CAPTURADOS PELA INCERTEZA: AS LIÇÕES DO CASO DA “PÍLULA DO CÂNCER” PARA A PRECAUÇÃO

Arlene Anélia Renk, Patricia Jung

Resumo


A fosfoetanolamina sintética, conhecida popularmente como “pílula do câncer” se torna um capo de análise empírica pelas controvérsias sobre a liberação desta substância como medicamento. Frente a incerteza científica sobre sua eficácia e segurança vários foram os posicionamentos tomados, ora irregularmente distribuída, ora questionada judicialmente, ora liberada por lei e novamente suspensa. Em cenários de incerteza como este, que desembocam na ciência do Direito, o princípio da precaução ampara o processo decisório.  Diante disso, se objetiva compreender as implicações da falta de governança sobre a precaução, e como o caso da substância em apreço corrobora para evidenciar esse cenário. A via metodológica adotada é a da pesquisa bibliográfica e documental conjugada com o estudo de caso, através de análise de conteúdo. Neste percurso, se verificou o quão ambígua e conturbada a arena decisória pode se revelar sem que haja o estabelecimento de parâmetros precaucionais orientados por um processo de governança.


Palavras-chave


Fosfoetanolamina; Precaução; Governança.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES, Sandra Mara Campos; DELDUQUE, Maria Célia; SANTOS, Alethele Oliveira. Lei n. 13.269/2016: a comoção da sociedade vence o método científico. Cadernos de Saúde Pública, Rio de Janeiro, v. 32, n. 6, p. 1-2, 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/csp/v32n6/1678-4464-csp-32-06-e00070116.pdf. Acesso em: 01 abr. 2017.

ARAGÃO, Alexandra. Princípio da precaução: manual de instruções. Revista do Centro de Estudos de Direito do Ordenamento, do Urbanismo e do Ambiente, Coimbra, n. 22, p. 9-57, 2008. Disponível em: https://digitalis.uc.pt/pt-pt/node/106201?hdl=8833. Acesso em: 5 out. 2016.

BARBOSA, Elina Magnan. Right to try? Fosfoetanolamina, di Bella e Stamina: uma análise ítalo-brasileira. Revista de Direito Sanitário, São Paulo, v. 17, n. 2, p. 66-92, jul./out. 2016. Disponível em: http://www.revistas.usp.br/rdisan/article/view/122307. Acesso em: 20 abr. 2017.

BERGER FILHO, Aírton Guilherme. A governança dos riscos das nanotecnologias e o princípio da precaução: um estudo a partir da teoria dialética da rede. 2016. 438 f. Tese (Doutorado em Direito) – Universidade do Vale do Rio dos Sinos, São Leopoldo, 2016.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Nota sobre fosfoetanolamina como “suplemento alimentar”. 2017b. Disponível em: http://portal.anvisa.gov.br/noticias/-/asset_publisher/FXrpx9qY7FbU/content/nota-sobre-fosfoetanolamina-como-suplemento-alimentar. Acesso em 20 jun. 2017.

BRASIL. Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Resolução n. 38, de 12 de agosto de 2013. Aprova o regulamento para os programas de acesso expandido, uso compassivo e fornecimento de medicamento pós-estudo. Disponível em: < http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/anvisa/2013/rdc0038_12_08_2013.html>. Acesso em 20 abr. 2017.

BRASIL. Câmara dos Deputados. Projeto de Lei n.º 3.454, de 2015. Dispõe sobre a fabricação, produção e distribuição da Fosfoetanolamina Sintética aos pacientes com câncer. Disponível em: http://www.camara.gov.br/sileg/integras/1410290.pdf. Acesso em: 01 jun. 2017.

BRASIL. Lei n. 6.360, de 23 de setembro de 1976. Dispõe sobre a vigilância sanitária a que ficam sujeitos os medicamentos, as drogas, os insumos farmacêuticos e correlatos, cosméticos, sanean¬tes e outros produtos, e dá outras providências. In: Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 24 set. 1976. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/l6360.htm. Acesso em: 15 abr. 2016.

BRASIL. Lei n. 13.454, de 23 de junho de 2017. Autoriza a produção, a comercialização e o consumo, sob prescrição médica, dos anorexígenos sibutramina, anfepramona, femproporex e mazindol. In: Diário Oficial da República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 26 jun. 2017c. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2015-2018/2017/lei/L13454.htm. Acesso em: 10 jul. 2016.

BRASIL. Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. MCTI anuncia plano de trabalho para as pesquisas sobre a fosfoetanolamina. 2015. Disponível em: http://www.mctic.gov.br/mctic/opencms/salaImprensa/noticias/arquivos/migracao/2015/11/MCTI_anuncia_plano_de_trabalho_para_as_pesquisas_sobre_a_fosfoetanolamina.html. Acesso em 25 abr. 2017.

BRASIL. Superior Tribunal de Justiça. Medida Cautelar na Ação Direta de Inconstitucionalidade 5.501. Relator : Ministro Marco Aurélio. 19 de maio de 2016. Disponível em: http://www.stf.jus.br/arquivo/cms/noticia NoticiaStf/anexo/adi5501MMA.pdf. Acesso em: 05 abr. 2017.

BOURDIEU, Pierre. O Campo científico. In: ORTIZ, Renato. Bourdieu: Sociologia. São Paulo: Ática, 1983.

CANSIAN, Natália. Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações. Ministro quer legalização da 'pílula do câncer' como suplemento alimentar. Folha de São Paulo, 2016. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2016/03/1755566-ministro-quer-legalizacao-da-pilula-do-cancer-como-suplemento-alimentar.shtml. Acesso em: 15 jun. 2017.

CANSIAN, Natalia; WATANABE, Phillippe; LOPES, Reinaldo José. “Pílula do Câncer” vira suplemento, e Anvisa investigará se há infração. Folha de São Paulo, 2017. Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/equilibrioesaude/2017/02/1859504-pilula-do-cancer-vira-suplemento-e-anvisa-investigara-se-ha-infracao.shtml. Acesso em: 16 maio 2017.

PARDO, José Esteve. O desconcerto do Leviatã: política e direito perante as incertezas da ciência. 3. v. São Paulo: Inst. O Direito por um Planeta Verde, 2015. (Direito ambiental para o século XXI).

GOLLIER, Christian; TREICH, Nicolas. Decision – Making Under Scientific Uncertainty: The Economics of the Precautionary Principle. The Journal of Risk and Uncertainty, v. 27, n. 1, p.77-103, 2003.

GOMES, Carla Amado. Risco e Modificação do Acto Autorizativo Concretizador de Deveres de Protecção do Ambiente. 2007. 566 f. Tese (Doutorado em Direito Administrativo) – Universidade de Lisboa, Lisboa, 2007.

KJAER, Poul F. La metamorfosis de la síntesis funcional: una perspectiva europeo-continental sobre governance, derecho y lo político en el espacio transnacional. Tradução Francisco Mujica. Wisconsin Law Review, p. 153-204, 2010. Disponível em: http://www.academia.edu/2105401/La_metamorfosis_de_la_s%C3%ADntesis_funcional._Una_perspectiva_europeo-continental_sobre_governance_derecho_y_lo_pol%C3%ADtico_en_el_espacio_trasnacional. Acesso em: 16 out. 2016.

NATURE. Drugs on demand: controversy in Brazil over access to a purported cancer cure could set a harmful precedent. Nature, v. 527, p. 410, 2015. Disponível em: < https://www.nature.com/news/drugs-on-demand-1.18873>. Acesso em 27 abr. 2018.

RÊGO, Juliana Florinda M.; LOPES, Gilberto; RIECHELMANN, Rachel P.; STENBERG, Cinthya; FERRARI, Claudio; FERNANDES, Gustavo. A “miracle” câncer drug in the era of social media: a survey of Brazilian oncologists´ opinions and experience with phosphoethnolamine. Rev. Assoc. Med. Bras., São Paulo, v. 63, n. 1, p. 70-77, 2017.Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302017000100070. Acesso em 05 abr. 2017.

STACEY, Jocelyn. Preventive Justice, the Precautionary Principle and the Rule of Law. In: ANANIAN-WELSH, ReFbecca et al. Regulating Preventive Justice. New York: Routledge, 2016. p. 23- 41. Disponível em: https://ssrn.com/abstract=2772235. Acesso em: 10 mai. 2017.

SUSTEIN, Cass R. Para além do princípio da precaução. Revista de Direito Administrativo, Rio de Janeiro, v. 259, p. 11-71, abr. 2012. Trimestral. Disponível em: http://bibliotecadigital.fgv.br/ojs/index.php/rda/article/view/8629. Acesso em: 5 out. 2016.

TEODORO, Cristiane Roberta dos Santos; CAETANO, Rosângela. O caso da fosfoetanolamina sintética e a preocupante flexibilização das normas sanitárias no Brasil. Physis Revista de Saúde Coletiva, Rio de Janeiro, v. 26, n. 3, p. 741-746, 2016. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-73312016000300741. Acesso em: 20 abr. 2017.

WEBER, Max. Economia e Sociedade. V. 1. Brasília: UNB, 2004.

USP. Estudo no Icesp sugere que fosfoetanolamina não é eficiente contra o câncer. Jornal da USP, 2017. Disponível em: http://jornal.usp.br/ciencias/ciencias-da-saude/estudo-no-icesp-sugere-que-fosfoetanolamina-nao-e-eficiente-contra-o-cancer/. Acesso em: 15 jun. 2017.




DOI: https://doi.org/10.5902/1981369428231

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Direitos autorais 2018 Revista Eletrônica do Curso de Direito da UFSM

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

REVISTA ELETRÔNICA DO CURSO DE DIREITO DA UFSM - Qualis A1

RECDUFSM  /  ISSN 1981-3694   /  Digital Object Identifier (DOI): 10.5902/19813694  http://periodicos.ufsm.br/revistadireito

Revista Qualis A1 área de Direito /  Classificações de Periódicos Quadriênio 2013-2016 (CAPES)