DA EXCEÇÃO AGAMBENIANA À CONSTITUIÇÃO PLANETÁRIA DE FERRAJOLI: DESAFIOS IMPOSTOS PELA PANDEMIA DO NOVO CORONAVÍRUS ÀS CATEGORIAS JURÍDICO-POLÍTICAS TRADICIONAIS

Maiquel Ângelo Dezordi Wermuth, José Luis Bolzan de Morais

Resumo


O artigo propõe-se a fazer uma revisão de alguns dos principais posicionamentos teóricos produzidos até o momento acerca das medidas restritivas de liberdade e do estado de emergência reconhecido em decorrência da pandemia do novo coronavírus, buscando estabelecer um diálogo entre o pensamento de diversos autores que, mesmo a partir de marcos teóricos e ferramentas conceituais diferentes, propõem-se a suscitar reflexões sobre a situação que tem se mostrado enquanto verdadeiro marco divisor de águas na história da humanidade, dada a magnitude das consequências até então mapeadas e do tensionamento de categorias jurídico-políticas tradicionais por ela posta. O texto encontra-se dividido em três seções: na primeira, busca-se estabelecer um diálogo entre as perspectivas teóricas de Giorgio Agamben e Slavoj Žižek – as quais versam sobre questão do estabelecimento de um verdadeiro estado de exceção (Agamben) e a retomada/revisitação do conceito de “comunismo” como condição de possibilidade para o enfrentamento à doença (Žižek); na segunda seção apresenta-se a perspectiva de Luigi Ferrajoli acerca da necessidade de construção de uma “Constituição planetária” para o enfrentamento das diferentes crises da contemporaneidade; esta perspectiva é colocada em diálogo, na terceira seção, com a teoria de Delmas-Marty, pensada enquanto condição de possibilidade para dar concretude ao anseio do jurista italiano.


Palavras-chave


Coronavirus; Pandemic; Exception State; Planetary Constitution; Globalization; International Right.

Texto completo:

PDF

Referências


AGAMBEN, Giorgio. Estado de exceção. Tradução de Iraci Poletti. Rio de Janeiro: Boitempo, 2004.

AGAMBEN, Giorgio. Profanações. Trad. Selvino J. Assmann. São Paulo: Boitempo, 2007.

AGAMBEN, Giorgio. O estado de exceção provocado por uma emergência imotivada. Tradução de Luisa Rabolini. Instituto Humanitas UNISINOS, 26 fev. 2020a. Disponível em: http://www.ihu.unisinos.br/78-noticias/596584-o-estado-de-excecao-provocado-por-uma-emergencia-imotivada . Acesso em: 18 mar. 2020.

AGAMBEN, Giorgio. Contagio. Quodlibet, 11 mar. 2020b. Disponível em: https://www.quodlibet.it/giorgio-agamben-contagio . Acesso em: 18 mar. 2020.

AGAMBEN, Giorgio. Chiarimenti. Quodlibet, 17 mar. 2020c. Disponível em: https://www.quodlibet.it/giorgio-agamben-chiarimenti . Acesso em: 18 mar. 2020.

AVELÃS NUNES, António José. O estado capitalista em tempos de globalização. 2012. Conferência inaugural do Congresso Internacional sobre “Defesa do Estado e Garantia dos Direitos do Cidadão em Tempos de Crise: os Desafios da Advocacia de Estado – Intercâmbio Brasil/Itália”. Disponível em: https://www.fd.uc.pt/~anunes/pdfs/conf_8.pdf . Acesso em: 19 mar. 2020.

DELMAS-MARTY, Mireille. Aux quatre vents du monde: petit guide de navigation sur l’océan de la mondialisation. Paris: Éditions du Seuil, 2016.

DELMAS-MARTY, Mireille. Le Relatif et l'Universel: Les Forces Imaginantes du Droit, vol. I, Seuil, Paris, 2004.

DE MASI, Domenico. Coronavírus anuncia revolução no modo de vida que conhecemos. Folha de São Paulo, 22 mar. 2020. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/ilustrissima/2020/03/coronavirus-anuncia-revolucao-no-modo-de-vida-que-conhecemos.shtml . Acesso em: 22 mar. 2020.

FERRAJOLI, Luigi. Derechos y garantías: la ley del más débil. Tradução de Perfecto Andrés Ibáñez e Andrea Greppi. Madri: Trotta, 2010, p. 152.

FERRAJOLI, Luigi. Por uma teoria dos direitos e dos bens fundamentais. Porto Alegre: Livraria do Advogado. 2011 (Coleção Estado e Constituição. BOLZAN DE MORAIS, Jose Luis (Dir.). n. 11.).

FERRAJOLI, Luigi. A democracia através dos direitos: o constitucionalismo garantista como modelo téorico e como projeto político. Tradução de Alexander Araújo de Souza e outros. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2015.

FERRAJOLI, Luigi. O vírus põe a globalização de joelhos. Tradução de Moisés Sbardelotto. Instituto Humanitas UNISINOS, 18 mar. 2020. Disponível em: http://www.ihu.unisinos.br/78-noticias/597204-o-virus-poe-a-globalizacao-de-joelhos-artigo-de-luigi-ferrajoli . Acesso em: 19 mar. 2020.

HABERMAS, Jürgen. La crisis del Estado de bienestar y el agotamiento de las energías utópicas. In. HABERMAS, Jürgen. Ensayos políticos. Barcelona: Ediciones Península, 1988, p. 113-134.

HARARI, Yuval Noah. In the Battle Against Coronavirus, Humanity Lacks Leadership. Time, 15 mar. 2020. Disponível em: https://time.com/5803225/yuval-noah-harari-coronavirus-humanity-leadership Acesso em: 20 mar. 2020.

HARDT, Michael; NEGRI, Antonio. Multidão: guerra e democracia na Era do Império. Rio de Janeiro: Record, 2005.

LA VALLE, Raniero. Por uma escola e uma constituição da Terra. Tradução de Moisés Sbardelotto. Instituto Humanitas UNISINOS, 18 dez. 2019. Disponível em: http://www.ihu.unisinos.br/595259. Acesso em: 19 mar. 2020.

LIDDELL, H.G.; SCOTT, R. A greek-english /exicort. 9. ed., Oxford: Claredon Press, 1983.

MARCOVECCHIO, E. Dizionario etimológico storico dei íermini mediei. Firenze: Festina Lente, 1993.

MONBIOT, George. Bens Comuns, antídoto ao Neoliberalismo. Tradução de Gabriel Simões. Instituto Humanitas UNISINOS, 13 jan. 2017. Disponível em: http://www.ihu.unisinos.br/186-noticias/noticias-2017/563941-bens-comuns-antidoto-ao-neoliberalismo . Acesso em: 21 mar. 2020.

OST, François. O tempo do Direito. Lisboa: Instituto Piaget, 1999.

PÉREZ TAPIAS, José Antonio. Entre o risco e o medo, a biopolítica em alta. Instituto Humanitas UNISINOS, 17 mar. 2020. Disponível em: http://www.ihu.unisinos.br/78-noticias/597147-entre-o-risco-e-o-medo-a-biopolitica-em-alta Acesso em: 19 mar. 2020.

REZENDE, Joffre Marcondes de. Epidemia, endemia, pandemia. Epidemiologia. Revista de Patologia Tropical, vol. 27, n. 1, p 153-155, 1998.

RODRIGUES, Bruno Cava. Democracia biopolítica. Instituto Humanitas UNISINOS, 15 mar. 2020. Disponível em: http://www.ihu.unisinos.br/597085-democracia-biopolitica. Acesso em: 19 mar. 2020.

ROTH, André-Noël. O Direito em crise: fim do Estado Moderno? In. FARIA, José Eduardo. Direito e globalização econômica: implicações e perspectivas. São Paulo: Malheiros, p. 15-27, 2010.

VENTURA, Deisy de Freitas Lima; AITH, Fernando Mussa Abujamra; RACHED, Danielle Hanna. A emergência do novo coronavírus e a “lei de quarentena” no Brasil. Revista Direito e Práxis, Ahead of print, Rio de Janeiro, 2020. Disponível em: https://www.e-publicacoes.uerj.br/index.php/revistaceaju/article/view/49180. Acesso em: 21 mar. 2020.

VENTURA, Deisy de Freitas Lima. “Temos que ir pelo caminho de grande investimento público para a proteção das pessoas". O Povo on line, 18 mar. 2020. Disponível em: https://www.opovo.com.br/coronavirus/2020/03/18/temos-que-ir-pelo-caminho-de-grande-investimento-publico-para-a-protecao-das-pessoas.html. Acesso em: 21 mar. 2020.

ŽIŽEK, Slavoj. Monitorar e punir? Sim, por favor! Tradução de Leonardo Mendonça. Tradutores proletários, 16 mar. 2020. Disponível em: https://tradutoresproletarios.wordpress.com/2020/03/17/zizek-monitorar-e-punir-sim-por-favor. Acesso em: 18 mar. 2020.




DOI: https://doi.org/10.5902/1981369443057

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2020 Revista Eletrônica do Curso de Direito da UFSM

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

REVISTA ELETRÔNICA DO CURSO DE DIREITO DA UFSM - Qualis A1

RECDUFSM  /  ISSN 1981-3694   /  Digital Object Identifier (DOI): 10.5902/19813694  http://periodicos.ufsm.br/revistadireito

Revista Qualis A1 área de Direito /  Classificações de Periódicos Quadriênio 2013-2016 (CAPES)