Ferramentas de Geoprocessamento Aplicadas no Mapeamento do uso da terra no Município de Jaguari/RS

Bruno Zucuni Prina, Romario Trentin, Patrícia Ziani

Abstract


Este trabalho possui o objetivo de identificar os distintos usos da terra do município de Jaguari/RS por meio das ferramentas de geoprocessamento, com foco a verificação da localização espacial dos usos e de suas características. Além disso, será estimado a quantidade de áreas plantadas (agricultura) no município. Nesse foco, utilizar-se-ão imagens de satélite da plataforma Landsat-8, imagens Shuttle Radar Topography Mission (SRTM), e, para analisar tais dados, o aplicativo ArcGIS®. Dessa forma, por meio da classificação digital supervisionada pelo método de máxima verossimilhança (MaxVer), pode-se estimar os usos da terra da área de estudo. Assim, após a classificação, verificou-se que os usos da terra mais presentes no município são: solo exposto (35,3%), lavouras (22,3%), vegetação (22,1%) e os campos (15,7%). Ainda, geraram-se análises particulares, dentro de cada território distrital, em 3 zonas altimétricas do município e, por fim, em 3 zonas clinográficas. Com isso,verificou-se, que tal metodologia de análise implica em uma importante ferramenta de auxílio à tomada de decisão, pois há um grande auxílio no planejamento ambiental do município, bem como no conhecimento de dados para a gestão do território. 

Keywords


Landsat-8; Classificação Digital; Sensoriamento Remoto.

References


AMARAL, A. B.; RIOS, A. de S. GEOPROCESSAMENTO: Mapeamento do uso e ocupação do solo no alto curso do Rio Piedade. Revista de Geografia - PPGEO - v. 2, nº 1 (2012). Disponível em: . Acesso em 30 mai.2015.

COLLISCHONN, B.; COLLISCHONN, W. Classificação multitemporal de uso do solo usando imagens CBERS para fins de simulação e gerenciamento de recursos hídricos na bacia do rio Quaraí. Anais XIV Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, Natal, Brasil, 25-30 abril 2009, INPE, p. 4687-4692.

KALAF, R.; BRASILEIRO, R.; CARDOSO, P. V.; CRUZ, C. B. M. Landsat 8: Avanços para mapeamento em mesoescala. In: 4º Congresso Brasileiro de Geoprocessamento, Rio de Janeiro, 2013. Disponível em: . Acesso em 7 abr.2015.

MENESES, P. R.; ALMEIDA, T. de (Org.). Introdução ao Processamento de Imagens de Sensoriamento Remoto. Brasília, 2012.

MICROSOFT. Microsoft® Office Excel, 2007.

SOUZA, G. M. de; MATRICARDI, E. A. T. Análise comparativa dos modelos de elevação SRTM, ASTER GDEM e TOPODATA para estimar o fator topográfico (LS) da USLE. Anais XVI Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR, Foz do Iguaçu, PR, Brasil, 13 a 18 de abril de 2013, INPE. Disponível em: . Acesso em 17 fev.14.

USGS (U.S. Geological Survey). EarthExplorer. Disponível em: . Acesso em: 19 fev. 2015.

WEISS, C. V. da C.; LIMA, L. T. de; TERCEIRO, A. M.; GAUER, N. P. Mapeamento do uso e ocupação do solo utilizando imagens de satélite do sensor TM/Landsat 5 no litoral sul do Rio Grande do Sul, Brasil. Anais XVI Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR, Foz do Iguaçu, PR, Brasil, 13 a 18 de abril de 2013, INPE. Disponível em: . Acesso em 30 mai.2015.




DOI: https://doi.org/10.5902/2179460X18243

Copyright (c) 2016



Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.