A vida em forma de história: tempos/lugares de experiência

Júlia Guimarães Neves, Lourdes Maria Bragagnolo Frison

Resumo


A pesquisa intitulada “A vida em Forma de História: tempos/lugares de experiência” objetivou tecer significações de ordem teórico-metodológica a respeito da pesquisa biográfico narrativa mediante produção da história de vida de uma destacada educadora/pesquisadora do Rio Grande do Sul, Brasil. Portanto, essa vida em forma de história apresenta-se, neste texto, como rico material para, ao modelar eventos vividos, evidenciar dimensões relativas a tempos/lugares experienciais constituintes dessa história como elementos compreensivos caros à pesquisa (auto)biográfica. O circuito narrativo, constituído pela palavra dada e escuta atenta, forneceu elementos analíticos para a busca desse desiderato. No processo de análise, mediante Compreensão Cênica, buscamos apreender os sentidos que lugares e momentos vivenciados, narrados reflexivamente, ocupam no decorrer dessa história. É pela reflexão, empreendida no seio do circuito narrativo, que as vivências evoluem em experiências significativas, formadoras, portanto, via uma história singular e, ao mesmo tempo plural, desde que busca construir significações do vivido em dado e datado contexto sócio-histórico. A pesquisa (auto)biográfica opera, assim, histórias de vida que representam, além de um produto, nesse caso, a vida de uma destacada educadora sul-rio-grandense em forma de história, uma opção teórico-metodológica que inclui dimensões formativas da sensibilidade humana em processo de significação de identidades narrativas. Assim, ao mesmo tempo em que homenageamos uma vida, o presente artigo tem como escopo iluminar oportunidades que a pesquisa em histórias de vida proporciona pela reflexão do narrado, possibilitando compreensões a respeito de modos pelos quais o sujeito autobiográfico se (re)inventa: no presente pela rememoração do passado, projetando-se na produção, presente/futura, de uma aprendizagem mediada por uma história composta por um conjunto de experiências vividas em tempos e lugares biográfico narrativos.

Palavras-chave


Educação; Pesquisa (auto)biográfica; História de Vida

Texto completo:

PDF HTML

Referências


ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto. As narrativas de si ressignificadas pelo emprego do método autobiográfico. In: SOUZA, Elizeu Clementino de; ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto (Orgs.). Tempos, narrativas e ficções: a invenção de si. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2006, p. 149-170.

ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto. Ir à escola... desejo e vivências que finalmente se tornam realidade! In: FISCHER, Beatriz Daudt (Org.). Tempos de escola: memórias. São Leopoldo/Brasília: Oikos/Liber Livro, 2011a, p. 53-66.

ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto. Histórias de Vida de Destacados Educadores no Contexto Espaço-Temporal da História da Educação e da Profissionalização Docente no Rio Grande do Sul. In: XAVIER Libânia; TAMBARA, Elomar; PINHEIRO, Antonio Carlos Ferreira. (Orgs.). História da Educação no Brasil: Matrizes Interpretativas, Abordagens e Fontes Predominantes na Primeira Década do Século XXI. São Paulo/Vitória: Sociedade Brasileira de História da Educação/Universidade Federal do Espírito Santo, 2011b, p. 267-299.

ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto. A aventura do diálogo (auto)biográfico: narrativa de si/narrativa do outro como construção epistemo-empírica. In: ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto; CUNHA, Jorge Luiz da; VILLAS BÔAS, Lúcia (Orgs.). Pesquisa (auto)biográfica: diálogos epistêmico-metodológicos. Curitiba: CRV, 2018, p. 25-49. Coleção: Pesquisa (Auto)Biográfica: mobilidades, incertezas e reconfigurações identitárias.

BARTHES, Roland. Elementos de semiologia. Madrid: Comunicación, 1970.

BARTHES, Roland. A Câmara Clara. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984.

BOLÍVAR, Antonio. ¿De nobis ipsis silemus?: Epistemología de la investigación biográfico-narrativa en educación. REDIE, Revista Eletrónica de Investigación Educativa, vol. 4, n. 1, p.1-26, 2002.

BOLÍVAR, Antonio. Metodología de la investigación biográfico-narrativa: recogida y análisis de datos. In: PASSEGGI, M. C.; ABRAHÃO, M. H. M. B. (Orgs.). Dimensões epistemológicas e metodológicas da pesquisa (auto)biográfica. Tomo II. Natal/Porto Alegre/Salvador: EDUFRN/EDIPUCRS/EDUNEB, 2012, p. 79-109

DELORY-MOMBERGER, Christine. Formação e socialização: os ateliês biográficos de Projeto. Educação e Pesquisa, São Paulo, v.32, n.2, p. 359-371, maio/ago. 2006

DELORY-MOMBERGER, Christine. Biografia e Educação: figuras do indivíduo-projeto. Natal: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2008.

DELORY-MOMBERGER, Christine. Motivos pessoais e espaço de pesquisa: ensaio de uma biografia de pesquisadora. Maria Helena Menna Barreto (Org.). A nova aventura (auto)biográfica: tomo II. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2018.

FERRAROTTI, Franco. História e histórias de vida: o método biográfico nas Ciências Sociais. Natal, RN: EDUFRN, 2014.

JOSSO, Marie-Christine. Experiências de vida e formação. Natal: EDUFRN; São Paulo: Paulus, 2010.

JOSSO, Marie-Christine. A metanoia: um processo biográfico de mudança de paradigma, In: ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto; FRISON, Lourdes Maria Bragagnolo; MAFFIOLETTI, Leda de Albuquerque; BASSO, Fabiane Puntel (Orgs.). A nova aventura (auto)biográfica - tomo III. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2018.

MARINAS, José Miguel. La escucha en la historia oral: palavra dada. Editorial Síntesis, 2007.

MARINAS, José Miguel. Lo inconsciente en las historias. In. ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto; BRAGANÇA, Inês Ferreira de Souza; ARAÚJO, Mairce da Silva (Orgs.). Pesquisa (Auto)Biográfica, Fontes e questões. Curitiba: CRV, 2014e, v. 1, p. 39-55.

ORTEGA Y GASSET, José. Historia como sistema. Madrid: Alianza, 1999.

PINEAU, Gaston. A tríplice aventura (auto)biográfica: a expressão, a socialização e a formação. In: ABRAHÃO, Maria Helena Menna Barreto; PASSEGGI, Maria da Conceição (Orgs.) Dimensões epistemológicas da pesquisa (auto)biográfica – Livro 1, tomo I. Natal/ Salvador/Porto Alegre: EDUFERN/EDUNEB/EDIPUCRS, 2012, p.139-158. Coleção Pesquisa (Auto)Biográfica: temas transversais.

RICOEUR, Paul. O Si-mesmo como um outro. Campinas: Papirus, 1991.

RICOEUR, Paul. Tempo e Narrativa. Tomo I. Campinas: Papirus, 1994.

RICOEUR, Paul. Del Texto A La Acción. Ensayos de Hermenéutica II. México: Fondo de Cultura Económica, 2002.

RICOEUR, Paul. O si-mesmo como outro. São Paulo: Martins Fontes, 2014.

SANTAMARINA, Cristina; MARINAS, José Miguel. Historias de vida y historia oral. In DELGADO, Juan Manuel; Juan GUTIÉRRES, J. Métodos y técnicas cualitativas de investigación en ciencias sociales. Madrid: Síntesis, 1994.

TUAN, Yi-Fu. Espaço e lugar: a perspectiva da experiência. DIFEL, 1983.




DOI: https://doi.org/10.5902/1984644435844

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc - Prédio 16
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao


ISSN Eletrônico: 1984-6444

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19846444

Qualis/Capes: Educação A1

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação (UFSM) agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________

    

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar