RELATION BETWEEN PUBLIC ADMINISTRATION AND URBAN VEGETATION : IMPLICATIONS AND BENEFITS

Lenise Xavier dos Santos, Victor Paulo Kloeckner Pires

Abstract


Most cities located in underdeveloped countries present disorganized growth due to lack of planning, mostly regards environmental issues . Considering Urban Vegetation fundamental to keep and increase the positive aspects of the environment , the main objectice of this paper is identifying the environmental administration practices related to it, developed by Local Public Administration in Sao Gabriel -RS. Data was collected from interviewing members of the Municipality who recognized the importance and benefits of Urban Vegetation especially when native species are preserved - Urban Vegetation handling mainly follow specifications listed on Codigo Estadual Florestal ( State Law) , even though there is a local legislation on that subject. The mechanisms to preserve this kind of vegetation are based on checking the impact of all enterprises requests that may have their environmental licence denied due to Codigo Florestal Estadual. We have concluded that an exclusive bureau to deal with environmental issues and supervise all the Municipality decisions regards Urban Vegetation would surely be more efficient.

Keywords


Public administration (municipality). Environmental administration. Urban vegetation.

References


ALMEIDA, L. M. A. de & RIGOLIN, T. B. Fronteiras da Globalização – o mundo natural e o espaço humanizado. 2ª. ed. São Paulo: Ática, 2014.

ARAÚJO, L. A de. Perícia Ambiental. in: CUNHA, S. B. da e GUERRA, A. J. T. A Questão Ambiental: Diferentes Abordagens. 3ª. Ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2007, p. 107 – 151.

BOHERER, C. B. da A. Vegetação, paisagem e o Planejamento do Uso da Terra. GEOgraphia. Ano II, no. 4, p. 103 – 120.

BRASIL. Lei no. 9.795 de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre a educação ambiental, institui a Política Nacional de Educação Ambiental e dá outras providências. Brasília. 1999.

CUNHA, L. H. e COELHO. M. C. N. Política e Gestão Ambiental. in: CUNHA, S. B. da e GUERRA, A. J. T. A Questão Ambiental: Diferentes Abordagens. 3ª. Ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2007, p. 43 – 79.

DIAS, G. F. Atividades Interdisciplinares de Educação Ambiental. 2 ed. São Paulo: Gaia, 2006. 224p.

GIL, A. C. Como Elaborar Projetos de Pesquisa. São Paulo. 5 Edição. Editora: Atlas. 2010.

GOMES, M. A. S. e SOARES, B. R. A Vegetação nos Centros Urbanos: Considerações sobre os Espaços Verdes em cidades Médias Brasileiras. Estudos Geográficas. Rio Claro: 2003. P. 19 – 29. Disponível em HTTP//www.rc.unesp.br/igce/grad/geografia/revistahtml. Acesso em: 01 fev. 2015.

PINSONNEAULT, A., KRAEMER, K. L. Survey research methodology in management information systems: an assessment, Journal of Management Information Systems, Automs, 1993.

PORTO, M. L. Os Campos Sulinos: sustentabilidade e manejo. In: Ciência & Ambiente. UFSM. Fitogeografia do Sul da América. UFSM. n°24. Santa Maria: Pallotti, Jan/Jun 2002.

RIO GRANDE DO SUL. Decreto n. 38355, de 01 de abril de 1998. Estabelece as normas básicas para o manejo dos recursos florestais nativos do Estado do Rio Grande do Sul de acordo com a legislação vigente. Disponível em: . Acesso em: Acesso em: 15 set. 2015.

RIO GRANDE DO SUL. Lei n. 7989, de 19 de abril de 1985. Declara protegida as florestas remanescentes do Estado do Rio Grande do Sul, nos termos do Código Florestal, e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 15 set. 2015.

__________. Lei n. 9519, de 21 de janeiro de 1992. Institui o Código Florestal do Estado do Rio Grande do Sul e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: Acesso em: 15 set. 2015.

__________. Lei n. 11529, de 03 de agosto de 2000. Institui o Código Estadual do Meio Ambiente do Estado do Rio Grande do Sul e dá outras providências. Disponível em: . Acesso em: 15 set. 2015.

ROCHA, J. R. Cobertura vegetal em áreas urbanas: uma comparação entre três bairros do município de Santa Maria – RS. 2006. 65p. Trabalho de Conclusão (Graduação em Geografia) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2006.

ROSS, J. L. S. (org) Geografia do Brasil, 5 ed. São Paulo: edusp. 2005.

SAINT-HILAIRE, A. Viajem ao Rio Grande do Sul (1820 – 1821). São Paulo, Belo Horizonte: Editora da Universidade de São Paulo, Livraria Itatiaia Editora Ltada, 1974.

SANTOS, L. X. O patrimônio natural tombado no município de Santa Maria (RS): Problematizando questões para a educação ambiental. 2008. 83p. Trabalho de Graduação (Graduação em Geografia Licenciatura Plena) – Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2008.

SÃO GABRIEL. Lei Orgânica Do Município De São Gabriel, de 4 de abril de 1990. Disponível em: . Acesso em: 16 set. 2015.

__________. Lei n.1825, de 1991. Disciplina o corte de árvores de qualquer espécie no perímetro urbano e dá outras providências. São Gabriel, 1991.

__________. Plano Diretor Desenvolvimento Urbano e Ambiental de São Gabriel. Porto Alegre, novembro de 2007. Disponível em: . Acesso em: 16 set.2015.

SHIGUNOV NETO, A., CAMPOS, L. M. de S. e SHIGUNOV, T. Fundamentos da Gestão Ambiental. 1ed. Rio de Janeiro: Ciência Moderna, 2009. 295p.

TRIVINOS, A. Introdução a Ciências Sociais. São Paulo. Editora Atlas. 1992.




DOI: https://doi.org/10.5902/2179460X21902

Copyright (c) 2016 Ciencia & Natura



Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.