A música como prática de promoção da saúde na adolescência

Jeane Barros de Souza, Simone dos Santos Pereira Barbosa, Emanuelly Luize Martins, Angélica Zanettini, Ângela Urio, Tatiana Xirello

Resumo


Objetivo: compreender a percepção dos adolescentes participantes de um canto coral, acerca da utilização da música como instrumento para promover a saúde. Método: estudo do tipo descritivo, exploratório, com abordagem qualitativa, realizado com oito adolescentes, integrantes de um canto coral, em Chapecó-SC. A coleta dos dados desenvolveu-se por meio do grupo focal com um roteiro de questões norteadoras, no primeiro semestre de 2017. A análise e interpretação dos dados foram realizadas por intermédio da análise de conteúdo. Resultados: os adolescentes conceituaram saúde como ter alimentação saudável, dormir, fazer exercícios físicos e relataram benefícios da participação no canto coral como relaxamento, integração social, melhora da timidez e diminuição da ansiedade. Considerações finais: a prática da música, por meio do canto coral, é capaz de promover a saúde, trazendo benefícios físicos, emocionais e sociais, cabendo à enfermagem o desafio de desbravar o caminho da música na promoção da saúde dos adolescentes. Descritores: Adolescente; Música; Promoção da saúde.


Palavras-chave


Criança; Adolescente; Música; Promoção da Saúde



DOI: https://doi.org/10.5902/2179769230379

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Compartilhar igual 4.0 Internacional.

Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.