PRODUÇÃO E APORTE DE CARBONO, NITROGÊNIO E FÓSFORO NA SERAPILHEIRA FOLIAR DO PARQUE NACIONAL SERRA DE ITABAIANA

Audenis Fagner de Jesus Nascimento, Tácio de Oliveira da Silva, Renisson Neponuceno Araújo Filho, Everardo Valadares de Sá Barretto Sampaio, Alceu Pedrotti, Maria Isidória Silva Gonzaga, Victor Casimiro Piscoya

Resumo


A serapilheira é uma das principais vias de retorno de nutrientes no sistema planta-solo-planta e sua determinação permite analisar a reestruturação de ambientes florestais antropizados. O conhecimento da produção da serapilheira é fundamental para determinar o potencial de regeneração de uma área por meio do aporte e ciclagem dos nutrientes. Objetivou-se neste estudo quantificar a produção de serapilheira e o aporte de carbono e dos nutrientes da fração foliar em áreas de ocorrência de Neossolos Quartzarênicos, com vegetação em diferentes estágios de regeneração, no Parque Nacional Serra de Itabaiana, em Sergipe. Em cada uma das áreas de Areias Brancas Abertas (ABA), Areias Brancas Intermediárias (ABI) e Areias Brancas Fechadas (ABF) instalaram-se coletores nos quais a serapilheira foi coletada mensalmente, de janeiro a dezembro de 2011. Em subamostras da serapilheira foram determinadas as quantidades de carbono (C), nitrogênio (N) e fósforo (P). Com a ação do fogo nas áreas de Areias Brancas do Parque da Serra de Itabaiana, ficou evidente que o mesmo altera o estado de equilíbrio dinâmico alcançado pelo ecossistema, logo, as condições nutricionais do solo são modificadas. Os acúmulos de C, N e P não apresentaram variação sazonal significativa, de acordo com a produção da serapilheira em cada área estudada, sendo que a área ABF proporcionou os maiores acúmulos destes elementos ao longo do período de avaliação.


Palavras-chave


Mata Atlântica; perturbação antrópica; matéria orgânica; processo de regeneração.

Texto completo:

PDF

Referências


BANZATTO, D. A.; KRONKA, S. N. Experimentação agrícola. 4.ed. Jaboticabal: FUNEP, 2006. 237p.

CASCARDO, J. C. M.; OLIVEIRA, L. E. M.; SOARES, A. M. Disponibilidade de água e doses de gesso agrícola nas relações hídricas da seringueira. Revista Brasileira de Fisiologia Vegetal, São Carlos, v. 5, n. 1, p. 31-34, jun. 1993.

CIANCIARUSO, M. V. et al. Produção de serapilheira e decomposição do material foliar em um cerradão na Estação Ecológica de Jataí, município de Luiz Antônio, SP, Brasil. Acta Botânica Brasileira, Belo Horizonte, v. 20, n. 1, p. 49-59, 2006.

COSTA, C. C. A. et al. Análise comparativa da produção de serapilheira em fragmentos arbóreos e arbustivos em área de caatinga na FLONA de Açu-RN. Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 34, n. 2, p. 259-265, 2010.

DANTAS, T. V. P. et al. Florística e estrutura da vegetação arbustivo-arbórea das Areias Brancas do Parque Nacional Serra de Itabaiana/Sergipe, Brasil. Revista Brasileira de Botânica, São Paulo, v. 33, n. 4, p. 575-588, 2010.

DANTAS, T. V. P.; RIBEIRO, A. S. Estrutura populacional de Kielmeyera rugosa Choisy (Clusiaceae) no Parque Nacional Serra de Itabaiana, Estado de Sergipe. Acta Scientiarum Biological Sciences, Londrina, v. 32, p. 141-146, 2010.

EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Solos. Sistema brasileiro de classificação de solos. 2. ed. Rio de Janeiro: EMBRAPA, 2006. 306 p.

EMBRAPA. Levantamento exploratório: reconhecimento de solos do estado de Sergipe. Recife: Embrapa; SUDENE, 1975.

FERNANDES, M. E. B.; NASCIMENTO, A. A. M.; CARVALHO, M. L. Estimativa da produção anual de serapilheira dos bosques de mangue no Furo Grande, Bragança-Pará. Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 31, n. 5, p. 949-958, 2007.

FERREIRA, D. F. Sisvar: a computer statistical analysis system. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 35, n. 6, p. 1039-1042, 2011.

FIGUEIREDO FILHO, A. et al. Avaliação estacional da deposição de serapilheira em uma floresta ombrófila mista localizada no sul do Estado do Paraná. Ciência Florestal, Santa Maria, v. 13, 2003. p. 11-18.

HOMANN, P. S. et al. Forest soil carbon and nitrogen losses associated with wildfire and prescribed fire. Soil Science Society of America Journal, Madison, v. 7, p. 1926-1934, 2010.

IBGE. Manual técnico da vegetação brasileira. Rio de Janeiro: IBGE, 1992. 94 p. (Série de manuais técnicos em geociências, 1).

JOBBAGY, E. G.; JACKSON, R. B. The uplift of soil nutrients by plants: biogeochemical consequences across scales. Ecology, Brooklyn, v. 85, p. 2380-2389, 2004.

KEELEY, J. E.; FOTHERINGHAM, C. J.; BAER-KEELEY, M. Determinants of post-fire recovery and succession in Mediterranean-climate shrub lands of California. Ecological Applications, Washington, v. 15, p. 1515–1534, 2005.

KNICKER, H. Vegetation fires and burnings, how does char input affect the nature and stability of soil organic nitrogen and carbon? - A review. Biogeochemistry, Malden, v. 85, p. 91-118, 2007.

KREYLING J. et al. Assisted colonization: a question of focal units and recipient localities. Restoration Ecology, Malden, v. 19, p. 433-440, 2011.

LUIZÃO, R. C. C. et al. Variation of carbon and nitrogen cycling processes along a topographic gradient in a central Amazonian forest. Global Change Biology, Malden, v. 10, p. 592- 600, 2004.

MALAVOLTA, E.; VITTI, G. C.; OLIVEIRA, S. A. Avaliação do estado nutricional das plantas: princípios e aplicações. 2. ed. Piracicaba: POTAFOS, 1997. 319 p.

MARTINS, S. V.; RODRIGUES, R. R. Produção de serapilheira em clareiras de uma floresta estacional semidecidual no município de Campinas, SP. Revista Brasileira de Botânica, São Paulo, v. 22, p. 405-412, 1999.

MONTAGNINI, F.; JORDAN, C. F. Tropical Forest ecology: the basis for conservation and management. Berlin: Springer-Verlag, 2005.

MORELATO, L. P. C. Nutrient cycling in two southeast Brazilian forests. I. Litterfall and litter standing crop. Journal of Tropical Ecology, Winchelsea, v. 4, p. 205-215, 1993.

PROGRAMA DE MONITORAMENTO CLIMÁTICO EM TEMPO REAL DA REGIÃO NORDESTE. Precipitação. 2012. Disponível em: . Acesso em: 10 jan. 2012.

RODRIGUES, R. R.; GANDOLFI, S. Conceitos, tendências e ações para a recuperação de florestas ciliares. In: RODRIGUES, R. R.; LEITÃO, H. F. (Ed.). Matas ciliares: conservação e recuperação. São Paulo: EDUSP; FAPESP, 2000. p. 235-247.

SANTANA, J. A. S. Estrutura fitossociológica, produção de serapilheira e ciclagem de nutrientes em uma área de Caatinga no Seridó do Rio Grande do Norte. 2005. 184 f. Tese (Doutorado em Agronomia) – Universidade Federal da Paraíba, Areia, 2005.

SANTANA, J.A.S.; SOUTO, J.S. Produção de serapilheira na Caatinga da região semi-árida do Rio Grande do Norte, Brasil. Idesia, Arica, v. 29, n. 2, 2011, p. 87-94.

SEDJO, R., SOHNGEN, B.; MENDELSOHN, R. Estimating carbon supply curves for global forests and other land uses. Washington: Resources for the Future, 2001. 34 p.

SOUZA, J. A.; DAVIDE, A. C. Deposição de serapilheira e nutrientes em uma mata não minerada e em plantações de bracatinga (Mimosa scabrella) e de eucalipto (Eucaliptus saligna) em áreas de mineração de bauxita. Cerne, Lavras, MG, v. 7, n. 1, p. 101-114, 2001.

SHUMACHER, M. V. Produção de serapilheira em uma floresta de Araucaria angustifolia (Bertol.) Kuntze no município de Pinhal - RS. Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 28, n. 1, p. 29-37, 2004.

STATSOFT. Statistica data analysis system version 8.0. Tulsa: Statsoft Inc., 2008.

TERROR, V. L.; SOUSA, H. C.; KOZOVITS, A. R. Produção, decomposição e qualidade nutricional da serapilheira foliar em uma floresta paludosa de altitude. Acta Botânica Brasileira, Belo Horizonte, v. 25, n. 1, p. 113-121, 2011.

VITAL, A. R. T. et al. Produção de serapilheira e ciclagem de nutrientes de uma floresta estacional semidecidual em zona ripária. Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 28, n. 6, p. 793-800, 2004.

VICENTE, A. et al. Levantamento Botânico. In: CARVALHO, C. M.; VILAR, J. C. (Coord.). Parque Nacional Serra de Itabaiana: levantamento da biota. São Cristóvão: UFS; Aracaju: IBAMA, 2005. p. 15-35.

WHITE, B. L. A.; RIBEIRO, A. S. Análise da precipitação e sua influência na ocorrência de incêndios florestais no Parque Nacional Serra de Itabaiana, Sergipe, Brasil. Revista Ambiente e Água, Taubaté, v. 6, p. 148-156. 2011.




DOI: https://doi.org/10.5902/1980509831573

Licença Creative Commons