Análise das produções científicas acerca de recursos pedagógicos acessíveis da tabela periódica utilizados no processo de ensino e aprendizagem de alunos surdos

Lucas Maia Dantas, Regina Barwaldt, Amélia Rota Borges de Bastos, Felipe Vasconcelos Farias Aragão

Resumo


A tabela periódica é um recurso pedagógico utilizado pelos professores como apoio ao processo de ensino e aprendizagem de inúmeros conceitos químicos. Edificá-la como um recurso acessível é condição para a aprendizagem de alunos com surdez em aulas de química. Neste artigo, fruto de um estudo de revisão sistemática, realizamos uma busca de artigos sobre a temática tabela periódica para alunos surdos, com enfoque na existência de termos relacionados aos elementos químicos em LIBRAS e recursos pedagógicos acessíveis para o ensino deste conceito científico, no período de 2015 a 2019. A análise das publicações evidencia que são ainda incipientes os recursos para o ensino da tabela periódica ao público surdo. Os materiais existentes se constituem em recursos que buscam pela via visual a apresentação dos conceitos mediados por intérpretes em LIBRAS. No que tange a existência de sinais, o estudo identificou apenas oito, número inexpressivo frente ao quantitativo de termos químicos que este conceito envolve. Os resultados apontam para a emergência da proposição de sinais para este conceito químico, de forma a oportunizar aos estudantes surdos o acesso a este importante campo epistêmico.


Palavras-chave


Recursos pedagógicos; tabela periódica; surdos.

Texto completo:

PDF HTML

Referências


ALMEIDA, Maria Vani Magalhães; ALVES, José Moysés; JARDIM, Jecy Jane dos Santos; SALES, Elielson Ribeiro de. et al. O ambiente logo como elemento facilitador na releitura de significados em uma atividade de ciências com alunos surdos. In: Encontro Latino-Americano de Pós-Graduação, VII. São José dos Campos - SP. Anais... São José dos Campos-SP: UNIVAP, 2007.

ARAÚJO, Rafael; NUNES, Israel P.; REZENDE, Henrique de P. Concepção de um Jogo Digital Educativo usando Design Participativo para Ensino Contextualizado da Tabela Periódica. In: Workshops do Congresso Brasileiro de Informática na Educação. 2019. p. 524. Encontro Latino-Americano de Pós-Graduação. Anais... São José dos Campos-SP: UNIVAP, 2007.

BARRAL, Julia; DA SILVA, Wagner Seixas; RUMJANEK, Vivian M. O surdo e a ciência: aumentando a acessibilidade do jovem surdo ao conhecimento científico através do desenvolvimento de sinais técnicos/científicos em Língua Brasileira de Sinais. In: II Congresso Nacional de Ensino de Ciências e Formação de Professores-CECIFOP. 2017, Catalão. Congresso Nacional de Ciências e Formação de Professores-CECIFOP2017, Goiás - GO, 2017. v1. P.1130-1139.

BARRETO, Gislane Silverio Neto et al. História da Ciência nos livros didáticos de Química: Tabela Periódica como objeto de investigação. XVII Encontro Nacional de Ensino de Química, Florianópolis - SC, v. 18, 2016.

BASTOS, Amélia Rota Borges de. Proposição De Recursos Pedagógicos Acessíveis: O Ensino De Química e a Tabela Periódica. Journal of Research in Special Educational Needs, Hoboken, New Jersey, v. 16, p. 923-927, 2016.

BASTOS, Amélia Rota Borges de; DANTAS, Lucas Maia; TEIXEIRA, Raquel Lopes. Tabela Periódica Acessível: da proposição do recurso à implementação no ensino de alunos com deficiência visual. Revista Debates em Ensino de Química, Rio Grande – RS, v. 3, n. 2 ESP, p. 34-49, 2017.

BASTOS, Amélia Rota Borges de; MASTROIANO, Yuri Freitas; TEIXEIRA, Raquel Lopes. Glossário de vidrarias: material de apoio ao ensino de alunos com deficiência. In: Encontro de Debates no Ensino de Química, 37 (37° EDEQ), Rio Grande. Atas. Rio Grande do Sul, 2016.

BRASIL, Câmara dos Deputados. Lei nº 13.146, de 6 de julho de 2015. Institui a Lei Brasileira de Inclusão da Pessoa com Deficiência (Estatuto da Pessoa com Deficiência). Diário Oficial da União, 2015.

BRASIL, BRASÍLIA. Decreto Nº 5626 de 22 de dezembro de 2005. Regulamenta a lei nº10, v. 436, 2005.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília, DF, 1988.

BRASIL, Lei 13.409 de 28 de dezembro de 2016. Diário Oficial da União, 2016.

BRASIL, Lei de Diretrizes. Lei nº 10.436, de 24 de abril de 2002. Dispõe sobre a Língua Brasileira de Sinais-Libras e dá outras providências. Diário Oficial da União, 2002.

BRASIL, Lei. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União, 1996.

CAPORALI, Sueli Aparecida; DIZEU, Liliane Correia Toscano de Brito. A língua de sinais constituindo o surdo como sujeito. Educação & Sociedade, Campinas – SP, v. 26, n. 91, p. 583-597, 2005.

CARVALHO, Vinicius da Silva; et. al. A elaboração de material didático sobre o conteúdo de ligações químicas, iônica e covalente, voltado para o ensino do aluno surdo: uma proposta de sinais. In: Encontro Nacional de Ensino de Química, XVIII, Florianópolis -SC, 2016.

CÉSAR, Elói T.; REIS, Rita de C.; ALIANE, Cláudia S. de M. Tabela periódica interativa. Revista Química Nova na Escola, São Paulo - SP, v. 37, n. 3, p. 180-186, 2015.

CHARALLO, Thalita; FREITAS, Kátya; ZARA, Reginaldo. Mapa conceitual semiestruturado no ensino de conceitos químicos para alunos surdos. Encontro Nacional de Pesquisa em Educação em Ciências, Florianópolis - SC, v. 11, p. 1-9, 2017.

CHASSOT, Attico. Alfabetização científica: uma possibilidade para a inclusão social. Revista Brasileira de Educação, São Leopoldo, n. 22, p. 89-100, 2003.

CRUZ, Osilene; PRADO, Rosana. História da educação de surdos e as atuais perspectivas para o ensino de habilidades de leitura e escrita. Revista Inter Ação, v. 43, n. 3, p. 801-818, 2018.

DA ROCHA, Guilherme Sales; DE SOUZA LEAL, Wesley; MESSEDER, Jorge Cardoso. O uso da fotografia no estudo da tabela periódica/Use of photography in the periodic table study. Revista Dynamis, v. 25, n. 2, p. 205-223, 2019.

DA SILVA, Egle Katarinne Souza; LIMA, João Paulo Ferreira; FERREIRA, Maricélia Lucena. “Descobrindo os elementos químicos”: jogo lúdico proporcionando uma aprendizagem significativa sobre a tabela periódica. Revista de Pesquisa Interdisciplinar, Cajazeiras – Paraíba, v. 1, n. Esp, 2016.

DE SÁ, Osilene Maria; DA CRUZ, Silva; PINHEIRO, Viviane Da Silva. Visualidade, Língua de Sinais e Conhecimento Prévio. Revista Communitas, v. 4, n. 7, p. 312-326, 2020.

DOS SANTOS, Adriana Vieira; ARAÚJO, Felipe Barbosa. Utilização de jogo didático para o ensino de tabela periódica. Revista Eletrônica Ludus Scientiae, v. 1, n. 2, 2017.

FAULSTICH, Enilde. Glossário sistêmico de Léxico terminológico para pesquisadores surdos. Brasília: Centro Lexterm, 2012.

FAULSTICH, Enilde. 2014. Sinal-Termo. Nota lexical. Centro Lexterm. Disponível em: http://www.centrolexterm.com.br/notas-lexicais. Acesso em: 30 dez. 2019.

FERREIRA, Celeste Rodrigues; ARROIO, Agnaldo. O uso de visualizações no Ensino de Química: a formação inicial do professor de Química. Revista Brasileira de Ensino de Química. V. 4, n. 2, p. 31-42, 2009.

FERREIRA, Flora Maria Barros. Tabela Periódica Interactiva On-line: Uma Experiência Com Alunos do 10º ano e Reformulação do Recurso Digital. Dissertação de Mestrado em Educação Multimédia, Universidade do Porto, Porto – PT. 2005.

FLÔR, Cristhiane Cunha; História da Ciência na Educação Química: Síntese de elementos transurânicos e extensão da Tabela Periódica. XIV Encontro Nacional de Ensino de Química (XIV ENEQ), ENEQ, 2008.

FNDE - Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Química - Conteúdo do Portal do FNDE. Disponível em: http://www.fnde.gov.br/component/k2/item/4083-qu%C3%ADmica. Acesso em: 07 jun.2020.

GAUDIOT, Denise Maria Simões Freire. Sala de aula para surdos: recomendações ergonômicas. 2010. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-graduação em Design, Universidade Federal de Pernambuco, Recife – PE, 2010.

GODOI, Thiago André de Faria; OLIVEIRA, Hueder Paulo Moisés de; CODOGNOTO, Lúcia. Tabela periódica–um super trunfo para alunos do ensino fundamental e médio. Química nova na escola, v. 32, n. 1, p. 22-25, 2010.

GOLDFELD, Marcia. Fundamentos em fonoaudiologia: linguagem. Guanabara Koogan, 2003.

HONORA, Márcia. Inclusão educacional de alunos com surdez: concepções e alfabetização. São Paulo, SP: Cortez, 2014.

IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Estatísticas de gênero: uma análise do censo demográfico de 2010. Rio de Janeiro: IBGE, 2010. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/apps/snig/v1/?loc=0&cat=-1,-2,-3,128&ind=4643. Acesso em: 07 jan. 2020.

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP). Censo Escolar, 2018. Brasília: MEC. 2018. Disponível em: http://portal.inep.gov.br/informacao-da-publicacao/-/asset_publisher/6JYIsGMAMkW1/document/id/6386080. Acesso em: 14 jan. 2020.

KITCHENHAM, Barbara. Procedures for performing systematic reviews. Tech. Report TR/SE-0401 Keele, UK, Keele University, v. 33, p. 1-26, 2004.

LACERDA, Cristina Broglia Feitosa de. A inclusão escolar de alunos surdos: o que dizem alunos, professores e intérpretes sobre esta experiência. Cad. CEDES, Campinas, v. 26, n. 69, p. 163-184, Aug. 2006. Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0101-32622006000200004&lng=en&nrm=iso. Acesso em: 05 jun. 2020.

LACERDA, Cristina. Broglia Feitosa de; POLETTI, Juliana. Esteves. A escola inclusiva para surdos: a situação singular do intérprete de língua de sinais. In: Fávero, O; Ferreira, W.; Ireland, T. & Barreiros, D. (Orgs.) Tornar a educação inclusiva. (pp. 159-176). Brasília: Unesco/ANPED, v. 1. 2009.

LEITE, Bruno Silva. O ano internacional da tabela periódica e o ensino de química: das cartas ao digital. In: Química Nova [online], São Paulo – SP, vol. 42, n.6, abr. 2019, p.702-710. Disponível em http://static.sites.sbq.org.br/quimicanova.sbq.org.br/pdf/ED20190092.pdf. Acesso em: 07 jan. 2020.

LEITE, Helena S. A.; PORTO, Paulo A. Análise da abordagem histórica para a tabela periódica em livros de química geral para o ensino superior usados no Brasil no século XX. Química Nova, São Paulo, v. 38, n. 4, p. 580-587, Maio. 2015.

LOPES, Reinaldo José; HÖLZLE, Luís Roberto Brudna. Um Mergulho na Tabela Periódica. 1. ed. São Paulo: C6 Bank, 2019. 84p.

LUCA, Anelise Grünfeld de. et al. Uma abordagem histórica da tabela periódica. In: SANTOS, Sandra Aparecida dos (Org.); RIBEIRO, Marcus Eduardo Maciel (Org.). Ensino de Ciências: reflexões e diálogos. Rio do Sul: Unidavi, 2015, p. 14.

LUZ, Eloisa Rodrigues da. O Ensino de Química para Surdos: uma análise a partir da triangulação de dados. Trabalho de Conclusão de Curso. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Goiás, Anápolis - Goiás, 2016.

MARINHO, Margot Latt. O ensino de Biologia: o intérprete e a geração de sinais. 2007. 144 f. 2007. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Departamento de Linguística, Português e Línguas Clássicas, Universidade de Brasília, Brasília.

MEIRELES, Rosana Maria do Prado Luz; DA COSTA, Valdelúcia Alves. Educação Bilíngue de alunos surdos: experiências inclusivas na Escola Municipal Paulo Freire, Niterói (RJ). Dissertação de Mestrado em Educação, Universidade Federal Fluminense, Niterói – RJ, 2010.

MOURA, Maria Cecília de. Surdez e linguagem. In: LACERDA, Cristina Broglia Feitosa de; SANTOS, Lara Ferreira dos. (Org.). Tenho um aluno surdo, e agora?: introdução à Libras e educação de surdos. São Carlos: EdUFSCar, 2014. p.13-26.

NOGUEIRA, Emanuela Pinheiro; DA SILVA BARROSO, Maria Cleide; DE GOES SAMPAIO, Caroline. A importância da libras: um olhar sobre o ensino de química a surdos. Investigações em Ensino de Ciências, Porto Alegre – RS, v. 23, n. 2, p. 49-64, 2018.

OLIVEIRA, Walquíria Dutra de; BENITE, Anna Maria Canavarro. Aulas de ciências para surdos: estudos sobre a produção do discurso de intérpretes de LIBRAS e professores de ciências. Ciência & Educação, Bauru - SP, v. 21, n. 2, p. 457-472, 2015.

PEREIRA, Maria. Cristina Cunha; CHOI, Daniel; VIEIRA, Maria Inês; GASPAR, Priscila; NAKASATO, Ricardo. LIBRAS: conhecimento além dos sinais. São Paulo: Pearson Prentice Hall, 2011.

PERLIN, Gladis; STROBEL, Karin. Fundamentos da Educação de Surdos. Universidade Federal de Santa Catarina. Licenciatura em Letras/Língua Brasileira de Sinais, Florianópolis, 2006.

PONTARA, Amanda Bobbio. Desenvolvimento de sinais em Libras para o ensino de Química orgânica: um estudo de caso de uma escola de Linhares/ES. Dissertação de Mestrado, Universidade Federal do Espírito Santo, Espírito Santo, 2017.

REILY, Lucia. Escola Inclusiva: linguagem e mediação. 4. ed. Campinas. Papirus editora, 2004.

REIS, Esilene dos Santos. O ensino de Química para alunos surdos: desafios e práticas dos professores e intérpretes no processo de ensino e aprendizagem de conceitos químicos traduzidos para Libras. Dissertação de Mestrado, Programa de Pós-graduação em Ensino de Ciências e Matemática, Universidade Federal do Ceará, Fortaleza – CE, 2015.

RIBEIRO, Rafael Abdala Mendonça; DA SILVA, Roberto Ribeiro. Estudo da tabela periódica enfocando experimentos, história da ciência e sistemas conceituais. Revista Metáfora Educacional, Feira de Santana – BA, n. 21, p. 174-204, 2016.

SALDANHA, Joana Correia. O Ensino de Química em Língua Brasileira de Sinais. Dissertação de Mestrado, Universidade do Grande Rio, Duque de Caxias - RJ, 2011.

SAMPAIO, Rosana Ferreira; MANCINI, Marisa Cotta. Estudos de Revisão Sistemática: um guia para síntese criteriosa da evidência científica. Revista brasileira de fisioterapia, São Carlos – SP, v. 11, n. 1, p. 83-89, 2007. Disponivel em: http://www.scielo.br/pdf/rbfis/v11n1/12.pdf. Acesso em: 31 jan. 2020.

SANTOS, Patricia Tuxi dos. A terminologia na língua de sinais brasileira: proposta de organização e de registro de termos técnicos e administrativos do meio acadêmico em glossário bilíngue. Dissertação de Mestrado, Universidade de Brasília, Brasília – DF, 2017.

SANTOS, Rosilene Montavoldão et al. Ensino de Conceitos Científicos no Contexto da Surdez: Uma Leitura Segundo a Perspectiva Sócio-histórica. Revista Experiências em Ensino de Ciências, v. 13, n. 5, p. 204-222, 2018. Disponível em: https://if.ufmt.br/eenci/artigos/Artigo_ID535/v13_n5_a2018.pdf. Acesso em: 27 mai. 2020.

SOUSA, Jaliade Chaves et. Al. Bancada eletrônica de elementos químicos da tabela periódica para alunos com surdez e cegueira. In: 55º Congresso Brasileiro de Química, Goiânia - GO. Anais do CBQ, 2015.

SOUZA, Etiene Sizo de. et. al. Tecnologia de educação especial para o ensino de química aos alunos surdos. In: 55º Congresso Brasileiro de Química, Goiânia - GO. Anais do CBQ, 2015.

THOMA, Adriana da Silva et al. Relatório sobre a política linguística de educação bilíngue: língua brasileira de sinais e língua portuguesa. Brasília: Ministério da Educação, 2014.

VERTUAN, Greice De Souza; DOS SANTOS, Lara Ferreira. O ensino de química para alunos surdos: uma revisão sistemática. Revista Educação Especial, Santa Maria- RS, v. 32, p. 44-1-20, 2019.

WHO - World Health Organization. Deafness and hearing loss. Disponível em: https://www.who.int/en/news-room/fact-sheets/detail/deafness-and-hearing-loss. Acesso em: 24 jul. 2020.

ZIESMANN, Cleusa Inês. Práticas pedagógicas em sala de aula com surdos: implicações nos processos de ensino e de aprendizagem. Dissertação de Mestrado (Educação nas Ciências) Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, Ijuí, 2015.

ZUCOLOTTO, Marcele Pereira da Rosa; RUIZ, Luciana Rodrigues; PINHEIRO, Najara Ferrari. REFLEXÕES SOBRE LINGUAGEM, SOCIEDADE E SURDEZ. Revista Uniabeu, Belford Roxo – RJ, v. 12, n. 30, 2019.




DOI: https://doi.org/10.5902/1984686X48149

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoespecial.ufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial

 

ISSN eletrônico: 1984-686X

DOIhttp://dx.doi.org/10.5902/1984686X

Qualis/Capes: Educação A2

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação Especial agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International (CC BY-NC 4.0)

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

__________________________________________________