Atenção em saúde no planejamento reprodutivo: atitudes e práticas de enfermeiros

Maryla Pinto Almeida, Mônica Cecília Pimentel de Melo, Lucineide Santos Silva, Ana Dulce Batista dos Santos

Resumo


Objetivo: analisar a atenção em saúde, empregada por enfermeiros, no planejamento reprodutivo, por meio de equipes de saúde da família de Juazeiro, Bahia. Método: qualitativo, exploratório e descritivo, por meio de entrevista semiestruturada, com oito enfermeiros de cinco Unidades Saúde da Família, com maior número de mulheres em idade fértil. Resultados: emergiram escassez e irregularidade no fornecimento dos métodos, comprometendo a eficácia e a qualidade do planejamento reprodutivo. A inconstância das atividades educativas apontou para mulheres e/ou casais desinformados sobre uso e benefícios desses métodos, revelando a automedicação e busca nas farmácias comerciais. Conclusões: a construção de uma atenção em saúde que atue nas premissas da qualidade, efetividade e equidade poderá contribuir para uma enfermagem mais autônoma e condizente com as necessidades da população no planejamento reprodutivo.


Palavras-chave


Planejamento familiar; Atenção primária a saúde; Saúde da família; Enfermagem em saúde pública

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2179769220490



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.