ASPECTOS LEGAIS NO GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS SÓLIDOS DE SERVIÇOS DE SAÚDE

Lauren Oliveira Lima Bohner, Tanny Oliveira Lima Bohner, Marcelo Barcellos da Rosa

Resumo


São considerados resíduos sólidos de saúde todos aqueles resultantes de atividades exercidas por Serviços de saúde, variando sua natureza em descartes químicos, biológicos, pérfuro-cortantes e lixo domiciliar. O objetivo do presente estudo foi avaliar na literatura a legislação referente ao gerenciamento de resíduos sólidos de saúde, assim como a percepção de estudantes universitários sobre a mesma. Diretrizes previstas na RDC ANVISA no 306/04 e CONAMA no 358/05 dispõem sobre o gerenciamento interno e externo de resíduos sólidos de saúde, entretanto, muitos profissionais operam sem obedecer a legislação. Apesar de existir, no país, diretrizes legais sobre o gerenciamento de Resíduos Sólidos de Saúde, ainda é necessário políticas públicas mais eficientes quanto ao sistema de tratamento e disposição final dos resíduos sólidos. , ainda é precário o conhecimento dos estudantes universitários de diferentes cursos sobre os aspectos legais e éticos. Sugere-se um enfoque da Educação ambiental a respeito da problematização para enfatizar no aluno o comprometimento com o meio ambiente.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/198136948383

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2013 Revista Eletrônica do Curso de Direito da UFSM

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

REVISTA ELETRÔNICA DO CURSO DE DIREITO DA UFSM - Qualis A1

RECDUFSM  /  ISSN 1981-3694   /  Digital Object Identifier (DOI): 10.5902/19813694  http://periodicos.ufsm.br/revistadireito

Revista Qualis A1 área de Direito /  Classificações de Periódicos Quadriênio 2013-2016 (CAPES)