ANÁLISE DE VIABILIDADE DA PRODUÇÃO DE SEMENTE E POLPA DE JATOBÁ (Hymenaea spp) NA REGIÃO SUL DE GOIÁS

Camila Brás Costa, Agostinho Lopes de Souza, Débora Cristina Castellani, Márcio Lopes da Silva, Eduardo Euclydes de Lima e Borges

Resumo


Abordou-se, neste trabalho, o manejo florestal sustentável de produtos florestais não madeireiros (PFNM) e avaliou a viabilidade técnica e econômica da produção de frutos de jatobá no sul goiano. Em uma primeira etapa foram mapeadas e georreferenciadas 931 árvores do gênero Hymenaea, nos municípios de Campestre de Goiás - GO, Nazário - GO e Trindade - GO. Em uma segunda etapa, foram estimados os coeficientes técnicos de produção e coletados dados, juntamente ao produtor, quanto aos custos na produção de semente e farinha. O custo de produção foi de R$ 54,06.kg-1 e o preço de venda, de R$ 67,58.kg-1. As análises de viabilidade econômica de plantios de jatobá e de implantação de uma Agroindústria Rural de Pequeno Porte (ARPP) indicaram a partir dos critérios de avaliação econômica VPL, TIR, B/C e VAE, que há viabilidade na utilização dos frutos em ambos os cenários, desde que as práticas de manejo e estratégias de conservação fomentem a produção sustentável, provendo recursos econômicos enquanto ocorre, simultaneamente, a conservação dos recursos genéticos do jatobá.


Palavras-chave


viabilidade econômica; manejo sustentável; Hymenaea courbaril.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, R. V. Estudo de caso da comercialização dos produtos florestais não madeireiros (PFNM) como subsídio para Restauração Florestal. 2010. 114f. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Universidade Federal de Viçosa, Viçosa, 2010.

ANTEZANA, F. L. Crescimento inicial de 15 espécies nativas do bioma cerrado sob diferentes condições de adubação e roçagem, em Planaltina-DF. 2008. 84 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Universidade Federal de Brasília, Brasília, 2008.

ARNOLD, J. E. M. et al. Structure and growth of small enterprises using forest products in southern and eastern Africa. OFI Occasional Paper n. 47. Oxford Forestry Institute, Oxford. 1994.

BALZON, D. R. Avaliação econômica dos produtos florestais não madeiráveis na Área de Proteção Ambiental – APA de Guaratuba – Paraná. 2006, 195p. Tese (Doutorado em Ciências Florestais). Universidade Federal do Paraná, Curitiba, 2006.

BARROS, N. F. et al. NUTRICALC 2.0: Sistema para cálculo de balance nutricional y recomendación de fertilizantes para el cultivo de eucalipto. Bosque, v.16, n.1. 1995.

BONFIM, S. L. do. Viabilidade econômico-financeira de extração sustentada de múltiplos produtos em Floresta Estacional Semidecidua Secundária na microrregião do entorno de Brasília. Dissertação de mestrado. 2010, 187 p. Universidade de Brasília, Brasília, 2010.

BOZZA, A de F. O. Alternativas alimentares com frutos nativos do cerrado. In: JORNAL DA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DE GOIÁS. Ano XXIII, n.516. Goiânia, 2012.

CARPANEZZI, A. A. Germinação de sementes de jutaí-açu (Hymenaea courbaril L.) e de jutaí-mirim (H. parvifolia Huber) escarificadas com ácido sulfúrico comercial. Circular Técnica n. 19, Belém, p.17, 1981.

CORRÊA, P. Dicionário de plantas úteis do Brasil - MA. IBDF, 1984.

FERREIRA, C. A. C.; SAMPAIO, P. de T. B.; Jatobá: Hymenaea courbaril. In: CLAY, J. W.; SAMPAIO, P. DE T. B.; CLEMENT, C. R. Biodiversidade Amazônica: exemplos e estratégias de utilização. Manaus, Amazonas. 2000.p.216-225.

FIEDLER, N. C.; SOARES, T. S.; SILVA, G. F. da. Produtos Florestais Não Madeireiros: Importância e Manejo Sustentável da Floresta. Revista Ciências Exatas e Naturais, Guarapuava, v.10 n. 2, p.16, 2008.

GONÇALO, J. E. Gestão e comercialização de Produtos florestais não madeireiros (PFNM) da biodiversidade no Brasil. In:XXVI ENCONTRO NACIONAL DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO – ENEGEP, 2006, Fortaleza.Anais... 2006, 9 pg.

GRAÇA, L. R., RODIGHERI, H. R. CONTO, A. J. Custos florestais de produção: conceituação e aplicação. Documentos, n. 50. Colombo: Embrapa Florestas, 32p. 2000.

LEWIS, G. et al. Legumes of the World. Kew Publishing. 28 ed., 8p., 2005.

LIMA, A. de et al. Manejo da seiva do jatobá (Hymenaea courbaril L.) por famílias tradicionais na Reserva Extrativista Chico Mendes, Acre –Brasil. In: VIII CONGRESSO DE ECOLOGIA DO BRASIL, 2007, Caxambu. Anais... Caxambu: MG, 3p.

LIMA, D.U.; LOH, W.; BUCKERIDGE, M.S. Xyloglucan-cellulose interaction depends on the side chains and molecular weight of xyloglucan. Plant Physiology and Biochemistry, v. 42, n. 5, pg. 389-394. 2004.

LIMA-NISHIMURA, N. et al. A xyloglucan from seeds of the native Brazilian species Hymenaea courbaril for micropropagation of Marubakaido and Jonagored apples. Cell Biology and Morphogenesis.v.21, p.402-407, 2003.

LISBOA, C. G. S. Possibilidade de uso de polissacarídeos de plantas extraídos de diferentes fontes, uma perspectiva de sustentabilidade. 2008, 254p. Tese (Doutorado em Biologia Celular) - Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2008.

NAUTIYAL, J.C. Forest economics. Principles and applications. Toronto: Canadian Scholars' Press, 1988. 851p.

PEARCE, D. Recuperação Ecológica para Conservação das Florestas e Perspectivas da Economia Ambiental. Conferência IBAMA/ODA/ICI sobre recuperação ecológica para conservação das florestas. Brasília, 1990.

POINAR JÚNIOR, G.; BROWN, A. E. Hymenaea mexicana sp. (Leguminosae: Caesalpinoideae) from Mexican amber indicates Old World connections. Botanical Journal of the Linnean Society, p.125-132, 2002.

REZENDE, J.L.P.; OLIVEIRA, A.D. Análise econômica e social de projetos florestais. Viçosa: Universidade Federal Viçosa, 2001. 389p.

SHANLEY, P.; MEDINA, G. Frutíferas e Plantas Úteis na Vida Amazônica. CIFOR, Imazon. Belém, 300p., 2005.

SILVA, M.L.; FONTES, A.A.; LEITE, H.G. Rotação econômica em plantações de eucalipto não-desbastadas e destinadas a multiprodutos. Revista Árvore, v.23, n.4, p.403-412, 1999.

SILVA FILHO, J. L. V. Análise econômica da produção e transformação em ARPP, dos frutos de Euterpe edulis Mart. Em açaí no município de Garuva, estado de Santa Catarina. 2005, 77p. Dissertação (Mestrado em Agroecossistemas). Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2005.

SIMEHGO - Sistema de Meteorologia e Hidrologia do Estado de Goiás. Rede Meteorológica da Secretaria de Ciência e Tecnologia do Estado de Goiás. Dados do município de Anicuns, Estação 34. 2012. Disponível em: file:///C:/Users/Camila/AppData/Local/Temp/Rar$EX00.556/Dados%20do%20 Munic%C3%ADpio%20de%20Anicuns_todo.htm. Acessado: 12 de abril de 2012.

TORRES, M. R. Compilación y análisis sobre los productos forestales no madereros (PFNM) en el Perú. Estudios nacionales sobre productos no madereros en América Latina. San Tiago: FAO, 59p., 2001.

WISNIEWSKI, A.; MELO, F. M. de. Borrachas naturais brasileiras. EMBRAPA – CPATU, 59p. 1982.

WRI - WORLD RESOURCES INSTITUTE. The World Bank in the forest sector: a global policy paper. Wasteland News, v. 8, n. 2, p. 6-12, 1990.




DOI: https://doi.org/10.5902/1980509824231

Licença Creative Commons