PERCEPÇÃO DOS HÁBITOS ALIMENTARES DOS ESTUDANTES DE UMA ESCOLA DE ENSINO FUNDAMENTAL DO MUNICÍPIO DE JACIARA- MT

Eliane de Moura Borges, Danúbia Rodrigues Santos, Jorge Luiz da Silva, Simone da Silva Santos, Epaminondas de Matos Magalhães

Resumo


As práticas alimentares são fundamentais ao longo da vida humana, em particular desde a infância. As crianças são mais receptivas aos novos conhecimentos, onde o seu comportamento alimentar é influenciado por diversos fatores, desde o convívio familiar ao escolar. Este estudo tem como propósito refletir sobre a contribuição da escola na promoção de hábitos alimentares saudáveis, por parte dos alunos, realizando revisão bibliográfica nas bases científicas, aulas expositivas e dialogadas, atividades práticas e lúdicas (jogo da amarelinha e jogo da memória), bem como exposição de vídeos. Percebeu-se que uma das maneiras para se contribuir com esta aprendizagem, e também para a qualidade de vida é informar sobre a saúde no ambiente escolar. É neste ambiente que se torna propicio o ensino-aprendizagem relativo aos hábitos alimentares saudáveis. A escola deve funcionar em conjunto com a família com o objetivo de contribuir para a melhor formação do educando, visto que a criança passa boa parte do tempo diário na instituição de ensino. Com este pensamento, preparou-se aulas para alunos do 6.º ano, da Escola Estadual Francisco Soares de Oliveira, sobre alimentação saudável, buscando diagnóstico do conhecimento das boas práticas alimentares dos educandos. Aplicou-se aulas sobre os constituintes da pirâmide alimentar, explicando as funções dos principais nutrientes e grupos de alimentos que promovem alimentação saudável. Observou-se que a alimentação dos alunos ainda não é adequada, e que se deve buscar uma melhor maneira de inserir mudanças positivas em suas rotinas diárias.  O diálogo favorece então a percepção deste educando sobre seus hábitos alimentares, que durante as atividades lúdicas e os vídeos apresentados expressou-se sobre seus hábitos e o que faria diferença daqui por diante. O resultado esperado foi gratificante, percebeu-se que o educando assimilou o que se pretendia com este trabalho.


Palavras-chave


Práticas pedagógicas; Alimentação saudável; Ambiente escolar

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, C.M.C. Educação alimentar. FMPB, 2008. Disponível no site: Fundação Passos Barros / acesso em 22/06/2008.

BRASIL. Conselho Nacional de Educação. Parecer CEB n. 11/2000. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação de Jovens e Adultos. Brasília, 10 de maio de 2000

BICUDO, Maria Aparecida; SILVA JUNIOR, Celestino Alves (Org.) Formação do educador: dever do Estado, tarefa da Universidade. São Paulo: (UNESP, 1996).

Cromack LMF, Bursztyn I, Tura LFR. O olhar do adolescente sobre saúde: um estudo de representações sociais. Ciências Saúde Coletiva 14: 627.34, 2009

FREITAS, Paulo G. Saúde um Estilo de Vida. Baseado no Equilíbrio de Quatro Pilares. São Paulo.

FREITAS, M.C.S., Educação nutricional: aspectos socioculturais. Nutrição, Campinas

Guias alimentares para crianças: aspectos históricos e evolução. Rev. Nutr.

[On line].2006, vol.19, n.2, pp. 255-263.ISSN 1415-5273

BRASIL. Lei das Diretrizes e Bases da Educação Nacional (LDBEN): lei nº 9.394, de 20 dezembros 1996.

LIMA, Gabriela Guirão Bijos. O educador promovendo hábitos alimentares saudáveis por meio da escola. 100f, 2008- UNESP, Bauru, 2008.

MAINARDI, N. A ingestão de alimentos e as orientações da escola sobre alimentação, sob oponto de vista do aluno concluinte do Ensino Fundamental. 150p. Piracicaba, 2005.

MELO M. B. de et al. Qualificação de agentes comunitários de saúde: instrumento de inclusão social. Trabalho, Educação e Saúde, Rio de Janeiro, 7(3), 463-477, 2009-2010.

SANTOS, Ligia Amparo da Silva. O fazer educação alimentar e nutricional: algumas contribuições para reflexão. Ciência & Saúde Coletiva, v.17, n.2, p. 455-462. 2012.

SAVIANI, Demerval. Os saberes implicados na formação do educador. In: SALGADO, JocelemMastrodi. Alimentos Inteligentes: saiba como obter mais saúde por meio da alimentação. São Paulo: Prestígio, 2005. ISBN 85-99170-20-1

TARDIF, Maurice. Saberes profissionais dos professores e conhecimentos universitários.

THOMPSON, Jonh B. Ideologia e cultura moderna: teoria social crítica na era dos meios de comunicação de massa. Petrópolis, RJ: Vozes, 1995.

VASCONCELLOS, C. Construção do Conhecimento em Sala de Aula. 13ª Edição. Editora Libertad, São Paulo, 2002.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2236130820440

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.