Environmental sustainability in milk-producing family farms in the micro-region of Carazinho-RS

Adriano Mattei, Claudete Rempel, Mônica Jachetti Maciel

Abstract


Milk production in the northwestern region of Rio Grande do Sul has been particularly prominent among family farmers. Given the need to diversify production in their small farms, family farmers consider dairy farming a potential alternative to increase family income. However, the environmental dimension is often sidelined when implementing or maintaining this agricultural activity. Therefore, the aim of the present study was to evaluate the environmental sustainability of milk-producing family farms in the microregion of Carazinho-RS in order to identify the environmental reality in these properties. A total of 167 properties were sampled from the ten municipalities that have the most significant dairy production in the microregion. The environmental sustainability index of the properties was identified by applying a questionnaire. Research results showed that the microregion studied has a regular environmental sustainability index. This indicates the need for some adjustments, mainly in the indicators ‘land use’ and ‘legal reserve’, which were the ones that most compromised their environmental sustainability index.


Keywords


Milk production; Environmental indicators; Agroecology; Land use; Legal reserve.

Full Text:

HTML

References


ALMEIDA J. Agroecologia: paradigma para tempos futuros ou resistência para o tempo presente? Desenvolvimento e Meio Ambiente. 2002; 6: 29-40.

BORSATTO RS, CARMO MS. Agroecologia e sua epistemologia. Interciencia. 2012;37(37): 711-716.

BUAINAIN AM. Agricultura familiar, agroecologia e desenvolvimento sustentável: questões para debate. Brasília: IICA, 2006.

BRASIL. Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária. Sistema Nacional de Cadastro Rural: índice básico de 2013. Available from: http://www.incra.gov.br/sites /default/files/uploods/estrutura-fundiaria/regularizacao-fundiaria/indices-cadastrais/indices_basicos_2013_por_municipio_pdf/.

BRASIL. Constituição 1988. Constituição da República Federativa do Brasil. Available from:

CASTANHO RC, ROSA R. O geoprocessamento como instrumento de análise territorial do espaço geográfico da microrregião de Carazinho-RS, Brasil. In: XIII Simpósio brasileiro de sensoriamento remoto. Florianópolis, 21-26 abril 2007, anais, p. 2397-2404.

CHEMIN BF. Manual da Univates para Trabalhos acadêmicos: planejamento, elaboração e apresentação. 3rd ed. Lajeado: Univates; 2015.

CORADINI OL, FREDERICQ A. Agricultura, cooperativas e multinacionais [Internet]. Rio de Janeiro: Centro Edelstein de Pesquisa Social; 2009. Available: .

DALCIN D et al. A atividade leiteira no contexto da agricultura familiar: um estudo de caso. In: 47º Congresso Sociedade Brasileira de Economia, Administração e Sociologia Rural [Internet]; 2009, Porto Alegre, Anais... Available from: .

DELGADO GC, BERGAMASCO SMPP, editor. Agricultura familiar brasileira: desafios e perspectivas de futuro. Brasília: Ministério do Desenvolvimento Agrário; 2017.

DIAS WA; THOMAZ EL. Avaliação dos efeitos do pastoreio sobre a erosão em margens de canal

Fluvial em sistema de faxinal. Sociedade & Natureza. 2011;23(1): 23-35.

EMATER-RS/ASCAR. Relatório socioeconômico da cadeia produtiva do leite no Rio Grande do Sul: 2017. Porto Alegre: Emater/RS-Ascar; 2017.

EMBRAPA. Anuário leite 2018. Available from: .

FAGUNDES MH. Leite e derivados: abril 2017. Conjuntura mensal especial, Brasília, abr; 2017. Available from: .

FEE. Produção de origem animal: leite. Available from: .

FEIX RD, LEUSIN JÚNIOR S. Painel do agronegócio no Rio Grande do Sul — 2015. Porto Alegre: FEE; 2015.

FERNANDES LAO, PASCUAL U. Análise da agricultura familiar agroecologista. Revista Iberoamericana de Economia Ecológica. 2015;24(1): 221-233.

IBGE. Produção da pecuária municipal. Rio de Janeiro: IBGE; 2015.

JACOBI P. Meio ambiente e sustentabilidade. In:______. O município no sec. XXI: cenários e perspectivas. São Paulo: Cepam; 1999, p. 175-183.

MARANGON LR, REMPEL C. Sustentabilidade ambiental em propriedades produtoras de leite do município de Anta Gorda/RS. Revista de Gestão, Sustentabilidade e Negócios. 2014;2(1).

NASCIMENTO EP. Trajetória da sustentabilidade: do ambiental ao social, do social ao econômico. Estudos Avançados. 2012;26(74): 51-64.

NINO LB, ANJOS FS. Usos da propriedade rural e a nova legislação ambiental no município de Pelotas-RS: uma conciliação viável? Revista Extensão Rural. 2015;22(3): 09-28.

ODERICH EH, MIGUEL L de A. História e situação da agricultura e do desenvolvimento rural em quatro municípios do noroeste do Rio Grande do Sul. Revista do Desenvolvimento Regional. 2017;14(1): 115-131.

REMPEL C, ECKHARDT RR, JASPER A, SCHULTZ G, HILGERT I, BARDEN JE. Proposta metodológica de avaliação da sustentabilidade ambiental de propriedades produtoras de leite. Tecno-Lógica, 2012;16(1): 48-55.

ROLOFF MC, REMPEL C, ECKHARDT RR. Sustentabilidade Ambiental de propriedades leiteiras do município de Paverama-RS. Tecno-Lógica. 2014;18(2): 60-68.

ROVANI FFM, WERLANG M, CASSOL R. Microrregiões geográficas do Rio Grande do Sul: uma caracterização econômica a partir do modelo de Weaver. Disciplinarum Scientia. 2008;9(1): 111-120.

SACHS I. Barricadas de ontem, campos de futuro. Estudos Avançados. São Paulo. 2010; 24(68): 25-38.

SAMBUICHI RH. et al. Textos para discussão. Rio de Janeiro: IPEA; 2012.

SANTOS CF et al. Agroecologia como perspectiva de sustentabilidade na agricultura familiar. Ambiente & Sociedade. 2014;17(2): 33-52.

SCHUMACHER G. Produção de leite no Rio Grande do Sul: a distribuição espacial e a relação de dependência entre os municípios [dissertation]. Santa Maria: Faculdade de Administração/UFSM; 2013. 103 f.

SILVA, Osvaldo H. Agricultura familiar: diversidade e adaptabilidade. Revista de Sociologia e Política. Curitiba. 1999; 12: 161-167.

SOUZA FILHO H M. Desenvolvimento agrícola sustentável. In: Batalha MO, editor. Gestão Agroindustrial. 3rd ed. São Paulo: Atlas; 2014.

SOUZA KCG, TONIN GA, CARVALHO MC. Técnicas de manejo de dejetos da bovinocultura leiteira no município de Jales-SP: Estudo comparativo com uma propriedade sustentável. Revista do Agronegócio – Reagro. 2012; 2(1): 1-8.

SPADOTTO CA. et al. Monitoramento do risco ambiental de agrotóxicos: princípios e recomendações. Jaguariúna: Embrapa Meio Ambiente; 2004.

STOFELL JA, COLOGNESE SA, SILVA, RNB. A sustentabilidade na agricultura familiar e as formas de organização produtivas em contextos locais. Tempo da Ciência. 2014; 21(42): 53-67.

VARGAS DL, FONTOURA AF, WIZNIEWSKY JG. Agroecologia: base da sustentabilidade dos agroecossistemas. Geografia Ensino & Pesquisa. 2013;17(1): 173-179.

VERONA LAF. Avaliação de sustentabilidade em agroecossistemas de base familiar e em transição agroecológica na região sul do Rio Grande do Sul [thesis] Pelotas: Programa de Pós-Graduação em Ciências- Produção Vegetal; 2008. 193 p.

ZAMBERLAN JF. et al. Produção e manejo agrícola: impactos e desafios para a sustentabilidade ambiental. Engenharia Sanitária e Ambiental. 2014;19(Edição Especial): 95-100, 2014.




DOI: https://doi.org/10.5902/2179460X40427

Copyright (c) 2020 Ciência e Natura

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.

 

DEAR AUTHORS,

PLEASE, CHECK CAREFULLY BEFORE YOUR SUBMISSION:

1. IF ALL AUTHORS "METADATA" (ORCID, LINK TO LATTES, SHORT BIOGRAPHY, AFFILIATION) WERE ADDED,

2. THE CORRECT IDIOM YOUR SECTION,

3 IF THE HIGHLIGHTS WERE ADDED,

4. IF THE GRAPHIC ABSTRACTS WAS ADDED,

5. IF THE REVIEWERS INDICATION WAS DONE,

6. IF THE REFERENCES FORMAT ARE CORRECT(ABNT)

7. IF THE RESOLUTION YOUR FIGURES (600 DPI) ARE SUITABLE

8.  IF THE STATEMENT BY THE ETHICS COMMITTEE (IF IT INVOLVES HUMANS) WAS ADDED;

9. IF THE DECLARATION OF ORIGINALITY WAS ADDED.

10. IF THE TEXT IS ORIGINAL. IF THE IDEA HAS ALREADY BEEN REGISTERED IN SUMMARY FORM, OR PUBLISHED IN CONGRESS ANNUALS, PLEASE INFORM THE EDITOR.