Sept. 1991.

FONSECA E CRUZ, C. A. et al. Efeito de diferentes níveis de saturação por bases no desenvolvimento e qualidade de mudas de ipê-roxo (Tebebuia impetiginosa (Mart.) Standley). Scientia Forestalis, Piracicaba, v. 2, n. 66, p. 100-107, nov. 2004.

FONSECA, E. P. Padrão de qualidade de mudas de Trema micantra (L.) Blume, Cedrela fissilis Vell. e Aspisdosperma polyneurom Müll. Arg. produzidas sob diferentes períodos de sombreamento. 2000. 113 f. Tese (Doutorado em Agronomia – Produção Vegetal)-Universidade Estadual Paulista, 2000.

FERREIRA, D. F. Sistemas de análise estatística para dados balanceados. Lavras, UFLA/DEX/SISVAR, 2006, 145 p.

GIOVANNINI, E. Toxidez por cobre em vinhedos. Pesquisa Agropecuária Gaúcha, v. 3, p. 115-117, 1997.

GRASSI FILHO, H. Cobre na planta. In: UNIVERSIDADE ESTADUAL PAULISTA. FACULDADE DE CIÊNCIAS AGRONÔMICAS. Departamento de Recursos Naturais. Ciência do Solo, 2005. Disponívelem:. Acesso em: 8 de setembro 2009.

GRAZZIOTTI, P. H.; SIQUEIRA, J. O.; MOREIRA, F. M. S. Espécies Arbóreas e ectomicorriza em relação ao excesso de metais pesados. In: CURI, N. et al. Tópicos em ciências de solo. Viçosa, Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, 2003. v. 3, p. 55-105.

GRAZZIOTTI, P. H. Comportamento de fungos ectomicorrízicos, Acácia mangium e espécies de Pinus e Eucaliptus em solo contaminado por metais pesados. 1999. 177 f . Tese (Doutorado em Agronomia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 1999.

JOHNSON, F. The use of chemicals to control root growth in container stock: a literature review. Ontario: 1996. 20p. (OMNR, Northeast Science & Technology: TR-026). Disponível em: . Acesso em: 10/09/2009.

LANDIS, T. D. Containers and Growing Media. In: LANDIS, T. D. et al. The container tree nursery manual. Washington: Department of Agriculture, Forest Service, 1990. V. 2: Cap. 1: Containers: Types and Functions. Disponível em: . Acesso em: 20/09/2009.

LUNA, C. M.; CASANO, I. M.; TRIPPI, V. S. Nitrate reductase is inhibited in leaves of Tricum aesticum treated with high levels of copper. Physiology Plant v. 101, p. 103-108, Mar. 1997.

MARQUES, T. C. L. L. S. M,; MOREIRA, F. M. S.; SIQUEIRA, J. O. Crescimento e teores de metais em mudas de espécies arbóreas tropicais em solo contaminado com metais pesados. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 35, n. 1, p. 121-132, jan. 2000.

MARSCHNER, H. Mineral nutrition of higher plants. London: Academic Press, 1995. 889 p.

NACHTIGALL, G. R. et al. Copper concentration of vineyard soils as a function of pH variation and addition of poultry litter. Brazilian Archives of Biology and Technology, v. 50, p. 941-948, Oct. 2007.

PANOU-FILOTHEU, H. BOSABALIDIS, A. M.; KARATAGLIS, S. Effectes of copper toxicity on leaves of oregano (Origanum vulgare subsp. Hirtum). Annals of Botany. v. 88, p. 207-214, Sept. 2001.

PRALON, A. Z.; MARTINS, M. A. Utilização do resíduo industrial Ferkal na produção de mudas de Mimosa caelsalpinifolia, em estéril de extração de argila, inoculadas com fungos micorrízicas arbusculares e rizóbio. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 25, p. 55-63, abr. 2001.

ROSSI, V. L.; AMARANTE, C. V. T.; FLEIG, F. D. Crescimento e qualidade de mudas de Pinus taeda l. submetidas à poda química de raízes. Revista Ciência Florestal, Santa Maria, v. 18, n. 4, p. 435-442, out./dez., 2008.

SILVA, R. F. Tolerância de espécies florestais arbóreas e fungos ectomicorrízicos ao cobre. 2007. 134 f. Tese (Doutorado)–Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2007.

SOARES, C. R. F. S. et al. Crescimento e nutrição mineral de Eucalyptus maculata e Eucalyptus urophylla em solução nutritiva com concentração crescente de cobre. Revista Brasileira de Fisiologia Vegetal, v. 12, n. 3, p. 213-225. mar., 2000.

TENNANT, D. A test of a modified liwe intersect method of estimating root lengh. Journal Ecology, Wisconsin, v. 63, p. 995-1001, Nov. 1975.




DOI: https://doi.org/10.5902/198050982753

Licença Creative Commons