Estaquia de resedá-nacional (Physocalymma scaberrimum Pohl.) em diferentes substratos e concentrações de AIB

Edilene Aparecida Preti, Lilian Yukari Yamamoto, Carina Cardoso, Gisele Silva de Aquino, Vanessa dos Santos Paes, Adriane Marinho de Assis, Maria Helena Machado, Carmen Silvia Vieira Janeiro Neves, Sérgio Ruffo Roberto

Resumo


http://dx.doi.org/10.5902/198050985745

O resedá-nacional (Physocalymma scaberrimum Pohl.) é uma espécie nativa do Brasil que apresenta grande potencial para uso no paisagismo e em reflorestamento, além da madeira ser empregada na marcenaria de luxo. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de diferentes substratos e concentrações de ácido indolbutírico (AIB) na estaquia de resedá-nacional. O delineamento experimental foi o inteiramente casualizado, com cinco repetições em arranjo fatorial 3 x 3, sendo os fatores: tipos de substratos (areia de granulação média; casca de arroz carbonizada e vermiculita de granulação média) e concentrações de AIB (0; 1.000 e 2.000 mg L-1), em parcelas compostas por dez estacas. Após 104 dias da instalação do experimento, foram avaliadas as seguintes variáveis: sobrevivência das estacas; retenção foliar; porcentagem de estacas com calos não enraizadas; estacas enraizadas; número de raízes por estaca; comprimento de raízes por estaca e massa seca das raízes por estaca. Não foram observadas diferenças quanto ao enraizamento em relação à aplicação de AIB, obtendo-se, em média, 23,5%. Entre os substratos, embora as estacas enraizadas em areia e casca de arroz carbonizada tenham apresentado maior retenção foliar, todos os substratos testados podem ser utilizados.

Palavras-chave


estacas; enraizamento; regulador de crescimento; auxina

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5902/198050985745

Licença Creative Commons