O viver de idosos após o acidente vascular cerebral

Eglon Pauli, Marinês Tambara Leite, Larissa Bornholdt, Leila Mariza Hildebrandt, Sandra da Silva Kinalski, Margrid Beuter

Resumo


Objetivo: compreender o viver de idosos após a ocorrência de um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Método: investigação qualitativa e descritiva. Dados coletados entre janeiro e março de 2018 em três Estratégias de Saúde da Família (ESF), por meio de entrevista semiestruturada com idosos, vítimas de AVC, cujas informações foram analisadas conforme análise temática. Resultados: os dados permitiram construir três categorias: modificações funcionais e sociais na vida de idosos após a ocorrência do AVC; o (des)cuidado após o AVC no entendimento da pessoa idosa; e perspectivas de futuro da pessoa idosa após a ocorrência do AVC. A assistência imediata e resolutiva na instituição hospitalar, o acompanhamento da ESF e o envolvimento familiar são fundamentais para a reabilitação da pessoa idosa. Considerações finais: os resultados permitiram compreender o viver de idosos, que apresentaram mudanças em seu cotidiano após a ocorrência do AVC, com diferentes graus de comprometimentos físicos e psíquicos.


Palavras-chave


Enfermagem; Acidente Vascular Cerebral; Idoso; Estratégia Saúde da Família

Referências


Souza IMB, Moraes WSLA, Silva LA, Pereira RMO, Alves EG. Prevalência de acidente vascular cerebral em idosos internados no Hospital Regional no município de Coari, Amazonas. EFDeportes.com [Internet]. 2015 [acesso em 2018 out 18];20(207). Disponível em: https://www.efdeportes.com/efd207/prevalencia-de-acidente-vascular-cerebral-em-idosos.htm

Ministério da Saúde (BR), Secretaria de Atenção à Saúde, Departamento de Ações Programáticas Estratégicas. Diretrizes de atenção à reabilitação da pessoa com acidente vascular cerebral. Brasília (DF): Ministério da Saúde; 2013. 72 p.

Platz T. Evidence-based guidelines and clinical pathways in stroke rehabilitation— an international perspective. Front Neurol [Internet]. 2019 [acesso em 2020 fev 13];10. Disponível em: https://www.frontiersin.org/articles/10.3389/fneur.2019.00200/full

Silva MCL, Polese JC, Starling JMP, Pereira LSM. Caracterização clínica e motora-funcional de idosos hospitalizados pós-Acidente Vascular Cerebral. Rev Neurociênc [Internet]. 2014 [acesso em 2018 out 18];22(3):337-43. Disponível em: https://periodicos.unifesp.br/index.php/neurociencias/article/view/8069

Reis RD, Pereira EC, Pereira MIM, Soane AMNC, Silva JV. Significados, para os familiares, de conviver com um idoso com sequelas de Acidente Vascular Cerebral (AVC). Interface (Botucatu) [Internet]. 2017 [acesso em 2018 out 13];21(62):641-50. Disponível em: https://www.scielosp.org/pdf/icse/2017.v21n62/641-650

Minayo MCS. Amostragem e saturação em pesquisa qualitativa: consensos e controvérsias. Rev Pesqui Qual [Internet]. 2017 [acesso em 2020 fev 13];5(7):1-12. Disponível em: https://editora.sepq.org.br/index.php/rpq/article/view/82/59

Minayo MCS, Deslandes SF. Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis (RJ): Vozes; 2013.

Carmo JF, Oliveira ERA, Morelato RL. Incapacidade funcional e fatores associados em idosos após o Acidente Vascular Cerebral em Vitória - ES, Brasil. Rev Bras Geriatr Gerontol [Internet]. 2016 [acesso em 2018 out 18];19(5):809-18. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1809-98232016000500809&script=sci_arttext&tlng=pt

Carmona-Torres JM, Rodríguez-Borrego MA, Laredo-Aguilera JA, López-Soto PJ, Santacruz-Salas E, Cobo-Cuenca AI. Disability for basic and instrumental activities of daily living in older individuals. PLoS ONE [Internet]. 2019 [acesso em 2020 fev 15];14(7):e0220157. Disponível em: https://doi.org/10.1371/journal.pone.0220157

Mueller-Schotte S, Zuithoff NPA, Schouw YTV, Schuurmans MJ, Bleijenberg N. Trends in risk of limitations in instrumental activities of daily living over age in older persons with and without multiple chronic conditions. J Gerontol A Biol Sci Med Sci [Internet]. 2020 [acesso em 2020 fev 13];75(1):197–203. Disponível em: https://doi.org/10.1093/gerona/glz049

Santos AM, Vila VSC, Ribeiro MFM, Souza ACS. Experiência da enfermidade de idosos após o acidente vascular cerebral. 5º Congresso Ibero-Americano em Investigação Qualitativa - CIAIQ 2016; 2016 jul 12-14; Porto (Portugal). Atas. (Atas CIAIQ 2016 [Internet]. 2016 [acesso em 2020 fev 13];2(1):1320-9). Disponível em: https://proceedings.ciaiq.org/index.php/ciaiq2016/article/view/889

Santos EB, Rodrigues RAP, Pontes-Neto OM. Prevalência e preditores de depressão pós-AVC em idosos sobreviventes de acidente vascular cerebral. Arq Neuro Psiquiatr [Internet]. 2016 [acesso 2020 fev 13];74(8):621-5. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S0004-282X2016000800621&script=sci_abstract&tlng=pt

Lima MJMR, Moreira TMM, Florêncio RS, Braga Neto P. Fatores associados ao conhecimento dos adultos jovens sobre histórico familiar de Acidente Vascular Cerebral. Rev Latinoam Enferm [Internet]. 2016 [acesso em 2018 out 18];24:e2814. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/rlae/v24/pt_0104-1169-rlae-24-02814.pdf

Pereira ARR, Dantas DS, Torres VB, Viana ESR, Correia GN, Magalhães AG. Associação entre função sexual, independência funcional e qualidade de vida em pacientes após acidente vascular encefálico. Fisioter Pesqui [Internet]. 2017 [acesso em 2018 set 20];24(1):55-61. Disponível em: http://www.periodicos.usp.br/fpusp/article/view/ 132811/

Canuto MAO, Nogueira LT, Araujo TME. Qualidade de vida relacionada com a saúde de pessoas após Acidente Vascular Cerebral. Acta Paul Enferm [Internet]. 2016 [acesso em 2018 set 20];29(3): 245-52. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/ape/v29n3/1982-0194-ape-29-03-0245.pdf

Silva IFG, Neves CFS, Vilela ACG, Bastos LMD, Henriques MILS. Viver e cuidar após o Acidente Vascular Cerebral. Referência [Internet]. 2016 [acesso em 2018 dez 20];4(8):103-11. Disponível em: http://www.scielo.mec.pt/pdf/ref/vserIVn8/serIVn8a12.pdf

Saldan GG, Figueiredo FSF, Misawa F, Rego AS, Salci MA, Radovanovic CAT. Construction of educational technology for home care after encephalic vascular accident: case report. Rev Enferm UFPE On Line [Internet]; 2017 [acesso em 2020 fev 19];11(4):1784-93. Disponível em: https://periodicos.ufpe.br/revistas/revistaenfermagem/article/view/15251

Silva JK, Vila VSC, Ribeiro MFM, Vandenberghe L. Survivors' perspective of life after stroke. Rev Eletrônica Enferm [Internet]. 2016 [acesso em 2018 set 20];18:1-10. Disponível em: https://revistas.ufg.br/fen/article/view/34620

Lopes MCL, Santos AL, Marcon SS. Convivência familiar com a dependência decorrente do acidente vascular encefálico em hipertensos. Semina Cienc Biol Saude [Internet]. 2014 [acesso em 2018 dez 02];35(1):75-86. Disponível em: http://www.uel.br/revistas/uel/index.php/seminabio/ article/view/15429/15806

Girondi JBR, Schier J, Hammerschimid KSA, Bento RR, Souza LP, Sebold LF. Enfrentando e ressignificando o Acidente Vascular Cerebral: percepção de idosos atendidos na rede de atenção à saúde. Rev Kairós [Internet]. 2016 [acesso em 2020 fev 13];19(1):317-38. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/index.php/kairos/article/view/35586




DOI: https://doi.org/10.5902/2179769239070

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.