Qualidade da Água Oriunda do Escoamento Superficial Simulado em Bacia Hidrográfica

Authors

  • Pedro Daniel da Cunha Kemerich UFSM/CESNORS
  • Sergio Roberto Martins UFSC
  • Masato Kobiyama UFSC
  • Antonio Luiz Santi UFSM
  • Carlos Eduardo Balestrin Flores UFSM
  • Willian Fernando de Borba UFSM
  • Gabriel D'Ávila Fernandes UFSM
  • Maurício Roberto Cherubin ESALQ

DOI:

https://doi.org/10.5902/2179460X12568

Abstract

Dentre as principais fontes de contaminação dos recursos hídricos tanto superficiais quando subterrâneos, o escoamento superficial destaca-se principalmente no carreamento de substancias contaminantes, acarretando em alterações prejudiciais na qualidade da água. O presente trabalho tem como objetivo a determinação das características físicas e químicas da água oriunda do escoamento superficial da bacia hidrográfica do Rio Vacacaí-Mirim. Para a realização do presente estudo foi utilizado o método o método “Cornell Sprinkle Infiltrometer”, que promove uma chuva simulada, com três coletas da água proveniente do escoamento superficial, aos 3, 30 e 60 minutos. Após a coleta, foram realizadas testes em laboratório para a determinação dos parâmetros (Cloretos, Condutividade Elétrica, Cor, Flúor, Oxigênio Dissolvido, pH, Potássio, Sódio, Sólidos Sedimentáveis). Os valores de Cloro variaram de 0,05 a 0,59 mg L-1, Condutividade Elétrica variaram de 31,1 a 188,1 µS cm-1, a Cor oscilou entre 0,9 e 523 uC, as concentrações de Flúor variaram de 0 a 2,1 mg L-1, o Oxigênio Dissolvido variou de 0,9 a 8,4 mg L-1, o pH variou de 5,7 a 7,41, a concentração de Potássio variou entre 0 e 20 mg L-1, os valores de Sódio variaram de 2 a 171 mg L-1, a concentração de Sólidos Sedimentáveis variaram de 0,01 a 5.6 mg L-1. Os resultados das análises da variância, não revelaram interações entre os fatores uso e manejo do solo no início do escoamento superficial para nenhuma das variáveis estudadas, enquanto que as alterações químicas na água em função do período do início do escoamento superficial verificou-se efeito significativo apenas na cor da água.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Pedro Daniel da Cunha Kemerich, UFSM/CESNORS

Possui graduação em Engenharia Ambiental pelo Centro Universitário Franciscano -UNIFRA (2005). Possui mestrado pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM, em Recursos Hídricos e Saneamento Ambiental (2008), Pós-Graduação em Engenharia de Segurança do Trabalho pelo Centro Universitário Franciscano - UNIFRA (2009) e é Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental da Universidade Federal de Santa Catarina. Tem experiência na área de Ciências Ambientais, com ênfase em Engenharia Ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: Gestão ambiental, avaliação de impactos ambientais, planejamento ambiental, água subterrânea, qualidade da água, saneamento ambiental, reúso de água e aproveitamento de água da chuva. Atuou como Professor do Centro Universitário Franciscano - UNIFRA em cursos de Graduação e Pós-Graduação, onde também foi coordenador de estágios e membro do colegiado do curso de Engenharia Ambiental, atualmente é Professor Assistente da Universidade Federal de Santa Maria/CESNORS, também é Consultor Ambiental e Perito Ambiental atuando em diversos municípios.

Sergio Roberto Martins, UFSC

Possui graduação e mestrado em Agronomia (Universidade Federal de Pelotas: 1972 e 1977, respectivamente); doutorado e pós-doutorado em Agronomia (Universidade Politécnica de Madrid: 1983 e 1994, respectivamente, mestrado em Gestão Econômica e Planejamento do Desenvolvimento (Universidad Complutense de Madrid, 1994). É aposentado da Universidade Federal de Pelotas (Faculdade de Agronomia Eliseu Maciel) onde ingressou como professor em 1974 e foi Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-Graduação (1989/92). Atuou como Professor Visitante da Universidade Federal de Santa Catarina, junto ao Departamento de Engenharia Sanitária e Ambiental entre 2005 e 2012, Programa de Pós-graduação em Engenharia Ambiental (do qual atualmente é Professor Colaborador) e participa do Núcleo de Monitoramento e Avaliação Ambiental do Centro de Ciências Agrárias; na UFSC participou através da Fundação de Amparo à Pesquisa e Extensão Universitária/UFSC como Diretor de Pesquisa e Desenvolvimento do projeto Tecnologias Sociais para a Gestão da Água . Coordenou a área de concentração em Produção Vegetal do Programa de Pós-graduação em Agronomia da Universidade Federal de Pelotas, e foi professor colaborador no Programa de Mestrado em Agriculturas Familiares e Desenvolvimento Sustentável da Universidade Federal do Pará. A partir de outubro de 2012 é Professor Visitante Nacional Senior/CAPES da Universidade Federal da Fronteira Sul. Tem experiência na área de fitotecnia (cultivos em ambientes protegidos), com ênfase em agrometeorologia, desenvolvimento rural sustentável e indicadores de sustentabilidade em agroecossistemas.

Masato Kobiyama, UFSC

Nasceu no Estado de Fukushima, Japão em 1961. Possue graduação em Ciências Especiais - Kyoto Educational University (1985), mestrado em Forestry Science - Tokyo University of Agriculture and Technology (1991) e doutorado em Engenharia Florestal pela Universidade Federal do Paraná (1994). Trabalhou em Gana no periodo de 1985 - 1987 como voluntário. Como docente, trabalhou na Universidade Federal do Paraná (UFPR) no período de 1996 - 2002, e na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) no período de 2002 - 2013. Atualmente é Pofessor Associado IV do Instituto de Pesquisas Hidráulicas (IPH) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Seu interesse profissional é: desastres naturais, balanço hídrico, zona ripária, monitoramento, e bacias-escola. Seu interesse pessoal é: futebol, maratona (e São Silvestre), música, dança, e zen-budismo.

Antonio Luiz Santi, UFSM

Graduado em Agronomia pela Universidade Federal de Santa Maria - UFSM (2000), Mestre em Agronomia - Produção Vegetal, Manejo de Grandes Culturas - UFSM (2002) e Doutor em Ciência do Solo - Agricultura de Precisão - UFSM (2007). É professor Adjunto II da UFSM/CESNORS, ministrando as disciplinas: Uso, Manejo e Conservação do Solo; Agricultura de Precisão e Plantas de Lavoura. Pesquisador nas áreas de Agricultura de Precisão com ênfase no Manejo Georreferenciado de Culturas e atributos de Solo e manejo da cultura do feijoeiro. Professor orientador nos cursos de: Mestrado Profissionalizante em Agricultura de Precisão e no Mestrado em Agronomia, Agricultura e Ambiente.

Carlos Eduardo Balestrin Flores, UFSM

Acadêmico do Curso de Engenharia Ambiental - UFSM

Willian Fernando de Borba, UFSM

Técnico em Agropecuária (UFSM, 2007), Acadêmico do Curso de Engenharia Ambiental - UFSM

Gabriel D'Ávila Fernandes, UFSM

Acadêmico do Curso de Engenharia Ambiental - UFSM

Maurício Roberto Cherubin, ESALQ

Engenheiro Agrônomo (Universidade Federal de Santa Maria - UFSM), Bacharel em Administração (Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC), Mestre em Agronomia (PPG em Agronomia: Agricultura e Ambiente - UFSM), Doutorando em Solos e Nutrição de Plantas (Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz / Universidade de São Paulo - ESALQ/USP). Tem experiência com as temáticas de agricultura de precisão (Solo e Planta) e fertilidade do solo. Atualmente integra o Laboratório de Biogeoquímica Ambiental do Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA/USP) focando seus estudos nos impactos da mudança do uso da terra na qualidade do solo.

Published

2014-01-02

How to Cite

Kemerich, P. D. da C., Martins, S. R., Kobiyama, M., Santi, A. L., Flores, C. E. B., Borba, W. F. de, Fernandes, G. D., & Cherubin, M. R. (2014). Qualidade da Água Oriunda do Escoamento Superficial Simulado em Bacia Hidrográfica. Ciência E Natura, 35(2), 136–151. https://doi.org/10.5902/2179460X12568

Issue

Section

Geo-Sciences

Most read articles by the same author(s)

> >>