CARACTERIZAÇÃO TECNOLÓGICA DA MADEIRA DE HÍBRIDOS DE EUCALIPTO IRRIGADOS E FERTIRRIGADOS

Patrícia Kerlly Ramalho Martins Benites, Adriano da Silva Lopes, Adriana de Fátima Gomes Gouvêa, Fabiana Câmara da Silva, Carla Carolline Borges de Souza

Resumo


O objetivo do trabalho foi verificar o efeito da irrigação e fertirrigação nas propriedades tecnológicas das madeiras dos híbridos de Eucalyptus urograndis (Eucalyptus urophylla x Eucalyptus grandis) e Eucalyptus grancam (Eucalyptus grandis x Eucalyptus camaldulensis), visando a produção de celulose e de carvão vegetal. As análises foram realizadas com delineamento experimental inteiramente casualizado, disposto em esquema fatorial com dois fatores: híbrido (Eucalyptus urograndis e Eucalyptus grancam) e irrigação (microaspersão fertirrigada, microaspersão, gotejamento fertirrigado, gotejamento e tratamento-controle). Foram realizadas as análises de densidade básica das madeiras, teores de lignina insolúvel, extrativos totais, holocelulose, cinzas e caracterização morfológica das fibras em quatro árvores por híbrido, aos 45 meses. O efeito da interação híbrido x irrigação foi significativo a 5% de probabilidade para as variáveis analisadas, com exceção da lignina insolúvel e o índice de Runkel. A irrigação e a fertirrigação não influenciaram a densidade básica da madeira e o teor de lignina insolúvel no Eucalyptus urograndis. O teor de extrativos totais foi reduzido com a aplicação da fertirrigação. De modo geral, não houve influência dos tratos silviculturais nas dimensões das fibras. Dado os resultados apresentados, conclui-se que Eucalyptus grancam apresenta maior sensibilidade à aplicação da irrigação e fertirrigação, que podem ser aplicados aos híbridos Eucalyptus urograndis e Eucalyptus grancam sem prejudicar suas propriedades tecnológicas.


Palavras-chave


carvão vegetal; Eucalyptus grancam; Eucalyptus urograndis; qualidade da madeira

Texto completo:

PDF

Referências


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 11941: Determinação da densidade básica em madeira. Rio de Janeiro, 2003. 6 p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 13999: papel, cartão, pastas celulósicas e madeira: determinação do resíduo (cinza) após a incineração a 525°C. Rio de Janeiro, 2003. 4 p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA TÉCNICA DE CELULOSE E PAPEL. ABTCP - M68. São Paulo, 1968. 10 p.

ANDRADE, L. R. M. Corretivos e fertilizantes para culturas perenes e semiperenes. In: SOUSA, D. M. G.; LOBATO, E. Cerrado, correção do solo e adubação. 2. ed. Brasília: EMBRAPA, 2004. p. 317-366.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE CELULOSE E PAPEL. Dados do setor. [s. l.]: BRACELPA, 2014. Disponível em: Acesso em: 20 abr. 2016.

BARBOSA, B. M. et al. Efeito da fertilização na qualidade da madeira de Eucalyptus spp. Scientia Forestalis, Piracicaba, v. 42, n. 101, p. 29-39, mar. 2014.

BEADLE, C. et al. Effect of irrigation on growth and fiber quality of Eucalyptus globulus and Eucalyptus nitens. Appita Journal, Carlton, v. 54, n. 2, p. 144-147, 2001.

BRAZ, R. L. et al. Caracterização anatômica, física e química da madeira de clones de Eucalyptus cultivados em áreas sujeitas à ação de ventos. Ciência da Madeira, Pelotas, v. 5, n. 2, p. 127-137, 2014.

BRITO, J. O.; BARRICHELO, L. E. G. Correlação entre características físicas e químicas da madeira e a produção de carvão vegetal: 1 - densidade e o teor de lignina da madeira de eucalipto. IPEF, Piracicaba, n. 14, p. 9-20, 1977.

COLODETTE, J. L.; GOMES, F. J. B. Branqueamento de polpa celulósica: da produção da polpa marrom ao produto acabado. 1. ed. Viçosa, MG: Editora UFV, 2015. 816 p.

EVANGELISTA, W. V. et al. Caracterização anatômica quantitativa da madeira de clones de Eucalyptus camaldulensis Dehnh. e Eucalyptus urophylla S.T. Blake. Scientia Forestalis, Piracicaba, v. 38, n. 86, p. 273-284, jun. 2010.

FERNANDES, A. L. T.; FLORÊNCIO, T. M.; FARIA, M. F. Análise biométrica de florestas irrigadas de eucalipto nos cinco anos iniciais de desenvolvimento. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental, Campina Grande, v. 16, n. 5, p. 505-513, 2012.

FOELKEL, C. Os eucaliptos e os elementos não processuais na fabricação de celulose Kraft. 122 p. 2011. Disponível em: Acesso em: 30 abr. 2016.

GOMIDE, J. L.; DEMUNER, B. J. Determinação do teor de lignina em material lenhoso: método klason modificado. O Papel, São Paulo, v. 47, n. 8, p. 36-38, 1986.

GOMIDE, J. L.; FANTUZZI NETO, H.; REGAZZI, A. J. Análise de critérios de qualidade da madeira de eucalipto para a produção de celulose Kraft. Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 34, n. 2, p. 339-344, mar./abr. 2010.

GONÇALEZ, J. C. et al. Wood fiber size and density relationship along the stem of Eucalyptus urograndis. Scientia Forestalis, Piracicaba, v. 42, n. 101, p. 81-89, mar. 2014.

GONÇALVES, J. L. M. et al. Assessing the effects of early silvicultural management on long-term site productivity of fast-growing eucalypt plantations: the Brazilian experience. Southern Forests, Grahamstown, v. 70, n. 2, p. 105-118, ago. 2008.

GOUVÊA, A. F. G. et al. Avaliação da madeira e da polpação Kraft em clones de eucaliptos. Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 33, n. 6, p. 1175-1185, 2009.

IAWA COMMITTEE. IAWA list of microscopic features for hardwood identification. IAWA Bulletin, Leiden, v. 10, n. 3, p. 221-332, 1989.

INDÚSTRIA BRASILEIRA DE ÁRVORES. Indicadores de desempenho do setor nacional de árvores plantadas – 2014. Brasília: IBÁ, 2015. 80 p.

JIANJU, L.; WENBIN, F.; XIUZHEN, D. Fertilization effect on fiber dimensions of Eucalyptus urophylla. In: INTERNATIONAL SYMPOSIUM ON TREE ANATOMY AND WOOD FORMATION, 1995, Kyoto. Proceedings... Kyoto: IUFRO, 1995. p. 189-196.

LOULIDI, I. et al. The physical and mechanical properties of Eucalyptus hybrid E. camaldulensis x E. grandis: comparison with parental species. Research Inventy: International Journal of Engineering and Science, [s. l.], v. 1, n. 1, p. 1-7, aug. 2012.

NEVES, T. A. et al. Avaliação de clones de Eucalyptus em diferentes locais visando à produção de carvão vegetal. Pesquisa Florestal Brasileira, Colombo, v. 31, n. 68, p. 319-330, out./dez. 2011.

NICHOLLS, J. W. P.; DADSWELL, H. E. Tracheid length in Pinus radiata D. Don. Melbourne: Commonwealth Scientific and Industrial Research Organization, 1962. (Division of Forest Products technological paper, n. 24).

OLIVEIRA J. B.; VIVACQUA FILHO, A.; GOMES, P. A. Produção de carvão vegetal: aspectos técnicos. In: PENEDO, W. R. (Ed.). Produção e utilização de carvão vegetal. Belo Horizonte: CETEC, 1982. p. 60-73.

PALERMO, G. P. M. et al. Análise da densidade da madeira de Pinus elliottii Engelm. por meio de radiação gama de acordo com as direções estruturais (longitudinal e radial) e a idade de crescimento. Floresta e Ambiente, Seropédica, v. 10, n. 2, p. 47-57, ago./dez. 2003.

ROCHA, M. F. V. et al. Efeito da Idade e do Espaçamento nas propriedades da madeira para Energia. Biomassa & Energia, Viçosa, MG, v. 5, p. 27, 2012.

SANTANA, W. M. S. et al. Effect of age and diameter class on the properties of wood from clonal Eucalyptus. Cerne, Lavras, v. 18, n. 1, p. 1-8, jan./mar. 2012.

SANTOS, P. V. et al. Qualidade tecnológica da madeira de Corymbia citriodora (Hook.) K.D. Hill & L.A.S. Johnson submetida ao processo de termorretificação. Scientia Forestalis, Piracicaba, v. 44, n. 110, jun. 2016.

SANTOS, R. C. et al. Correlações entre os parâmetros de qualidade da madeira e do carvão vegetal de clones de eucalipto. Scientia Forestalis, Piracicaba, v. 39, n. 90, p. 221-230, jun. 2011.

SILVA, W. L. C.; MAROUELLI, W. A. Fertirrigação de hortaliças. ITEM: Irrigação e Tecnologia Moderna, Brasília, n. 52/53, p. 45-47, 2002.

SILVESTRE, A. J. D. et al. Chemical composition of pitch deposits from an ECF Eucalyptus globulus bleached Kraft pulp mill: its relationship with wood extractives and additives in process streams. Appita Journal, Carlton, v. 52, n. 5, p. 375-381, 1999.

TAIZ, L.; ZEIGER, E. Fisiologia vegetal. 4. ed. Porto Alegre: Artmed, 2009. 848 p.

TECHNICAL ASSOCIATION OF THE PULP AND PAPER INDUSTRY. Test methods T257 om-92: sampling and preparing wood for analysis. Atlanta: TAPPI, 1996. v. 1.

THOMAS, D. S.; MONTAGU, K. D.; CONROY, J. P. Temperature effects on wood anatomy, wood density, photosynthesis and biomass partitioning of Eucalyptus grandis seedlings. Tree Physiology, Victoria, v. 27, p. 251-260, feb. 2007.

TOMAZELLO FILHO, M. Efeito da irrigação e fertilização nas propriedades do lenho de árvores de Eucalyptus grandis x urophylla. 2006. 146 f. Tese (Concurso de Livre Docência junto ao Departamento de Ciências Florestais) - Escola Superior de Agricultura “Luiz de Queiroz”, Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2006.

TRUGILHO, P. F. et al. Avaliação de clones de Eucalyptus para produção de carvão vegetal. Cerne, Lavras, v. 7, n. 2, p. 104-114, 2001.

TRUGILHO, P. F. et al. Características de crescimento, composição química, física e estimativa de massa seca de madeira em clones e espécies de Eucalyptus jovens. Ciência Rural, Santa Maria, v. 45, n. 4, p. 661-666, abr. 2015.

TRUGILHO, P. F.; LIMA, J. T.; MENDES, L. M. Influência da idade nas características físico-químicas e anatômicas da madeira de Eucalyptus saligna. Cerne, Lavras, v. 2, n. 1, p. 94-111, jul. 1996.

VITAL, B. R.; JESUS, R. M.; VALENTE, O. F. Características de crescimento de árvores e de qualidade da madeira de Eucalyptus camaldulensis para a produção de carvão. IPEF, Piracicaba, n. 47, p. 22-28, maio 1994.




DOI: http://dx.doi.org/10.5902/1980509835320

Licença Creative Commons