Notas sobre o ensino da filosofia na Universidade de São Paulo: sujeição e resistência

José Roberto Sanabria de Aleluia

Resumo


Almejamos através da presente investigação analisar a constituição discursiva sobre a formação filosófica uspiana com intuito de compreender quais foram as condições que permitiram a emergência dos saberes e poderes que sustentaram os objetos de conhecimento no ensino de Filosofia na Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras da Universidade de São Paulo (FFCL-USP), observando o período de formação (constituição) do curso de filosofia que se estende de 1936 até 1963. A pesquisa utiliza como referencial teórico-metodológico a arqueologia do pensador francês Michel Foucault, na qual o sujeito é fundamentalmente uma produção das práticas discursivas e de relações de saber-poder que o atravessam e o delimitam. Por meio deste procedimento metodológico pretendemos entender a emergência dos modos de subjetivação e objetivação e fornecer visibilidade não só às grandes linhas de continuidade discursiva, mas também das descontinuidades que abrigam os vestígios e arquivos submersos da história oficial. 




Palavras-chave


Filosofia; Ensino de filosofia; Arqueologia; Universidade

Texto completo:

PDF HTML

Referências


ARANTES, Paulo Eduardo. Um departamento francês de ultramar. Estudos sobre a formação da cultura filosófica uspiana [Uma experiência nos anos 60]. São Paulo: Paz e Terra, 1994.

CORDEIRO, Denilson Soares. A formação do discernimento: Jean Maugüé a gênese de uma experiência filosófica no Brasil. 2008. 000 f. Tese (Doutorado) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas. Departamento de Filosofia, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2008.

CELESTE FILHO, Macioniro. A constituição da Universidade de São Paulo e a Reforma Universitária da década de 1960. São Paulo: Editora Unesp, 2013.

FOUCAULT, Michael. A arqueologia do saber. 8. ed. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 2012.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso. 3. ed. São Paulo: Edições Loyola, 1996.

FOUCAULT, Michel. Michel Foucault explica o seu último livro. In: FOUCAULT, Michael. Ditos e escritos, vol. II. Rio de Janeiro: Forense Universitária. 2001, p. 145-152.

FOUCAULT, Michel. O sujeito e o poder. In: DREYFUS, H. L., RABINOW, P. Michel Foucault, uma trajetória filosófica: para além do estruturalismo e da hermenêutica. Rio de Janeiro: Forense Universitária, 1995.

GELAMO, Rodrigo Pelloso. O ensino da filosofia no limiar da contemporaneidade: o que faz o filósofo quando seu ofício é ser professor de filosofia? São Paulo: Cultura Acadêmica 2009.

GOLDSCHMIDT, Victor. Tempo lógico e tempo histórico na interpretação dos sistemas filosóficos. In: GOLDSCHMIDT, Victor. A religião de Platão. São Paulo: DIFEL, 1963.

KANT, Immanuel. Crítica da razão pura. São Paulo: Abril Cultural, 1983.

KANT, Immanuel. Ideia de uma história universal de um ponto de vista cosmopolita. São Paulo: Brasiliense, 1986.

MACHADO, Roberto. Foucault, a ciência e o saber. 3. ed. rev. e ampliada. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Ed., 2006.

MARQUES, Ubirajara Rancan de Azevedo. História da filosofia no Brasil In: SILVA, Marcelo Carvalho da; CORNELLI, Gabriele. (Org.) . Filosofia e Formação - Vol. I. 1. ed. Cuiabá: Universidade Aberta do Brasil - Central de Texto, 2013.

MAUGÜÉ, Jean. O Ensino da Filosofia: suas diretrizes. Revista Brasileira de Filosofia, vol.V, fasc.IV, n. 20, out-dez 1955.

PORCHAT PEREIRA, Oswaldo. Discurso aos estudantes sobre a pesquisa em filosofia. Revista Fundamento, V. 1, n. 1 – set-dez. 2010.

ROUANET, Sergio Paulo; MERQUIOR, José Guilherme. Entrevista com Michel Foucault. In: O homem e o discurso: a arqueologia de Michel Foucault. 2º ed. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1996.




DOI: https://doi.org/10.5902/2448065739779

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020

URL da licença: https://creativecommons.org/licenses/by-nc-sa/4.0/

A Revista Digital de Ensino de Filosofia - REFilo agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

_____________________________________________________________