Fatores Motivacionais para a Prática De Educação Física em Alunos do Ensino Médio de Dona Euzébia, MG

Renan Antônio da Silva

Resumo


Este estudo objetivou-se em verificar quais fatores motivacionais são considerados mais importantes para a prática da Educação Física no Ensino Médio. Foi utilizado como instrumento a Escala de Motivos para a Prática Esportiva (EMPE). Participaram da investigação 30 estudantes do ensino médio com idade entre 15 a 18 anos, da Escola Estadual Domiciano Esteves, no município de Dona Euzébia, MG. Em ordem de importância, as respostas obtidas: Saúde, seguido de Condicionamento Físico (Muito Importantes), Técnica, Status, Afiliação, e Contexto (Importantes), e por último, Energia (Pouco Importante). 

 


Palavras-chave


Motivação, Educação Física, Ensino Médio

Texto completo:

PDF

Referências


BERTUOL, Leonardo L. Motivos para a prática de educação física curricular dos estudantes da UFSC. Monografia (Licenciatura em Educação Física) – Centro de Desportos,

Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2008.

BRONFENBRENNER, Urie. A ecologia do desenvolvimento humano: experimentos naturais e planejados. Porto Alegre: Artmed, 1996.

CID, Luís F. Alteração dos motivos para a prática desportiva das crianças e jovens. Revista Digital EF y Deportes, v.8, n.55, dezembro de 2002.

DORSCH, Friedrich; HÄCKER, Hartmut; STAPF, Kurt-Hermann. Dicionário de psicologia Dorsch. Tradução de Emmanuel Carneiro Leão e equipe. Petrópolis: Vozes, 2001.

KREBS, R.J. Desenvolvimento infantil: uma breve apresentação de algumas teorias emergentes. In: KREBS. R.J; FERREIRA, C. C. NETO (Orgs). Tópicos em desenvolvimento motor na infância e adolescência. Rio de Janeiro: LECSU, 2007.

LEMES, Vanilson Batista, et al. Níveis de atividade física em dois modelos de aulas de Educação Física. Cinergis 16.4 (2016).

LOURENÇO, Camilo Luiz Monteiro, Thiago Ferreira de Sousa, and Markus Vinicius Nahas. Prática de atividades físicas no lazer como discriminador da autoavaliação positiva de saúde. Arquivos de Ciências do Esporte 1.1 (2015).

MACCARI, Bruna M. Motivos para prática competitiva de esportes coletivos femininos na Universidade Federal de Santa Catarina. Monografia (Licenciatura em Educação Física) –

Centro de Desportos, Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2011.

MACHADO, Afonso Antonio. Educação Física no ensino superior: Psicologia do esporte da educação física escolar ao esporte de alto nível. Rio de Janeiro: Guanabara, 2006.

MELO, Natália B. C. Motivação de adolescentes para a prática esportiva. Monografia (Escola de Educação Física) – Universidade Federal de Minas Gerais, Belo Horizonte, 2010.

MENEZES, Rafael de; VERENGUER, Rita de Cassia Garcia. Educação Física no ensino médio: O sucesso de uma proposta segundo os alunos. Revista Mackenzie de Educação Física e Esporte, Barueri, v. 5, p.99-107, 2006.

PERES, André Luis Xavier; MARCINKOWSKI, Bruno Borrin. A motivação dos alunos do ensino médio: Realização das aulas de educação física. Cinergis, Porto Alegre, v. 13, n. 4, p.26-33, dez. 2012.

PISANI et al. Psicologia geral. 11ª ed. Porto Alegre: Vozes, 1990.

ROBERTS, Glyn C.; SPINK, Kevin S.; PEMBERTON, Cynthia L. Learning experiences in Sport Psychology. Champaign, IL (EUA): Human Kinetics, 1986.

SAMULSKI, Dietmar. Psicologia do esporte: Conceitos e novas Perspectivas. Barueri: Manole, 2009.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2316546426041



Avaliação Qualis Capes (2014):

B4- Educação Física / B3- Interdisciplinar e Psicologia / B5- Educação 

Periodicidade: contínua

ISSN: 2316-5464 online

DOI: 10.5902/23165464

email: kinesisrevista@ufsm.br

 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.