Prevenção e enfrentamento do bullying: o papel de professores

Jorge Luiz da Silva, Marina Rezende Bazon

Resumo


A boa convivência entre os estudantes no ambiente escolar representa um desafio. Como na escola o pluralismo da sociedade é refletido, as diferenças pessoais, étnicas/culturais e econômicas podem originar conflitos e violência. A violência entre pares, intencional, repetitiva, que envolve desequilíbrio de poder, é denominada bullying. A escola é o local principal de expressão desta problemática que, no Brasil, ocorre com maior frequência nas salas de aula. O bullying afeta negativamente o clima escolar e o desenvolvimento de todos os envolvidos - agressor, vítima e espectadores. Embora o nível de conhecimento dos professores sobre o bullying varie em termos de abrangência e de profundidade, este não é, de modo geral, suficiente para que identifiquem ou para que sejam sensíveis a todas as agressões em sala de aula. Dentro disso, as intervenções que realizam tendem a ser pontuais e desarticuladas. Para muitos professores e outros agentes escolares prevalece a crença de que o bullying é “brincadeira” de crianças/adolescentes e de que as suas consequências não são muito graves. Assim, denota-se a importância de formação do professor, de modo a incrementar não somente seu conhecimento sobre o tema, mas, principalmente, sua sensibilidade e sua competência para intervir no problema, contribuindo assim para que o clima escolar seja menos violento e excludente. Esse é o foco deste ensaio teórico.

Palavras-chave


Bullying; Formação do professor; Intervenção.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.5902/1984686X28082

CONTATO:

E-mail: revistaeducacaoespecial.ufsm@gmail.com

Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Centro de Educação - Lapedoc
Av. Roraima, 1000 - Cidade Universitária
97105-900 - Santa Maria - RS, Brasil.
Telefone: +55 55 3220 8795

Link: https://periodicos.ufsm.br/educacaoespecial

 

ISSN eletrônico: 1984-686X

DOIhttp://dx.doi.org/10.5902/1984686X

Qualis/Capes: Educação A2

Periodicidade: Publicação contínua

O recebimento de artigos caracteriza-se por fluxo contínuo sem que seja possível prever a data de sua publicação.

 

A Revista Educação Especial agradece auxílio recebido por meio do Edital Pró-Revistas, da Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, da Universidade Federal de Santa Maria. 

 

 Creative Commons License

This work is licensed under a Creative Commons Attribution-NonCommercial 4.0 International (CC BY-NC 4.0)

Contador de visitas
click counter
Contador de visitas

Acessos a partir de 30/11/2016

__________________________________________________