EVOLUÇÃO DOS PREÇOS E CUSTOS UNITÁRIOS DA FABRICAÇÃO DO COMPENSADO NO ESTADO DO PARANÁ, BRASIL

Ana Paula Donicht Fernandes, Vitor Afonso Hoeflich, Cláudio José Luchesa, Jorge Antonio de Farias

Resumo


Este trabalho analisou a evolução dos componentes do custo da fabricação do compensado e do preço pago aos fabricantes, além de identificar a influência das varáveis macroeconômicas envolvidas. A pesquisa foi realizada com base nos preços e custos do período entre 2005 a 2012. Foram calculados os Índices de Preço com os dados reais médios anuais deflacionados para dezembro de 2012, e para avaliar a relação existente entre os dados e as variáveis macroeconômicas, utilizou-se o coeficiente de correlação de Pearson. Os resultados indicaram o aumento de 0,08% nos custos reais da cola ureica e a redução de 2,7%, 4,7% 9,9% e 11,7% do custo dos insumos: energia elétrica, cola fenólica, serrado e diesel, respectivamente. Todavia, tal diminuição foi bastante inferior se comparada com a diminuição de 26% do preço recebido pela indústria pelo compensado no período analisado. As lâminas de madeira, no entanto, acompanharam a redução nos preços e tiveram uma queda de 25%, em contrapartida, a mão de obra teve um aumento de 63%. Observou-se uma queda mais acentuada no preço do produto final do que nos custos unitários dos insumos. A análise realizada permite uma compressão da margem de contribuição e a grande influência das variáveis macroeconômicas no preço de venda e nos componentes do custo de produção da fabricação do compensado.


Palavras-chave


economia florestal; índice de preços; margem de contribuição.

Texto completo:

PDF

Referências


ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PRODUTORES DE FLORESTAS PLANTADAS. Anuário estatístico da ABRAF 2012 ano base 2011. Brasília: ABRAF, 2012. 150 p.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE PRODUTORES DE FLORESTAS PLANTADAS. Anuário estatístico da ABRAF 2013 ano base 2012. Brasília: ABRAF, 2013. 148 p.

BISQUERRA, R.; SARRIERA, J. C.; MARTINEZ, F. Introdução à estatística: enfoque informático com o pacote estatístico. SPSS. Porto Alegre: Artes Médicas, 2001.

CAVALCANTI, R. Cenários Macroeconômicos: uma proposta preliminar para o desenbanco. Salvador: Agência de Fomento do Estado da Bahia, 1999. (Artigo Técnico, 2).

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS PARA ALIMENTAÇÃO E AGRICULTURA. Food and Agriculture Organization of the United Nations. 2013. Disponível em: Acesso em: 2 ago. 2013.

FERNANDES, A. C. Cálculos na agroindústria da cana-de-açúcar. Piracicaba: STAB, 2003. 240 p.

GARCIA, M. P.; PICCINI, A. A. P.; FERREIRA, E. S. Avaliação da qualidade de quatro resinas comerciais utilizadas na colagem de painéis de madeira reconstituída. In: CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA, 18., 2009, Pelotas. Anais... Pelotas: Imprensa Universitária, 2009.

IWAKIRI, S. et al. Produção de compensados de Pinus taeda L. e Pinus oocarpa Schiede com diferentes formulações de adesivo uréia formaldeído. Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 26, n. 3, p. 371-375, 2002.

MILONE, G.; ANGELINI, F. Estatística Aplicada. 1. ed. São Paulo: Atlas, 1995.

PITZAHN, E.; DELESPINASSE, B.; RODRIGUES, R. Entendendo a crise na indústria de serrados e compensados. Informativo STCP, n. 11, 2008.

POLZL, W. B. et al. Perfil produtivo das empresas de madeira compensada no estado do Paraná. Revista Árvore, Viçosa, MG, v. 34, n. 1, p. 189-196, 2010.

RIBEIRO, T. S. Produção de painéis compensados de Pinus taeda com resina uréia-formaldeído utilizando diferentes extensores. 2008. 31 f. Monografia (Curso de Engenharia Florestal) - Instituto de Florestas da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2008.

SCHNEIDER, P. R.; SCHNEIDER, P. S. P.; SOUZA, C. A. M. Análise de regressão aplicada à Engenharia Florestal. 2. ed. Santa Maria: UFSM, Centro de Pesquisas Florestais, 2009. 294 p.

VIANA, J. G. A.; SOUZA, R. S.; SILVEIRA, V. C. P. Evolução dos preços históricos da bovinocultura de corte do rio grande do sul: tendência e comportamento dos preços em nível de produtor e consumidor. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 33, n. 4, p. 1109-1117, jul./ago. 2009.




DOI: https://doi.org/10.5902/1980509826464

Licença Creative Commons