A influencia da prática do judô na postura de atletas do sexo masculino do estado do Paraná

Saray Giovana dos Santos

Resumo


Este estudo teve como objetivo verificar se o tempo e o tipo de prática, bem como a técnica de preferência do Judô acarretam desvios posturais em judocas paranaenses adultos do sexo masculino, com 5 ou mais anos de prática. Participaram do estudo 37 sujeitos das cidades de Foz do Iguaçu, Cascavel, Maringá e Curitiba; faixa etária entre 18 e 54 anos, com tempo médio de prática de 14,1 anos. A coleta de dados foi realizada nos locais de treinamento dos respectivos sujeitos e como instrumento de medida utilizou-se uma ficha para avaliação postural; um tabuleiro quadriculado, uma ficha para medidas antropométricas, além de uma entrevista para identificação. Os dados foram analisados através de estatística descritiva e inferencial. Todas as hipótese foram testadas ao nível de significância de 0,05. Os resultados indicaram que a prática sistemática do Judô, caracterizada por programas específicos de prática unilateral, tempo prolongado de prática e treinamento de "tokui-waza", parece ter implicações negativas no desenvolvimento postural dos judocas.


Texto completo:

Sem título


DOI: https://doi.org/10.5902/2316546410132



Avaliação Qualis Capes (2014):

B4- Educação Física / B3- Interdisciplinar e Psicologia / B5- Educação 

Periodicidade: contínua

ISSN: 2316-5464 online

DOI: 10.5902/23165464

email: kinesisrevista@ufsm.br


 

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial-ShareAlike 4.0 International License.