A INSÓLITA TESSITURA DO TEMPO: NO COCHILO DA DEUSA CLIO, PASSADO E PRESENTE SE AMALGAMAM NA LISBOA NOVECENTISTA

Flavio García, Luciana Morais da Silva

Resumo


“A inaudita guerra da Avenida Gago Coutinho”, do escritor português Mário de Carvalho, pode ser lida como representante de uma das vertentes contemporâneas dos novos discursos fantásticos, que, recorrendo a estratégias de construção narrativa que se valem da manifestação do insólito ficcional, presta serviços à metaficção historiográfica, questiona  os  registros  históricos  oficiais  e  desnuda  os  valores  de  uma  sociedade caótica, que vive em crise, pois, nela, as certezas lógicas e racionais, matéria sólita e sólida do sistema literário real-naturalista, perderam seu status quo. Assim, este autor contemporâneo revisita o passado e atualiza o presente, com vistas ao futuro.

Palavras-chave


Fictional uncommon. New fantastic discourses. History. Narrative studies. Mário de Carvalho

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/2176148512210

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais



 

                      

 

                

 

                

 

    

  

   

 

  

 

 

                                     QUALIS/CAPES: Letras A2

                              ISSN Versão Impressa: 1519-3985

                              ISSN Versão Digital: 2176-1485



Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.