A “BANALIDADE DO MAL” NAS EMPRESAS: REVISITANDO HANNAH ARENDT

Natercia Sampaio Siqueira, Caroline Viriato Memória

Resumo


Por meio de pesquisa qualitativa, exploratória e bibliográfica, levanta-se referencial teórico sobre assédio moral, e observa-se a predominância de associar o seu cometimento nas empresas a pessoas com perfil psíquico perverso. É este o dado que se pretende questionar, o que se faz a partir de conceitos talhados por Hannah Arendt, tais como a “banalidade do mal”, que ela se utiliza na obra “Eichmann em Jerusalém: um relato sobre a banalidade do mal”. Para Hannah Arendt, em nome de cumprir ordens, Otto Adolf Eichmann contribui para o funcionamento da máquina nazista. Dessa obra, é apropriada a ideia de ausência de pensamento e de ambição para identificar o assédio moral nas empresas, propondo-se o entendimento de que a personalidade do assediador não o caracteriza; antes, o assédio pode se manifestar numa cultura empresarial acrítica. Para chegar à referida conclusão, no primeiro tópico são analisados aspectos relacionados ao assédio moral nas empresas, e no segundo, trata-se do conceito da “banalidade do mal” para, ao final, argumentar em favor de sua aplicação para identificação do assédio moral no trabalho.


Palavras-chave


Assédio moral nas empresas; perfil do assediador; “banalidade do mal”.

Texto completo:

PDF

Referências


ARENDT, Hannah. A condição humana. Tradução: Roberto Raposo. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2010.

ARENDT, Hannah. A dignidade da política: ensaios e conferências. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 1993.

ARENDT, Hannah. Eichmann em Jerusalém: um relato sobre a banalidade do mal. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

BARRETO, Margarida. Violência, saúde e trabalho: uma jornada de humilhações. São Paulo: EDUC/FAPESP, 2003.

BARRETO, Margarida; HELOANI, Roberto. Violência, saúde e trabalho: a intolerância e o assédio moral nas relações laborais. Serv. Soc. Soc. São Paulo, v. 123, n. 1, p. 544-561, jul./set. 2015.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade líquida. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2000.

BENEVIDES, Sara Costa; RODRIGUES, Dayanna Gonçalves. Assédio moral no ambiente de trabalho: uma análise sobre os malefícios causados à vítima e suas consequências, bem como a atuação da Lei n. 13.185, de 6 de novembro de 2015, que institui o Programa de Combate à Intimidação Sistemática (bullying). Revista Científica FAGOC – Jurídica, v. 2, n. 1, p. 41-53, 2016.

BORTHOLO, Julyana Moreira; ROCHA, Camila Oliveira da. Assédio moral nas relações de trabalho. Revista Terceiro Setor & Gestão, v. 1, n. 9, p. 48-59, 2015.

BRASIL. Constituição Federal. Brasília: Senado Federal, 1988. Disponível em:

https://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/constituicao.htm. Acesso em:

ago. 2018.

BRASIL. Lei nº 8.112 de 11 de dezembro de 1990. Dispõe sobre o regime jurídico dos servidores públicos civis da União, das autarquias e das fundações públicas federais. In: Diário Oficial da República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 12 dez. 1990. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L8112cons.htm. Acesso em: 17 ago. 2018.

CARDOSO, Guilherme Augusto; ALMEIDA, Victor Hugo de. Assédio moral na administração pública: uma visão crítica da jurisprudência brasileira. Revista Eletrônica do Curso de Direito da UFSM, Santa Maria, RS, v. 11, n. 1, p. 320-347, 2016. ISSN 1981-3694. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/revistadireito/article/view/21297/pdf. Acesso em: 17 ago. 2018.

DALLEGRAVE NETO, José Afonso. Responsabilidade civil no direito do trabalho. São Paulo: LTr, 2005.

ELGENNENI, Sara Maria de Melo; VERCESI, Cristiane. Assédio moral no trabalho: implicações individuais, organizacionais e sociais. Revista Psicologia: Organizações e Trabalho. Brasília, v. 1, n. 9, p. 68-85, jan./jun. 2009.

FERREIRA, Hádassa Dolores Bonilha. Assédio moral nas relações de trabalho. Campinas: Russell, 2004.

FREITAS, Maria Ester de. Assédio moral e assédio sexual: faces do poder perverso nas organizações. ERA, v. 2, n. 41, abr./jun. 2001.

FREITAS, Maria Ester de. Quem paga a conta do assédio moral no trabalho?. RAE-eletrônica, v. 1, n. 6, jan./jun. 2007.

FREITAS, Maria Ester de et al. Assédio Moral no Trabalho. São Paulo: Cengage Leaning, 2008.

GLINA, Débora Miriam Raab; SOBOLL, Lis Andreia. Intervenções em assédio moral no trabalho: uma revisão da literatura”. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional. São Paulo, v. 126, n. 37, p. 269-283, 2012.

GOLDSCHMIDT, Rodrigo; CRUSARO, Jusara. Assédio moral nas relações de trabalho. Pensar. Fortaleza, v. 1, n. 16, p. 292-310, jan./jun. 2011.

GUEDES, Márcia Novaes. Terror psicológico no trabalho. São Paulo: LTr, 2004.

HELOANI, Roberto. Violência Invisível. RAE Executivo, v. 3, n. 2, p. 57-61, ago./out. 2003.

HELOANI, Roberto. Assédio Moral: um ensaio sobre a expropriação da dignidade no trabalho. RAE-eletrônica, v. 1, n. 3, p. 1-8, jan./jun. 2004.

HEUER, Wolfgang. Ways of Narrating Memory: Hannah Arendt’s "Eichmann in Jerusalem" and Steven Spielberg’s "Schindler’s List". Direito & Práxis, Rio de Janeiro, v. 3, n. 1, p. 184-199, 2012.

HIRIGOYEN, Marie-France. Assédio moral: a violência perversa no cotidiano. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2002.

HIRIGOYEN, Marie-France. Mal-estar no trabalho: redefinindo o assédio moral. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2006.

MENDONÇA, Gisele Galatti et al. Assédio Moral: práticas coercitivas nas relações de trabalho. Revista Eletrônica de Ciências Empresariais, v. 2, n. 1, p. 1-9, jan./jul. 2008.

MEURER, Bruna Meurer; STREY, Marlene Neves. Problematizando as práticas psicológicas no modo de compreender o fenômeno assédio moral. Revista Psicologia: Ciência e Profissão, Brasília, v. 2, n. 32, p. 452-471, 2012.

MORAES, Patrícia Regina de Moraes et al. A Configuração do Assédio Moral nas Relações Trabalhistas. Revista Ampla de Gestão Empresarial, Registro, São Paulo, v. 1, n. 3, p. 195-214, abr. 2014.

OLIVEIRA, Paulo Eduardo Vieira. O dano pessoal no trabalho. São Paulo: LTr, 2002.

OLIVEIRA, Sebastião Geraldo de. Indenizações por acidente do trabalho ou doença ocupacional. São Paulo: LTr, 2006.

PELI, Paulo; TEIXEIRA, Paulo. Assédio moral: uma responsabilidade corporativa. São Paulo: Ícone, 2006.

PERTUZATTI, Dirceu; ALMEIDA, Maria de Lourdes Pinto de. Assédio moral na relação de emprego no Brasil do século XXI: por um resgate da dignidade da pessoa humana. Revista da Faculdade de Direito UFPR, Curitiba, v. 1, n. 43, p. 1-16, 2005.

PINHEIRO, Antonio dos Santos. A violência na contramão do poder: a atualidade do pensamento de Hannah Arendt. Disponível em: http://www.sbsociologia.com.br/portal/index.php?option=com_docman&task=doc_download&gid=22&Itemid=171. Acesso em: 17 ago. 2018.

RODRIGUES, Patrícia Ferreira; ALVARO, Alex Leandro Teixeira; RONDINA, Regina. Sofrimento no trabalho na visão de Dejours. Revista Científica Eletrônica de Psicologia, v. 7, n. 1, p. 1-8, nov. 2006.

SARLET, Ingo Wolfgang. A eficácia dos direitos fundamentais. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2001.

SILVA, Jorge Luiz de Oliveira da. Assédio moral no ambiente de trabalho. Rio de Janeiro: Jurídica do Rio de Janeiro, 2005.

SILVA, Leda Maria Messias da. Poder diretivo do empregador, emprego decente e direitos da personalidade. Revista Jurídica Cesumar, v. 1, n. 6, p. 267-281, 2006.

THOME, Candy Florencio. O assédio moral nas relações de emprego. Revista do Tribunal Regional do Trabalho da 15ª Região, Campinas, n. 31, p. 209-228, 2007. Disponível em:

https://juslaboris.tst.jus.br/bitstream/handle/1939/105292/2007_thome_candy_assedio_moral.pdf?sequence=1&isAllowed=y. Acesso em: 17 ago. 2018.

THOME, Candy Florencio. O assédio moral nas relações de emprego. São Paulo: LTr, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1981369431009

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2019 Revista Eletrônica do Curso de Direito da UFSM

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-SemDerivações 4.0 Internacional.

REVISTA ELETRÔNICA DO CURSO DE DIREITO DA UFSM - Qualis A1

RECDUFSM  /  ISSN 1981-3694   /  Digital Object Identifier (DOI): 10.5902/19813694  http://periodicos.ufsm.br/revistadireito

Revista Qualis A1 área de Direito /  Classificações de Periódicos Quadriênio 2013-2016 (CAPES)