n. 58 (2021): Mulheres indígenas: entre o ontem e o hoje

					Visualizar n. 58 (2021): Mulheres indígenas: entre o ontem e o hoje

Esta edição tem por meta ser um espaço de visibilidade à escrita de mulheres indígenas, de várias etnias. Os textos poderão inscrever-se em vários gêneros: científicos, relatos, histórias, memoriais, autobiografias, poemas, além de uma seção de artes, fotos, pinturas e outros. As mulheres indígenas são lideranças fundamentais na luta dos povos originários pelo reconhecimento étnico, pela terra, pela identidade. Como nós mulheres ocidentais, elas se dividem entre muitos afazeres e responsabilidades, além de enfrentar a violência de gênero que irrompe sempre que levantam sua voz e, geralmente, são ignoradas por mulheres ocidentais, mais um motivo que justifica a especialidade desse número 58 da Fragmentum.

Publicado: 2022-02-04