O desafio político da educação escolar: desdobramentos para pensar a Formação Inicial em Educação Física

Ivan Carlos Bagnara, Paulo Evaldo Fensterseifer

Resumo


A Formação Inicial (FI) em Educação Física (EF) tem sido foco de análises nos últimos anos, pois se constitui em tempo e espaço destinado à formação dos professores responsáveis por desenvolver a EF na escola sob o prisma de um componente curricular e não mais na perspectiva de “atividade”. Pensar a Educação Física Escolar (EFE) sob esse novo estatuto significa estruturar a ação docente conectada aos sentidos e responsabilidades da escola, o que pressupõe avaliar retrospectivamente o processo formativo desenvolvido. Nesse sentido, neste estudo, objetiva-se analisar as concepções que os professores que atuam na FI em nível de Licenciatura em EF possuem acerca das responsabilidades sociais da escola. Para isso, foi realizada uma pesquisa colaborativa, na perspectiva qualitativa, da qual participaram doze docentes que atuam na FI em EF. Os dados foram produzidos através de anotações em diário de campo e elaboração de narrativas docentes. Os resultados indicam haver heterogeneidade na compreensão acerca das responsabilidades sociais da escola, as quais foram divididas em quatro categorias: conhecimento de qualidade; responsabilidade social; necessidades e demandas sociais; valores morais. A impressão que se tem é que as concepções referentes às responsabilidades da escola, no contexto do estudo, além de heterogêneas, carecem de uma fundamentação teórica sistematizada, revelando um caráter fragmentário. Isso retrata certa “orfandade política” entre os professores da FI, e como na política não tem vácuo, a ausência de uma consciência republicana deixa margem para proposições subjetivas, as quais contribuem para manter a EFE numa condição de menoridade.

Palavras-chave


Escola republicana e democrática; Formação de professores; Responsabilidade social da escola

Texto completo:

PDF HTML

Referências


ARENDT, Hannah. A crise na Educação. In: ARENDT, Hannah. Entre o passado e o futuro. 7. ed. São Paulo: Perspectiva, 2013.

BARDIN, Lawrence. Análise de Conteúdo. Edição revista e ampliada. São Paulo: Edições 70, 2011.

BRACHT, Valter et al. Pesquisa em ação: educação física na escola. 3. ed. Ijuí: Unijuí, 2014.

BRACHT, Valter et al. Desinvestimento pedagógico na Educação Física escolar: o caso do professor José. In: BRACHT, Valter; ALMEIDA, Ueberson Ribeiro; WENETZ, Ileana (Org.). A Educação Física escolar na América do Sul: entre a inovação e o abandono/desinvestimento pedagógico. Curitiba: CRV, 2018a. p. 51-66.

BRACHT, Valter et al. Práticas pedagógicas inovadoras na Educação Física escolar: os casos das professoras Maria e Gabriela. In: BRACHT, Valter; ALMEIDA, Ueberson Ribeiro; WENETZ, Ileana (Org.). A Educação Física escolar na América do Sul: entre a inovação e o abandono/desinvestimento pedagógico. Curitiba: CRV, 2018b. p. 67-84.

BRANDÃO, Carlos Rodrigues. A pergunta a várias mãos: a experiência da pesquisa no trabalho do educador. São Paulo: Cortez, 2003.

BRAYNER, Flávio Henrique Albert. Fundamentos da Educação: crise e libertação. Campinas: Mercado das letras, 2015.

CARNOY, Martin. A vantagem acadêmica de Cuba: por que seus alunos vão melhor na escola. São Paulo: Ediouro, 2009.

DEMO, Pedro. Pesquisa: princípio científico e educativo. 14. ed. São Paulo: Cortez, 2011.

DESGAGNÉ, Serge. O conceito de pesquisa colaborativa: a ideia de uma aproximação entre pesquisadores universitários e professores práticos. Tradução de Adir Luiz Ferreira e Margarete Vale Sousa. Revista Educação em Questão, Natal, v. 29, n. 15, p. 07-35, mai./ago. 2007. Disponível em: ufrn.emnuvens.com.br/educacaoemquestao/article/download/4443/3629. Acesso em: 14 set. 2017.

FENSTERSEIFER, Paulo Evaldo. Ética e educação: reflexões acerca da docência. Educação, Santa Maria, v. 34, n. 3, p. 559-572, set./dez. 2009. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao/article/view/868. Acesso em: 17 set. 2017.

FENSTERSEIFER, Paulo Evaldo. Função da Escola Pública. In: SANTIAGO, Anna Rosa Fontella; FEIL, Iselda Teresinha Sausen; ALLEBRANDT, Lídia Inês (Org.). O curso de Pedagogia da Unijuí – 55 anos. Ijuí: Unijuí, 2013. p. 123-147.

GOERGEN, Pedro. Educação moral hoje: cenários, perspectivas e perplexidades. Educação e Sociedade, Campinas, v. 28, n. 100 – Especial, p. 737-762, out. 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v28n100/a0628100.pdf. Acesso em: 17 out. 2017.

GONZÁLEZ, Fernando Jaime; FENSTERSEIFER, Paulo Evaldo. Educação Física e cultura escolar: critérios para identificação do abandono do trabalho docente. In: CONGRESO DE EDUCACIÓN FÍSICA: REPENSANDO LA EDUCACIÓN FÍSICA, 2006, Córdoba. Actas del Congreso de Educación Física: Repensando la Educación Física. Córdoba: Ipef, 2006. p. 734-746.

GONZÁLEZ, Fernando Jaime; FENSTERSEIFER, Paulo Evaldo. Entre o “não mais” e o “ainda não”: pensando saídas do “não-lugar” da EF escolar I. Cadernos de Formação RBCE. v. 1, n. 1, p. 9-24, set. 2009. Disponível em: revista.cbce.org.br/index.php/cadernos/article/download/929/539. Acesso em: 15 set. 2017.

GONZÁLEZ, Fernando Jaime; FENSTERSEIFER, Paulo Evaldo. Entre o “não mais” e o “ainda não”: pensando saídas do “não-lugar” da EF escolar II. Cadernos de Formação RBCE. v.1, n. 2, p. 10-21, mar. 2010. Disponível em: rbce.cbce.org.br/index.php/cadernos/article/viewFile/978/561. Acesso em: 15 set. 2017.

GONZÁLEZ, Fernando Jaime; FRAGA, Alex Branco. Afazeres da Educação Física na Escola: planejar, ensinar, partilhar. Erechim: Edelbra, 2012.

LIBÂNEO, José Carlos. O dualismo perverso da escola pública brasileira: a escola do conhecimento para os ricos, escola do acolhimento social para os pobres. Educação e Pesquisa. São Paulo, v. 38, n. 1, p. 13-28, 2012. Disponível em: www.scielo.br/pdf/ep/v38n1/aop323.pdf. Acesso em: 02 ago. 2017.

LIBÂNEO, José Carlos. Políticas educacionais no Brasil: desfiguramento da escola e do conhecimento escolar. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 46, n. 159, p. 38-62, jan./mar. 2016. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/198053143572. Acesso em: 03 ago. 2017.

MACHADO, Tiago da Silva et al. As práticas de desinvestimento pedagógico na Educação Física escolar. Movimento, Porto Alegre, v. 16, n. 02, p. 129-147, abr./jun. 2010. Disponível em: seer.ufrgs.br/Movimento/article/download/10495/8924. Acesso em: 23 set. 2017.

MASSCHELEIN, Jan; SIMONS, Maarten. Em defesa da escola: uma questão pública. Tradução de Cristina Antunes. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2015.

MENDONÇA, Sueli Guadalupe de Lima. A crise de sentidos e significados na escola: a contribuição do olhar sociológico. Cadernos Cedes. Campinas, v. 31, n. 85, p. 341-357: set./dez. 2011. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ccedes/v31n85/03v31n85.pdf. Acesso em: 01 ago. 2017.

MOLINA, Rosane Maria Kreusburg; MOLINA NETO, Vicente. Pesquisar com narrativas docentes. In: MOLINA NETO, Vicente; TRIVIÑOS, Augusto N. S. (Org.) A pesquisa qualitativa na Educação Física: alternativas metodológicas. 3. ed. Porto Alegre: Sulina, 2010. p. 165-176.

PINTO, Umberto de Andrade. O papel e os desafios da Educação Básica no Brasil. In: PIMENTA, Selma Garrido; PINTO, Umberto de Andrade (Org.). O papel da escola pública no Brasil contemporâneo. São Paulo: Edições Loyola, 2013. p. 15-50.

SAVATER, Fernando. O valor de educar. 2. ed. São Paulo: Planeta, 2012.

SAVIANI, Demerval. Escola e democracia. 42. ed. Campinas: Autores Associados, 2012.

SILVA, Sidinei Pithan da; FENSTERSEIFER, Paulo Evaldo. Conhecimento e intervenção na Educação Física: questões ético-epistemológicas. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIAS DO ESPORTE, 19; CONGRESSO INTERNACIONAL DE CIÊNCIAS DO ESPORTE, 6, 2015, Vitória, ES. Anais eletrônicos do XIX Congresso Brasileiro de Ciências do Esporte e VI Congresso Internacional de Ciências do Esporte. Vitória, ES: CBCE, 2015. Disponível em: http://congressos.cbce.org.br/index.php/conbrace2015/6conice/paper/view/7825/3918. Acesso em: 28 out. 2017.

YOUNG, Michael. Para que servem as escolas? Educação e Sociedade. Campinas, v. 28, n. 101, p. 1287-1302, set./dez. 2007. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/es/v28n101/a0228101.pdf. Acesso em: 13 set. 2017.




DOI: https://doi.org/10.5902/1984644433460

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc - Prédio 16
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/reveducacao


ISSN Eletrônico: 1984-6444

DOI: http://dx.doi.org/10.5902/19846444

Qualis/Capes: Educação A1

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação (UFSM) agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International (CC BY 4.0).

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

____________________________________________________

    

SalvarSalvarSalvarSalvarSalvarSalvar