Interdisciplinaridade e Educação na perspectiva de uma pedagogia hermenêutica

José Pedro Boufleuer, Leandro Renner de Moura

Resumo


Este ensaio visa enfrentar o tema da interdisciplinaridade na educação baseando-se na filosofia hermenêutica de Hans-Georg Gadamer (2012). A motivação do estudo tem a ver com o modo como a interdisciplinaridade vem sendo recepcionada nos espaços de formação humana e com os pressupostos que, nem sempre problematizados, sustentam este conceito no âmbito das práticas pedagógicas. Proliferou-se nas últimas décadas a noção de que a interdisciplinaridade representa o modo prático pelo qual a educação escolar responderia à crescente desarticulação temática das áreas do conhecimento. Este contraponto, no entanto, age em perspectiva técnica e sob um tipo de racionalidade que obscurece a experiência da vida humana com o conhecimento. Por essa razão, o propósito desta reflexão é indicar outro horizonte de compreensão que reitera o esforço retrospectivo da hermenêutica para recobrar a unidade da vida nos processos de comunicação e de aprendizagem dos conhecimentos. Inicialmente, a fim de observar como a interdisciplinaridade adquiriu lugar no debate teórico e na legislação educacional brasileira, realiza-se uma checagem virtual nos Parâmetros Curriculares Nacionais (PCNS, 1997; 1998) com o intuito de destacar as variações de sentido mais evidentes. Em seguida, busca-se nos pressupostos da hermenêutica filosófica a tematização do mundo humano pela linguagem e a recuperação do diálogo como experiência fundante da constituição do mundo humano. Por fim, a pesquisa propõe os desdobramentos de uma concepção hermenêutica da interdisciplinaridade na esteira do diálogo gadameriano, sendo neste horizonte teórico que o presente ensaio situa a interdisciplinaridade nos processos de formação humana.


Palavras-chave


Interdisciplinaridade; Educação; Pedagogia hermenêutica

Texto completo:

PDF HTML

Referências


BERTICELLI, Ireno Antônio. A origem normativa da prática educacional na linguagem. Ed. Unijuí, 2004.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais no primeiro e segundo ciclos do Ensino Fundamental. Brasília, DF, 1997.

BRASIL. Ministério da Educação. Parâmetros Curriculares Nacionais: Ensino Médio. Brasília, DF, 1998.

FAZENDA, I. Integração e interdisciplinaridade no ensino brasileiro: efetividade ou ideologia? São Paulo: Loyola, 1979.

FONSECA, Marília. O Banco Mundial e a Educação: Reflexões sobre o caso brasileiro. In: Gentili, Pablo. (Org.). Pedagogia da exclusão: o neoliberalismo e a crise da escola pública. (crítica ao neoliberalismo na educação) Petrópolis. RJ: Vozes, 1995. p. 77-108.

FLICKINGER, H. G. A caminho de uma pedagogia hermenêutica. Campinas: Autores Associados, 2010.

GADAMER, Hans-Georg. Verdade e método I: traços fundamentais de uma hermenêutica filosófica. Petrópolis, RJ: Vozes, 2012.

GADAMER, Hans-Georg. Verdade e método II: complementos e índice. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002.

GALIAN, Cláudia Valentina Assumpção; LOUZANO, Paula Baptista Jorge. Michael Young e o campo do currículo: da ênfase no "conhecimento dos poderosos" à defesa do "conhecimento poderoso" (entrevista com Michael Young). Educação e Pesquisa. [online]. 2014, vol.40, n.4, pp.1109-1124. ISSN 1517-9702.

HABERMAS, Jürgen. Pensamento pós-metafísico: estudos filosóficos. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1990.

JAPIASSU, H. Interdisciplinaridade e patologia do saber. Rio de Janeiro: Imago, 1976.

LAWN, Cris. Compreender Gadamer. Editora Vozes. Petrópolis, RJ. 1997.

MARQUES, Mario Osorio. A aprendizagem na mediação social do aprendido e da docência. Ijuí: UNIJUÍ, 1995.

NAGEL, Lizia Helena. A crise da sociedade e da educação. Revista Apontamentos. UEM, n°.9, 1992.

PALMER, R. E. Hermenêutica. Lisboa: Edições 70, 1997.

POMBO, Olga. Interdisciplinaridade e Integração dos Saberes. Liinc em Revista, v.1, n.1, março 2005, p. 3 -15.




DOI: https://doi.org/10.5902/1984644435441

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc - Prédio 16
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao


ISSN Eletrônico: 1984-6444

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19846444

Qualis/Capes: Educação A1

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação (UFSM) agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________

    

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar