Influência do manejo florestal e do desmatamento na oferta de madeiras tropicais na amazônia brasileira.

Humberto Angelo, Antonio Carlos do Prado, Alexandre Anders Brasil

Resumo


Este trabalho apresenta uma análise do comportamento, do desempenho e do impacto do preço da madeira, do manejo florestal sustentável e do desmatamento na oferta de madeiras tropicais na região Amazônica. Como base metodológica, utilizou a análise de regressão para estimar a equação de oferta e o modelo de elasticidade substituição para verificar a competição entre as fontes de oferta da madeira tropical. Os resultados sugerem que a oferta de madeiras tropicais no mercado doméstico é inelástica, e que o preço da madeira e o desmatamento influenciam significativamente as quantidades ofertadas no período estudado. A produção oriunda de área de floresta manejada ainda não contribui de forma significativa para a oferta global de madeira. O trabalho revela também que a elasticidade de substituição entre as fontes de oferta de madeiras é significativa e positiva. Isto demonstra que o manejo florestal sustentável vem substituindo em uma magnitude modesta o desmatamento na oferta de madeiras tropicais.


Palavras-chave


Amazônia; oferta de madeira; desmatamento; manejo florestal

Texto completo:

PDF

Referências


CRUZ, E.S. Análise do comércio mundial de celulose e papel. 2001. 145p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2001.

FAO. Yearbook of forest products. Rome, 19--.

FERGUSON, C.E. Microeconomia. Rio de Janeiro: Forense-Universitária, 1986. 624p.

FONTES, R.M.O.; BARBOSA, M.L. Efeitos da integração econômica do Mercosul e da Europa na competitividade das exportações brasileiras de soja. Revista de Economia e Sociologia Rural, Brasília, v.29, n.4, p.335-351, 1991.

FUNDAÇÃO GETÚLIO VARGAS – FGV. Disponível em: . Acesso em: 10 out. 2002.

HUMMEL, A. C. Normas de acesso ao recurso florestal na Amazônia brasileira: o caso do manejo florestal madeireiro. 2001. 101p. Dissertação (Mestrado em Ciências de Florestas Tropicais) – INPA/UA, Manaus, 2001.

INSTITUTO BRASILEIRO DO MEIO AMBIENTE E DOS RECURSOS NATURAIS RENOVÁVEIS – IBAMA. Disponível em: Acesso em: 10 dez. 2002.

INSTITUTO NACIONAL DE PESQUISAS ESPACIAIS – INPE. Monitoramento da Floresta Amazônica por satélite: 1999-2000. Disponível em: Acesso em: 20 dez. 2001.

ITTO. Annual review and assessment of the world timber situation 2000. Document GI-7/00. International Tropical Timber Organization. Yokohama, Japan, 2000. 118p.

MEDEIROS, V.X.; TEIXEIRA, E.C. Competição no Mercosul e no mercado internacional de carnes. Revista de Economia e Sociologia Rural, Brasília, v.34, n.1/2, p.49-70, 1996.

PINDYCK, R.S.; RUBINFELD, D.L. Microeconomia. São Paulo: Makron Books, 1994. 968p.

SILVA, O.M.; DUTTON JR., J.C. O mercado internacional de suco de laranja concentrado e congelado: um modelo com produtos diferenciados. Revista Economia Sociologia Rural, Brasília, v.29, n.4, p.353-371, 1991.

VIANA, V. M.. Fatores limitantes para o manejo florestal na Amazônia e oportunidades à formulação de políticas públicas apropriadas. Projeto de Apoio ao Manejo Florestal Sustentável na Amazônia – ProManejo. Manaus: MMA/IBAMA/DIFLOR, 2000 8p. Mimeo.

ZINI JR., A.A. Funções de exportação e de importação para o Brasil. Pesquisa e Planejamento Econômico, Rio de Janeiro, v.18, n.3, p.615-662, 1988.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/198050981810

Licença Creative Commons