Precisão experimental em erva-mate (Ilex paraguaiensis St. Hil.).

Lindolfo Storck, Alessandro Dal’Col Lúcio, Paula Machado dos Santos, Melissa Pisaroglo de Carvalho, Átila Bento Beleti Cardinal

Resumo


Este trabalho foi realizado usando os dados de coeficiente de variação de experimentos com a cultura da erva-mate, publicados em teses, revistas científicas e anais de congressos, com o objetivo de estabelecer limites de classes da precisão para orientar os pesquisadores quanto a qualidade dos seus experimentos. Experimentos com coeficiente de variação acima de 29,4% (variável massa verde) e 52,8% (variável percentagem de enraizamento) são considerados de precisão muito baixa.


Palavras-chave


coeficiente de variação; erva-mate; precisão; <i>Ilex paraguariensis</i>

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, M.A.; MUNIZ, J.A.; SOUZA, M. Avaliação do coeficiente de variação como medida da precisão na experimentação com citros. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.32, n.12, 1997.

COELHO, J.G.L. Prefácio. In: Erva-Mate: biologia e cultura no Cone Sul. Porto Alegre: Ed. da Universidade /UFRGS, 1995. 356p. p.9-10.

LÚCIO, A.D. Parâmetros da precisão experimental das principais culturas anuais do estado do Rio Grande do Sul. 1997. 64p. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Programa de Pós-Graduação em Agronomia, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria.

MARQUES, D.G. As pressuposições e a precisão dos ensaios de competição de cultivares de milho no estado do Rio Grande do Sul. 1999. 59p. Dissertação (Mestrado em Agronomia) – Programa de Pós-Graduação em Agronomia, Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria.

SNEDECOR, G.W.; COCHRAN, W.G. Statistical methods. 7ed. Ames: The Iowa States University Press, 1980. 593p.

STORCK, L.; GARCIA, D.C.; LOPES, J.S.; et al. Experimentação vegetal. Santa Maria: UFSM, 2000. 198p.




DOI: https://doi.org/10.5902/198050981710

Licença Creative Commons