Laboratório de enfermagem: estratégias criativas de simulações como procedimento pedagógico

Ana Elizabeth Figueiredo

Resumo


Doi: 10.5902/2179769211474

Objetivo: relatar a experiência da utilização de iPads como ferramenta pedagógica e criativa em situações de simulação de aprendizagem no Laboratório de Cuidado Humano (LCH) do curso de Enfermagem. Método: relato de experiência da utilização de tecnologia da informação na simulação realística como estratégia pedagógica para ensino de procedimentos e cuidados de enfermagem. O projeto teve início no segundo semestre de 2012, com alunos da graduação de Enfermagem do quinto e sexto nível, o mesmo professor foi responsável por criar e implementar as atividades no LCH. Resultados: houve aumento de 50% na procura ao LCH para simulação de técnicas como recurso de aprendizado. Os alunos participantes relataram na avaliação institucional das disciplinas uma maior satisfação com o aprendizado de habilidades e raciocínio clínico. Considerações finais: com esta proposta treinamos habilidades que podem resultar em diminuição de eventos adversos para o paciente, garantindo a segurança deste sem prejuízo a aprendizagem dos alunos.


Palavras-chave


Enfermagem; Simulação; Ensino

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2179769211474



Licença Creative Commons
Este site está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.