PRODUÇÃO DE NOVOS MOVIMENTOS: UM TESTE À HIPÓTESE DE VA-RIABILIDADE DE PRÁTICA

Luiz Augusto TEIXEIRA

Resumo


BUSCANDO TESTAR A HIPÓTESE DE VARIABILIDADE DE PRÁTICA E VERIFICAR A INFLUÊNCIA DO PARÂMETRO DE PROGRAMAÇÃO MOTORA VARIADO SOBKE UMA TAREFA DE TRANSFERÊNCIA, KOI REALIZADA UMA PESQUISA CO- POSTA POR DOIS EXPERIMENTOS. EM AMBOS, HOUVERAM TRÊS GRUPOS: (A) PRÁTICA CONSTANTE, (B) POUCA VARIABILIDADE, E CC) MUITA VARIABILI­DADE. NO PRIMEIRO EXPERIMENTO 60 SUJEITOS FORAM DISTRIBUÍDOS ALEA­TORIAMENTE PELOS TRÊS GRUPOS, ONDE 0 PARÂMETRO VARIADO FOI AS CA­RACTERÍSTICAS ESPACIAIS DO MOVIMENTO, NUMA TAREFA DE IMPULSIONAR UM IMPLEMENTO COM 0 DEDO INDICADOR. NO SEGUNDO EXPERIMENTO OUTROS 60 SUJEITOS FORAM DISTRIBUÍDOS PELOS TRÊS GRUPOS, ONDE 0 PARÂMEN- TRO VARIADO FOI A FORÇA DE IMPULSÃO, COM A MESMA TAREFA DO PRIMEI­RO. APÓS 100 TENTATIVAS DE PRÁTICA, FOI EXECUTADA A TAREFA DE TRANSFERÊNCIA (IGUAL NOS DOIS EXPERIMENTOS), QUE CONSTOU DE,5 TEN­TATIVAS EM UMA NOVA VARIAÇÃO DA TAREFA PRATICADA. OS RESULTADOS MOSTRARAM QUE OS GRUPOS DE PRÁTICA CONSTANTE SOFRERAM UM DECLÍNIO DE DESEMPENHO AO REALIZAREM A TAREFA DE TRANSFERÊNCIA, ALÉM DISSO, A VARIABILIDADE DE PRÁTICA MOSTROU SER MAIS EFETIVA PARA OS GRUPOS QUE VARIARAM AS CARACTERÍSTICAS ESPACIAIS DO MOVIMENTO.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/231654648497



Avaliação Qualis Capes (2014):

B4- Educação Física / B3- Interdisciplinar e Psicologia / B5- Educação 

Periodicidade: contínua

ISSN: 2316-5464 online

DOI: 10.5902/23165464

email: kinesisrevista@ufsm.br


 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.