Revista de Enfermagem da UFSM https://periodicos.ufsm.br/reufsm <p style="text-align: justify;">A <strong>Revista de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Maria</strong> – <strong>REUFSM</strong> é uma revista acadêmico-científica em formato on-line da área de Enfermagem. O periódico eletrônico, de livre acesso, criado em 2010, é publicado em fluxo contínuo pelo Programa de Pós-Graduação em Enfermagem, Curso de Graduação em Enfermagem e Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Maria. Sua missão é fomentar a produção e a disseminação do conhecimento da Enfermagem e áreas afins, a partir da publicação da produção técnico-científica. São aceitos manuscritos encaminhados em português, espanhol ou inglês, nos formatos de artigos originais, artigos de relato de experiência, artigos de reflexão e artigos de revisão.</p> <p style="text-align: justify;"><strong>eISSN 2179-7692 | Qualis/CAPES (2017-2020): B1</strong></p> Universidade Federal de Santa Maria pt-BR Revista de Enfermagem da UFSM 2179-7692 <p><a href="https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/" rel="license"><img src="https://i.creativecommons.org/l/by-nc-sa/4.0/88x31.png" alt="Creative Commons License" /></a><br />Este trabalho está licenciado sob uma <a href="https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/" rel="license">Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License</a>.</p> Guia cuidativo-educacional manejo do óbito neonatal: produção a partir do itinerário de pesquisa freiriano https://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/view/84901 <p><strong>Objetivo:</strong> produzir um guia cuidativo-educacional para e com os profissionais de saúde de uma Unidade de Terapia Intensiva, a partir da compreensão de suas práticas vivenciadas no manejo do óbito neonatal. <strong>Método:</strong> estudo metodológico, qualitativo, guiado pelo Itinerário de Pesquisa de Paulo Freire, constituído por três etapas: Investigação temática, Codificação e Descodificação e Desvelamento crítico. Realizado em uma maternidade pública em Manaus, Amazonas, Brasil, com a participação de 24 profissionais. <strong>Resultados: </strong>o guia foi organizado em três capítulos sobre os cuidados e preparo do bebê; orientações para a equipe de saúde do que fazer diante da perda neonatal; apoio a equipe e direitos maternos diante da perda. <strong>Conclusão: </strong>a tecnologia foi produzida com uma estratégia metodológica que contribuiu para a compreensão das práticas de cuidado no manejo do óbito neonatal, marcadas por sentimentos traumáticos, que de forma coletiva, os participantes se sentirem estimulados a buscar intervenções sistematizadas, acolhedoras e humanizadas.</p> Grace Kelly Penafort Pacheco Aldalice Aguiar de Souza Elizabeth Teixeira Lihsieh Marrero Copyright (c) 2024 Revista de Enfermagem da UFSM http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2024-01-15 2024-01-15 14 e2 e2 10.5902/2179769284901 Prevenção de quedas na hospitalização: oportunidades educativas na perspectiva dos trabalhadores de Enfermagem https://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/view/84145 <p><strong>Objetivo: </strong>descrever as oportunidades educativas identificadas pelos trabalhadores de Enfermagem para prevenir as quedas de pacientes adultos hospitalizados.<strong> Método: </strong>estudo qualitativo, descritivo, com 21 trabalhadores de Enfermagem de um hospital universitário no sul do Brasil. A coleta de dados ocorreu de março a maio de 2020, com entrevistas semiestruturadas, submetidas à Análise de Conteúdo. <strong>Resultados: </strong>foram descritas pelos trabalhadores a necessidade de as ações educativas atingirem os envolvidos na prevenção das quedas, emergindo as categorias: Protagonismo do paciente na prevenção das quedas: a educação como estratégia para a percepção do risco; O desafio do envolvimento do familiar/acompanhante como potencializador do cuidado; Dialogicidade na prevenção das quedas: uma reflexão sobre o fazer diário.<strong> Conclusão: </strong>os trabalhadores identificaram as oportunidades de investimento na educação e na formação, considerando as experiências prévias e o contexto social, criando percursos de aprendizagem, testando novas abordagens para a prevenção de quedas e aprimorando seu papel educativo.</p> Deise Vacario de Quadros Ana Maria Müller de Magalhães Elisabeth de Fátima da Silva Lopes Juliana da Silva Lima Eduarda Boufleuer Daiane Dal Pai Copyright (c) 2024 Revista de Enfermagem da UFSM http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2024-01-16 2024-01-16 14 e3 e3 10.5902/2179769284145 Identificação do contexto familiar e social em registros de consultas de enfermagem ao binômio mãe-bebê https://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/view/85076 <p><strong>Objetivo:</strong> identificar informações relacionadas ao contexto familiar e social em registros da primeira consulta de enfermagem ao binômio mãe-bebê. <strong>Método:</strong> estudo de Métodos Mistos com Estratégia Incorporada Concomitante de Dados. Utilizou-se roteiro composto por oito questões com respostas do tipo dicotômicas e espaço para transcrever as sentenças relacionadas ao contexto familiar e social. Dados analisados por estatística descritiva e análise de conteúdo dedutiva. <strong>Resultados:</strong> dos 326 registros, 30% descreveram a presença de outros familiares na consulta e o estado emocional da puérpera. Informações sobre estrutura familiar e rede de apoio estavam presentes em 27,3 e 21,8% deles, respectivamente. A experiência da gestação foi o aspecto menos mencionado (4,3%). O diagnóstico comumente incluído foi “Vínculo mãe e filho preservado”. As sentenças convergiram com os dados quantitativos ao indicar limitada exploração do contexto e centralidade no modelo biomédico. <strong>Conclusão:</strong> na maioria dos registros não constava informações sobre o contexto familiar e social.</p> Márcia Beatriz Berzoti Gonçalves Ana Paula de Miranda Araújo Soares Ana Izaura Basso de Oliveira Diene Monique Carlos Aline Cristiane Cavicchioli Okido Copyright (c) 2024 Revista de Enfermagem da UFSM http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2024-02-05 2024-02-05 14 e4 e4 10.5902/2179769285076 Imunização da gestante em tempos de pandemia da COVID-19 https://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/view/83758 <p><strong>Objetivo: </strong>analisar e comparar a imunização de gestantes no período da pandemia da COVID-19 no Oeste do Paraná. <strong>Método: </strong>pesquisa analítica e transversal, realizada em duas regionais de saúde do Paraná, realizou-se cálculo amostral e a coleta de dados foi realizada por inquérito e dados do prontuário, entre setembro a dezembro de 2020. Utilizou-se análise descritiva e teste de qui-quadrado com nível significância de 5%.<strong> Resultados: </strong>participaram 823 puérperas da nona e décima regional do Paraná. A nona regional apresentou melhor desempenho na imunização contra Hepatite-B, Influenza, difteria, tétano e coqueluche, em comparação a décima regional. A vacinação contra COVID-19 teve baixa adesão em ambas regionais, cujos motivos foram: medo, opção própria, orientação médica e desejo de esperar o filho nascer. <strong>Conclusão: </strong>são necessárias novas estratégias e campanhas de sensibilização para aumentar o índice vacinal entre gestantes, sobretudo para a vacina contra COVID-19, considerando as complicações para a saúde materno-infantil.</p> Gabriela Gomes Espindola Katherine Slowinski Knapp Maria Aparecida Baggio Helder Ferreira Adriana Zilly Rosane Meire Munhak da Silva Copyright (c) 2024 Revista de Enfermagem da UFSM http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2024-02-19 2024-02-19 14 e5 e5 10.5902/2179769283758 Construção e validação de um formulário para a transição de cuidados para o recém-nascido prematuro https://periodicos.ufsm.br/reufsm/article/view/85009 <p><strong>Objetivo: </strong>construir e validar um formulário para a transição de informações dos cuidados com o neonato prematuro.<strong> Método: </strong>estudo metodológico realizado em três etapas: levantamento do referencial teórico-metodológico, validação semântica e de conteúdo, baseado no Modelo de Construção de Instrumentos e utilizando o método de Delphi para a validação de conteúdo, sendo considerado válido quando o índice de validação de conteúdo foi maior que 80%.<strong> Resultados: </strong>o formulário composto por seis domínios foi aprovado após três rodadas de validação, sendo composto por 64 itens e alcançando uma aprovação média de 89%.<strong> Conclusão: </strong>o formulário de transição de cuidados foi validado quanto a face e conteúdo, disponibilizando uma nova tecnologia a ser utilizada para a transição de informações de forma padronizada e segura.</p> José Matheus de Melo Santos Eliana Ofélia Llapa-Rodríguez Maria do Socorro Claudino Barreiro Rosemar Barbosa Mendes Iellen Dantas Campos Verdes Rodrigues Copyright (c) 2024 Revista de Enfermagem da UFSM http://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0 2024-02-19 2024-02-19 14 e6 e6 10.5902/2179769285009